Bom Jardim Notícias.com

Lágrimas de um Folião

esse frevo é do nosso grande Levino Ferreira: chama-se Lágrimas de Folião e além do Japão, é tocado na França e Alemanha. Aliás o nosso querido Mestre Vivo é executado quase em todo mundo, agora se alguém chegar em Bom Jardim(sua terra natal), não vai encontrar nada sobre esse baluarte da música pernambucana.

Bráulio de Castro 

Artigos Relacionados

1 Comentário

  1. Rogério Andrade
    7 de outubro de 2011 às 18:22 Responder & darr;

    Quem diria? A música do nosso maestro Levino Ferreira tocada no Japão, Alemanha, França e por aí vai……….
    Ou seja, da pequena, porém decente, Bom Jardim (PE) para o mundo. Parabéns ao conterrâneo Bráulio por descobrir essa pérola. Viva Bom Jardim. Viva Pernambuco! – Rogério Andrade-Recife.

  2. ademir araujo
    7 de outubro de 2011 às 20:39 Responder & darr;

    E a Dança do Cavalo Marinho, que também é de autoria do Mestre Levino Ferreira, a muito tempo deixou de ser executada pela Banda Municipal do Recife e pela Orquestra Sinfõnica do Recife

  3. Antonio Pessoa(Toinho de Lauro)
    7 de outubro de 2011 às 21:00 Responder & darr;

    Bom Jardim é assim uma eterna terra de Talentos e o nosso mestre Levino Ferreira saiu de Bom Jardim para o mundo parabéns Braúlio pela descoberta.E ainda podemos lembrar de

  4. Antonio Pessoa(Toinho de Lauro)
    7 de outubro de 2011 às 21:10 Responder & darr;

    Bom Jardim é assim uma eterna terra de Talentos e o nosso Mestre Levino Ferreira que saiu de Bom Jardim para mostrar seu talento para o muindo com os seus frevos, parabéns Braúlio pela lembraça, Podemos citar ainda outros como, Mestre Tété, Airton Barbosa, Rogério Andrade, Dimas Sedycias,Marly Mota, Joaquim Gonçaves, Mário Souto Maior o próprio Braúlio de Castro e tantos outros que agora me foge a memória.

    Eu ainda sonho com um Bom Jardim Melhor.

  5. Bráulio de Castro
    7 de outubro de 2011 às 21:57 Responder & darr;

    Pra quem não sabe, Ademir Araujo que está fazendo o comentário acima, é o nosso Maestro “Formiga”, que além de um grande músico; lembrou muito bem da Dança do Cavalo Marinho, que há quarenta anos atrás, em Paris, foi aplaudida de pé.

  6. José Filomeno
    7 de outubro de 2011 às 21:59 Responder & darr;

    No Prédio sede da Prefitura de Bom Jardim, existe um Audítório que leva o nome do Mestre Vivo LEVINO FERREIRA, uma justa homenagem que na época o Prefeito Fabinho Rufino fez a este ilustre bonjardinense, e que na ocasião da inauguração familiares do grande Mestre LEVINO FERREIRA foram convidados e se fizeram presente a esta grande e justa homenagem.

  7. irineu wilson ferreira jr
    8 de outubro de 2011 às 22:30 Responder & darr;

    Mestre Vivo, ícone do mais vibrante frevo de rua. Não se pode pensar em carnaval de rua sem a presença de suas peças musicais extraordinárias. O frevo tocado, é o frevo que contagia, que estiimula, que faz o coração do carnavalesco pulsar mais forte. O maestro Levino Ferreiram, é, e sempre será a maior referencia do autentico frevo pernambucano. Nosso querido Bom Jardim, ainda não reverenciou o grande mestre Vivo, face sua importancia de musicalidade, ainda não gravou no seio da cidade, um marco referencial, que possa lembrar aos jóvens, que esse ícone, dalí saiu para encantar os carnavais pernambucanos.

  8. Esperança
    9 de outubro de 2011 às 20:14 Responder & darr;

    Infelizmente o brasileiro tem memória curta,porém há excessões. Temos que divulgar ainda mais nossos ícones,que
    nos faz reverenciar nossa autoestima e desvairar o potencial de nossos bonjardinenses ilustres que o mundo conhece
    e se exalta com nosso frevo. Viva Bom Jardim dos velhos Carnavais !

  9. Eva
    11 de outubro de 2011 às 20:58 Responder & darr;

    ” O homem é imortal quando seu trabalho permanece! ” Levino Ferreira, é portanto, imortal,pois suas composições permanecem sempre entre nós.Além de belos frevos como:Último Dia,(lindo),Alegria de Pompéia, Lágrimas de Folião,Gracinha no Frevo Mexe com Tudo e outros, compôs também dobrados sobre fatos de nossa terra: A Cheia de 30 e O Naufrágio do Camaquã. No Grêmio Lítero deve ter essas partituras. Justas homenagens já foram prestadas a este grande ícone. Na gestão de Noezinho, realizamos um evento com a presença de sua esposa,seus filhos e amigos,entre eles Hugo Martins que na época fundara na Casa da Cultura o museu de Levino Ferreira.Na ocasião foi colocada uma placa por Noezinho, na casa onde Mestre Vivo nascera; Outra homenagem foi na gestão de Fabinho que deu o nome de Levino Ferreira , à sala de reuniões da Prefeitura. Assim sendo, não podemos dizer que ele não fora lembrado. É necessário que suas composiçoes sejam tocadas sempre para que a juventude atual conheça como nossa terra é berço de grandes talentos.

  10. Rogério Andrade
    15 de fevereiro de 2012 às 01:04 Responder & darr;

    Diante de tantos depoimentos em favor da nossa querida Bom Jardim, pergunto, sem qualquer ironia, se já existe alguma rua ou logradouro com o nome do nosso grande Mestre Teté. Caso não exista, deixo aqui a minha sugestão. Viva Bom Jardim – uma terra que continúa produzindo grandes talentos nas ciências e nas artes.

Deixe uma resposta