Bom Jardim Notícias.com

Você Pergunta: Como as pessoas que viveram antes de Jesus Cristo eram salvas?

Você Pergunta: Como as pessoas que viveram antes de Jesus Cristo eram salvas?

VocêPergunta: Como fica a situação das pessoas que viveram e morreram, digamos, há 50 anos ANTES de Jesus Cristo? Também serão salvas por Ele?

Antes de explicarmos essa questão é importante que fique claro que a Bíblia diz que a salvação é uma iniciativa de Deus e não do homem. “E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou.” (Rm 8. 30). A salvação provém da graça de Deus aplicada ao homem e não de qualquer mérito que possa haver no homem. “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus;” (Ef 2. 8).

Olhando para a Bíblia fica evidente que Deus deu ao ser humano uma revelação progressiva de Sua obra e vontade. Hoje sabemos muito mais dos planos de Deus que no tempo de Abraão, por exemplo. No entanto, esse fato não faz as pessoas do tempo antes de Cristo serem menos desprovidas da salvação de Deus. Esse fato não indica que houve acepção por parte de Deus. Como é Deus quem justifica e salva, a revelação de cada época é suficiente para que Deus opere a Sua salvação nos corações de Seus eleitos.

No tempo de Abraão, por exemplo, havia pouca coisa revelada a respeito de Deus e de Sua obra, no entanto, mesmo assim, Abraão foi alcançado através da fé dada por Deus. Ele creu naquilo que lhe foi revelado a respeito de Deus naquele momento e foi justificado pelo Senhor. “Ele [Abraão] creu no SENHOR, e isso lhe foi imputado para justiça.” (Gn 15. 6). Isso aconteceu também com muitas outras pessoas.

Outro exemplo bastante interessante é o dos ninivitas. Uma nação pagã que foi alcançada por Deus. O Senhor escolheu o profeta Jonas como instrumento para levar a palavra de salvação àquele povo. Jonas relutou em obedecer a Deus, mas como os planos de Deus não podem ser frustrados, mais tarde entendeu e cumpriu sua missão. O resultado? “Os ninivitas creram em Deus, e proclamaram um jejum, e vestiram-se de panos de saco, desde o maior até o menor.” (Jn 3. 5). O arrependimento e mudança de atitudes desse povo evidencia a ação salvadora de Deus em suas vidas.

Assim, a forma de salvação antes de Jesus Cristo é a mesma de depois de Jesus Cristo: A graça de Deus operada na vida do pecador, levando-o a, através da fé dada por Deus, responder ao chamado Dele. Observe qual era a pregação de João Batista antes da morte de Jesus na cruz: “Naqueles dias, apareceu João Batista pregando no deserto da Judéia e dizia: Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus.” (Mt 3. 1). Agora observe a pregação de Pedro após Jesus já ter morrido e cumprido a Sua missão: “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados” (At 3. 19). É a mesma mensagem.

Dito isto, agora falta apenas dizer que Jesus Cristo foi entregue por cada eleito antes mesmo de Seu nascimento [como ser humano], como vemos nas profecias no Antigo Testamento. Ele foi o sacrifício perfeito que justificou cada pecador eleito por Deus, tanto os que nasceram antes Dele, como os que nasceram depois.

Por: André Sanchez

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta