Bom Jardim Notícias.com

Brasileiro inventa canudo que transforma urina em água potável

Brasileiro inventa canudo que transforma urina em água potável
Enquanto os pilotos de Fórmula 1 brasileiros vêm andando meio devagar, o primo do bicampeão Emerson Fittipaldi está dando o que falar. O jornalista e empresário Ricardo Fittipaldi desenvolveu um canudinho especial capaz de transformar até urina em água potável.

À primeira vista, parece alquimia barata ou balela. Mas não é — tanto que o aparelho foi aprovado tranquilamente em testes no Inmetro e Anvisa, além de ter sido utilizado com sucesso em missões do exército brasileiro para purificação de água de esgoto no Haiti.
A peça, através de três estágios cumulativos de filtragem, consegue remover os mais variados tipos de impurezas, desde resíduos sólidos até micro-organismos. Em alguns segundos, uma porção de água escura e contaminada torna-se incolor, saudável e passível de consumo.

O produto, batizado de H2L, deve chegar às lojas brasileiras em breve, custando cerca de R$ 350. Devido à leveza (pesa apenas 36 gramas) e às dimensões (mede 226 milímetros), o canudo pode ser facilmente transportado e também ser produzido em série — o que leva seu criador a acreditar que a invenção será muito popular no futuro.
  Produto em ação, puricando a urina e a transformando em
água própria para consumo. (Fonte da imagem: Revista ALFA)


Segundo Fittipaldi, o canudo também é capaz de conservar os sais minerais na água e pode filtrar até 200 litros de fluídos durante sua vida útil (que dura, em média, 30 a 40 dias). Em tempos em que já falta água em vários países subdesenvolvidos, esse pequeno objeto pode ser de grande valor para ajuda humanitária.

FONTE: http://www.tecmundo.com.br/

Enquanto os pilotos de Fórmula 1 brasileiros vêm andando meio devagar, o primo do bicampeão Emerson Fittipaldi está dando o que falar. O jornalista e empresário Ricardo Fittipaldi desenvolveu um canudinho especial capaz de transformar até urina em água potável.

À primeira vista, parece alquimia barata ou balela. Mas não é — tanto que o aparelho foi aprovado tranquilamente em testes no Inmetro e Anvisa, além de ter sido utilizado com sucesso em missões do exército brasileiro para purificação de água de esgoto no Haiti.

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta