Bom Jardim Notícias.com

Avelós: a planta que promete curar o câncer

Avelós: a planta que promete curar o câncer
Desde o início dos tempos, a sabedoria popular nos remonta à poções e remédios baseados em ervas, animais e outros elementos da natureza. Por milhares de anos essa foi a forma mais eficaz e por que não, mais natural de curar os males que atormentavam a saúde humana. Com o advento dos medicamentos produzidos em laboratórios, hoje em dia não é mais tão comum a utilização de plantas medicinais em uso corrente. Obviamente, que determinadas comunidades e regiões do Brasil ainda utilizam de forma sistemática esse tipo de tratamento.
Apesar disso, mesmo nos medicamentos produzidos em laboratórios, o princípio ativo, muitas vezes é baseado em plantas e/ou animais, sendo assim, os conhecimentos populares muito importantes para que pesquisas sejam desenvolvidas, criando novas fórmulas, as quais proporcionam tratamentos e até mesmo à cura para diversas doenças. Nesse sentido, existe uma planta chamada Avelós (Euphorbia tirucalli), muito comum no Nordeste e Centro-Oeste brasileiro, a qual está chamando atenção por ter capacidade em curar o câncer.
Não se trata apenas de crendices. O Hospital Israelita Albert Einstein de São Paulo, o melhor e mais respeitado centro médico privado do país, está desenvolvendo uma pesquisa com a seiva da planta, com a finalidade de encontrar a cura para diversos tipos de câncer. Conforme o Jornal Folha de São Paulo, esses estudos do Albert Einstein, mostram que essa planta conseguiu estabilizar o quadro clínico de uma pessoa doente com câncer, em estado terminal, e que também foi eficaz no alívio das dores.
De acordo com o próprio site do Instituto de Pesquisas e Ensino Albert Einstein: o avelós está sendo pesquisado no IIEP e pode tornar-se princípio ativo do primeiro medicamento nacional para o tratamento de câncer. Tradicional ingrediente de chás medicinais e garrafadas (tipo de bebida feita a partir de ervas supostamente medicinais, de acordo com o conhecimento popular), atribui-se à planta características antitumorais. Entretanto, ainda não há comprovações científicas.
O avelós aguçou a curiosidade de um empresário nordestino, que viu melhora de um familiar com câncer depois do tratamento com a planta. Há cinco anos, ele decidiu investir em pesquisas. Na fase pré-clínica – que inclui testes em células em cultura e em animais –, foram demonstrados resultados positivos em diversos tipos de tumores sólidos.
A pesquisa passou então para a primeira fase clínica no IIEP, com duração de cerca de seis meses em seis pacientes. “O intuito dessa fase, que já está finalizada, era descobrir a dose máxima tolerada. Do látex da planta foi isolada a substância ativa, que virou uma pílula”, explica o dr. Auro Del Giglio, oncologista do Einstein e um dos coordenadores da pesquisa. Esses estudos são realizados por meio de parceria entre o IIEP e a PHC Pharma Consulting – empresa de consultoria e assessoria científica, especializada no segmento industrial farmacêutico.
Conforme podemos notar, vai além de poções mágicas dos leigos, é atualmente objeto de pesquisa e com grande possibilidade de conquistar resultados satisfatórios. No lado popular, as garrafadas de Avelós são distribuídas e até comercializadas entre pessoas de diversos cantos do Brasil. Existem centenas de relatos de doentes que obtiveram a cura somente através da mistura da seiva (uma espécie de látex) com água, sendo tomadas em doses homeopáticas pelas pessoas com câncer.
Os médicos e farmacêuticos não confirmam a possibilidade de apenas a seiva, através das garrafadas serem capazes de fato de curarem o câncer, mas já identificaram sim, substâncias capazes de eliminar a doença, porém em doses meramente científicas. Além do mais, a seiva da avelós é altamente tóxica, podendo casar queimaduras em contato com a pele, cegueira em contato com os olhos e intoxicação caso ingerida diretamente.
Entretanto, os relatos são surpreendentes e até na própria página do Hospital Albert Einsten (http://www.einstein.br/espaco-saude/tecnologia-e-inovacao/Paginas/avelos-um-aliado-contra-o-cancer.aspx), pode ser encontrado depoimentos de pessoas que chegaram à cura ou melhora surpreendente apenas com o uso da mistura da seiva de avelós com água. O Blog Matão Hoje em Dia lembra que todo cuidado é pouco ao ingerir substâncias ou plantas as quais não há nenhuma comprovação científica de sua eficácia ou males maiores que podem ocasionar à saúde, além do que, em hipótese alguma deve substituir o tratamento indicado pelo seu médico. Porém, isso é um grande indicativo que a sabedoria, centenárias e até milenares dos povos são sim válidas. Não podemos deixar de considerar que muitas pessoas relatam condições pessoais, situações próprias de cura e isso não há como ser desmerecido.
A ciência está fazendo sua parte, com a ajuda da sociedade e do conhecimento das pessoas, sendo assim, torçamos muito para que dê certo e o avelós, de fato, seja uma esperança para aliviar a dor e o sofrimento de muitas pessoas em um futuro bastante próximo.

Autor: Gregório Luiz Anaconi

Artigos Relacionados

1 Comentário

  1. Alfeu Falalvena
    30 de janeiro de 2015 às 14:44 Responder & darr;

    Gostaria de saber como é feito tratamento com Aveloz e água nas primeiras semanas, pois até agora ´so sie que na 1a. semana são duas gotas em um copo de água, Mas depois? Quantas gotas?
    Mtio obrogado pels resposta
    Alfeu Fallavena

Deixe uma resposta