Bom Jardim Notícias.com

Gestão Eduardo Campos é aprovada por 83% dos pernambucanos

Gestão Eduardo Campos é aprovada por 83% dos pernambucanos

Pesquisa Eduardo CamposNa primeira pesquisa de opinião, promovida pelo Instituto Exatta para a Folha de Pernambuco, o governador Eduardo Campos (PSB) manteve o percentual da eleição de outubro, na qual conquistou a reeleição para o cargo. O levantamento, que ouviu 2.500 pessoas acima de 16 anos, revelou que o socialista possui uma aprovação de 83% no Estado. Ano passado, ele foi reeleito com 82,84% dos votos válidos. Por outro lado, a desaprovação a Campos foi de 13% – inferior aos 14,06% obtidos pelo senador Jarbas Vasconcelos (PMDB) no pleito passado. Apenas 4% não opinaram na sondagem, que foi realizada em 80 municípios, entre os dias 21 e 26 de julho. A margem de erro é de 1,96%.

A consulta ouviu 456 eleitores do Recife e 596 dos demais municípios da Região Metropolitana. No Interior, a Zona da Mata teve 380 consultas, enquanto outras 633 ocorreram no Agreste. No Sertão do São Francisco, ocorreram 149 entrevistas, além de 286 nos outros cinco Sertões (Moxotó, Araripe, Central, Pajeú e Itaparica). O Instituto Exatta ouviu 53% de mulheres e 47% de homens. No universo de entrevistados, 36% tem idade superior a 45 anos. Também foram consultadas pessoas entre 16 e 24 anos (18%), 25 e 34 anos (25%) e 35 e 44 anos (20%).

A maior parcela (35%) dos entrevistados possui o primeiro grau, seja completo ou não. Outros 31% são analfabetos ou leem e escrevem, enquanto 29% têm segundo grau completo ou incompleto. Apenas 5% concluíram ou não o nível superior. No tocante à renda familiar, 56% ganham até um salário mínimo; 30% recebem entre um e dois salários; 13% ficam na faixa de dois a cinco salários; e somente 1% têm ganhos acima dos cinco salários mínimos. Com esses números, a maioria dos entrevistados pertencem às classes C (43%) e D (46%). Outros 4% são da classe E, enquanto 7% estão na classe B. Os consultados da classe A não somaram 1% no levantamento

A coleta de dados foi realizada através de questionário elaborado de acordo com o objetivo da pesquisa. “O modelo da amostra tem três estágios. No primeiro, os municípios são selecionados através do método Probabilidade Proporcional ao Tamanho (PPT), com base na população de 16 anos ou mais de cada município. No segundo, são selecionados os setores censitários. Por fim, é selecionado em cada conglomerado um número fixo de eleitores segundo cotas de variáveis. Com isso, a pesquisa tem um grau de confiança de 95,5%”, explica o gerente de pesquisa de opinião João Matos.

Folha de Pernambuco

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta