Bom Jardim Notícias.com

As 15 bebidas estranhas com bichos mortos dentro

As 15 bebidas estranhas com bichos mortos dentro

Todo mundo já deve ter visto em alguma cena de filme o  cara beber numa garrafa de tequila com uma espécie de verme larva morta dentro. Pois este tipo de bebida não só é comum em muitos países como -acredite – existem coisas que podem ser ainda mais estranhas que vermes larvas dentro do seu goró.

1- Pinga com caranguejo – 100% Brazuca


Aqui no Brasil é relativamente comum a pinga com caranguejo dentro. Eu sempre me intrigo pensando como aquela merda enorme de carapaça rígida entra na garrafa. Certamente que eles devem colar o fundo ou a tampa da garrafa de alguma forma. Essa eu conheço quem bebeu e disse que é boa. Que tem sabor de barril. Seja como for, é algo bem estranho, né?

2- Larva na tequila

Parece nojento? Pois é. Mas saiba que muitas pessoas dizem que é uma delícia. Pessoalmente eu acho que não teria coragem de mastigar essa larva à vinagrete, mas quem já o fez disse que o verme tem propriedades alucinógenas. Eu acho pouco provável que efetivamente tenha. Minha hipótese é que como a larva pesa, ela vai pro final da garrafa, e quando o sujeito chega no ponto de consumir o bicho, já tá tão mamado de tequila que até água pra ele será um alucinógeno.

Famosa bebida de origem mexicana, a tequila com verme é um sucesso. Tem gente que gosta tanto da larva na tequila que prefere o “tekila combo plus” para experts:3-Vinho de lagartoEu fico imaginando que gostinho diabólico que deve ter um vinho chamado “vinho de lagarto”, que é ávidamente consumido na China e Vietnã. Como o nome diz, trata-se de uma espécie de conserva de bebida alcoólica com centenas de lagartos mortos dentro. Eles dizem que o lance é medicinal. Pois é… Se o vinho de lagarto é o remédio, eu fico com medo só de imaginar o que deve ser o veneno desses caras. Veja como o vinho de lagarto é feito:

4- Vinho de cobraO vinho de cobra tem um aspecto mais espetacular no nível da apresentação. Eu diria que no quesito alegoria, o vinho de cobra é o vencedor de todos os prêmios. Os caras do Vietnã, onde a bebida é bastante popular, ficam horas pacientemente modelando a “cena de batalha” entre duas serpentes, usando longas pinças de bambu. Após a montagem da cena, a bebida é colocada na garrafa e ela é cuidadosamente embalada e preparada para a venda. O vinho de cobra geralmente tem a configuração mais comum de uma naja (serpente altamente venenosa) mordendo a cabeça de uma cobra-cipó. Os caras acreditam que o vinho de cobra cura a impotência.
É intrigante o grau de crendice dos caras orientais. Já reparou que qualquer merda lá pra eles cura impotência? Acho que apenas uma coisa suplanta o grau de crendice deles. A “paumolescência”.5- Pinguinha de escorpião
Se cobra parece nojento, espere só para sentir o sabor desse néctar do capeta! A pinga de escorpião é sucesso de público e crítica na Tailândia. Ele é feito com um escorpião negro (que a galera lá come com a mesma avidez que a gente mete os dentes num camarão VG aqui) que fica de molho numa garrafa de cachaça de cana-de-açúcar. A bebida leva ainda uma adição de saborizante de banana (porque desgraça pouca é bobagem). Eles dizem que é bom pra dor muscular.

Ora, qualquer um sabe que a pinga é ótima para dor muscular. Encha a cara que você para de sentir qualquer coisa. Até o chão. Existem ainda versões com vodka.

6-Saquê de aranha caranguejeira

Se Você ficar com nojo do escorpião, pode tentar esta aqui, embora não creio que seja uma escolha muito feliz, na medida em que ela que tem o inconveniente de ter pelinhos boiando no seu copo!

Esta bebida é feita com 95% de saquê, uma cachaça feita de arroz que é decorada com um puta dum aranhão peludo dentro. Todo mundo sabe que esta aranha vive de comer barata, o que conferirá um sabor todo especial à sua dose.

7- Pinga de lacraia

Vai lacraia, vai lacraia! Se a bebida de aranha e suas 8 perninhas já parece nojenta, imagina só que sensacional sentir com a língua cada uma dessas 30 perninhas da lacraia gigante? A lacraia gigante é um animal com o veneno altamente tóxico e para a confecção deste drink, ele precisa ser cuidadosamente detoxificado.

8- Uísque de cavalo Marinho?

Tudo bem que não parece tão nojento quanto uma lacraia ou aranha… Mas vamos pensar: O cavalo marinho é um peixe morto, meu. Já viu coisa mais fedida do que um peixe morto? Então imagina pegar um cavalo marinho morto e jogar dentro de um uísque, esperar “maturar” um tempo e servir. Segundo me disseram, o bicho é jogado no uísque ainda vivo, coitado. Ele morre ali mesmo, com tripas, entranhas e muitas vezes inúmeros filhotinhos (já que é o macho que fica grávido) que irão gradualmente se decompor na bebida, conferindo a ela um sabor todo especial.

9-Lagartixa engarrafada


Dá pena de ver. Imagina só beber! Os caras pegam a pobre lagartixa silvestre nas cascas das árvores da floresta e enfiam em garrafas contendo aguardente de saquê e ervas medicinais. O bicho fica ali dentro morto e a galera bebe o composto, que segundo dizem, cura a dor nas costas e é muito bom para a saúde (menos da lagartixa, claro).

10- Refri de ninho de passarinho

Sei que parece difícil de acreditar, mas é sério! Os caras bebem uma espécie de refrigerante feito com o ninho de andorinhas! A andorinha que faz seus ninhos em penhascos, usa uma espécie de muco (no português claro, CATARRO) para poder colar os sues ninhos aos paredões de pedra das cavernas. Não sei quem foi o sequelado mental que resolveu coletar os ninhos e comer o catarro do passarinho (com fezes e restos e penas e cascas de ovos pra dar liga). Mas a iguaria é altamente apreciada no oriente, de onde surgiu a famosa “sopa de ninho de passarinho” que custa uma fortuna! Agora existe também uma bebida feita com os mesmos nauseabundos ingredientes. Só podia ser aonde? Na china, claro! Tudo bem que este aqui perverte o titulo do post, mas pensa bem, você acha mesmo que não tem chance de um feto morto de andorinha esquecido no ninho não ir parar na sua garrafinha?

11- Drink de placenta!

Se você chegou aqui achando que nada pode ser mais nojento que beber o catarro coagulado de uma andorinha, sinto te informar que no japão os caras bebem um drink que é feito com:

Hummm. Que dilíça! Uma placenta na sua garrafa! Calma, não é uma placenta humana. (se você é judeu aqui é a hora em que você pensa: “Antes fosse”) pois é uma placenta – crua, é bom que se diga – de porco! Acredite se quiser, quem bebe isso lá no japão é mulher, pois elas pensam que a bebida de placenta vai fazer elas ficarem mais bonitas. Que bom…

12- Aguardente de rato


Enquanto no drink de placenta você não vê exatamente a coisa grotescamente sangrenta da foto acima, o que deixa o produto mais palatável, no vinho de rato você vê – e pode até mastigar os macios e úmidos filhotinhos de rato. Eles são coletados diretamente dos ninhos de rato que se espalham pelas cidades do interior da Coréia e adicionados em garrafões, que recebem uma forte bebida alcoólica de arroz (saquê) em cima. Isso mantém os filhotes mortos de rato em conserva, o que libera um sabor bastante apreciado pelos paladares mais exigentes.
Os ratinhos de apenas dois dias de idade fermentam na garrafa. As garrafas mais apreciadas são as mais vazias, pois elas costumam ser mais velhas e por isso contém mais “sabor” dos ratinhos mortos. Além disso, com menos saquê na garrafa, há mais chance de descer um ratinho pro seu copo, o que lhe dará a oportunidade de saborear a incrível cremosidade do mesmo. Hummmm.

Uma curiosidade é que eles acreditam que o rato tem que ser de dois dias apenas, porque ao passarem da idade em que já conseguem abrir os olhos, os ratos passariam a “envenenar” a bebida.

13- Suquinho de sapinho

Aqui mesmo na América do Sul, temos o famoso suquinho de sapo. Típico do Peru, ele é feito com animais silvestres que hoje se encontram em avançado processo de extinção. Uma pena. Na bebida, o sapo é batido no liquidificador, resultando numa bebida grossa, com cor e sabor estranho. O pior nem é isso. O pior é que em alguns lugares você escolhe o seu sapo (na verdade, é uma rã) num pequeno aquário. Então o cara pega o sapo, mata ele com uma marretada, arranca a pele dele, limpa e joga no liquidificador. Ou seja, você não só bebe o bicho triturado como também é o responsável direto pela morte dele. É uma bebida quente. No Peru, as pessoas acreditam que esta bebida teria o poder de curar problemas respiratórios.

14- Sangue

Sim, meu amigo. Se você é vampiro, vai achar super normal, mas espere só até eu te contar que o sangue que neguinho bebe com grande avidez, é de cobra!


O sangue de cobra é preparado de uma forma um pouco similar a bebida feita no Peru com as rãzinhas silvestres. Você escolhe a cobra num pequeno serpentário localizado no interior do bar. O cara pega a sua cobra, mata ela, corta a cabeça e espreme o seu suquinho. Mas espere, eu ainda não contei tudo: Eles coletam também a bile da cobra (este elemento verde ali no copo) e misturam tudo. Quem toma, diz que é melhor que o Viagra. Essa merda deve funcionar mesmo, já que a China é o país do mundo que tem mais gente, né?

15- Vinho de Pinto de veado


Hahaha, o que um broxa não faz pra ressuscitar o falecido, né? Até o pinto de veado neguinho coloca na bebida. Imagine só que coisa mais estranha beber vinho branco duma garrafa que contém o órgão genital de um animal?

                                                                                                                                                                                           Fonte: negaovirtual

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta