Bom Jardim Notícias.com

Aeronáutica investiga incidente com avião que transportava membros da Asa de Águia em Caruaru

Aeronáutica investiga incidente com avião que transportava membros da Asa de Águia em Caruaru

Apenas 50 metros evitaram o que poderia ter sido uma tragédia

A Folha.com publicou, na manhã deste domingo, uma denúncia de uma manobra perigosa que por pouco não resultou em um acidente aéreo envolvendo integrantes da banda Asa de Águia, no aeroporto da cidade de Caruaru, no Agreste pernambucano. O incidente ocorreu no domingo passado, quando o jatinho (um Citation 550) fretado pela banda precisou acelerar para decolar, evitando o choque com um monomotor que estava pousando na mesma pista, na direção contrária.

Segundo a matéria, “Cerca de 50 m separam as duas aeronaves da colisão quando o jato sai do chão e voa sobre o monomotor – entre um e outro, 5 m de altura”. A Aeronáutica está investigando o caso, que está repleto de contradições.

“Tudo começou quando o monomotor, de uma escola de pilotos, estava prestes a pousar. Embora tenha visto o jato na mesma pista, na direção oposta, aterrissou.

Ao pousar, o monomotor, modelo Paulistinha, presumiu que o jato o esperaria sair da pista. O comandante do jato, por sua vez, disse não ter visto a aeronave a sua frente”, pontuou o texto.

Outros agravantes seriam a inexistência de uma torre de controle no Aeroporto de Caruaru e o fato do Paulistinha ser incomunicável por não possuir rádio.

No Citation 550 estavam dois pilotos e seis músicos do Asa de Águia voltando de um show.

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta