Bom Jardim Notícias.com

10 organismos que habitam seu jardim

10 organismos que habitam seu jardim
Se você tem um jardim na sua casa, certamente você é uma pessoa mais feliz. Esse pequeno habitat verde de nossas casas deixa o clima mais aconchegante e nos dá sensação de contato com a natureza.
Mais do que beleza “artificial”, os jardins são a moradia de uma quantidade gigante de vida, um verdadeiro universo de microorganismos e animais que fazem toda a diferença. Em apenas um punhado de terra, podemos encontrar uma infinidade de artrópodes, fungos micro e macroscópicos, bactérias, vermes, insetos… Abaixo dos nossos pés, existem centenas, talvez milhares de pequenos seres que possuem seu papel vital para a saúde do solo e, por conseqüência, das plantas.
10º – Besouros
Os besouros que costumam habitar o chão ou próximo dele possuem papel importante na manutenção da população de insetos. Muitos perfuram pequenos túneis em busca de sua presa, o que favorece a oxigenação do solo. Uma recente pesquisa de uma Universidade da Grã-Bretanha demonstrou como os besouros carabídeos são vitais para o solo. São também extremamente sensíveis a pesticidas e agrotóxicos. A mesma pesquisa testou dois campos de repolho, jogando agrotóxicos para matar as larvas que comem suas raízes. Um campo permaneceu intacto, já o outro foi pulverizado com um novo pesticida para testar sua eficácia. No campo que não foi colocado nenhum pesticida, a população de vermes das raízes do repolho permaneceu com baixo nível populacional. O campo pulverizado, quase triplicou os vermes. Por quê? Simples! O pesticida matou quase todos os besouros que caçava naturalmente os vermes, interrompendo o ciclo natural do ecossistema.
Você sabia? Um besouro pode comer em um único dia cerca de duas vezes e meia o seu próprio peso.

9º – Aranhas
 Se existisse uma enorme população de insetos no seu jardim, isso faria bem para o solo? A resposta é não! Tudo na natureza precisa de um equilíbrio, e é justamente nesse ponto chave que as aranhas entram. Elas são importantes controladoras da população de insetos e artrópodes do solo. Apesar da maioria das pessoas pensarem que elas caçam apenas insetos voadores, elas também caçam no solo, ajudando a manter o equilíbrio. Apesar de sua fama de belas tecelãs de teias, a grande maioria das aranhas também possuem capacidade de escavar o solo, buscando um abrigo melhor ou apenas para esconder um alimento capturado.
Você sabia? Em média, em um metro quadrado de solo, existem de 100 a 150 aranhas.

8º – Tatuzinho de Jardim
Essas “adoráveis” criaturas são conhecidas pelas crianças como “tatuzinhos de jardim”. Trata-se do Armadillo officinalis, um artrópode geralmente cinza, que, ao ser tocado, enrola-se e pode ficar tão encolhido como uma bolinha, assemelhando-se ao tatu bola, daí seu apelido. São muito importantes, pois são decompositores, ajudando a reciclar a matéria orgânica, contribuindo na degradação de restos de árvores e animais, conseguindo converter estes restos em nutrientes para o solo. É muito versátil, por ser um dos poucos artrópodes que conseguem viver perfeitamente em ambientes mais secos, pois conseguem converter sua própria urina em água.
Você sabia? Os tatuzinhos de jardim herdaram de seus ancestrais pré-históricos, pequenas brânquias, permitindo que vivam em ambientes de alta umidade. Em contrapartida também possuem a capacidade de obter sua própria água através de sua urina, o que lhe favorece também viver em ambientes muito secos.

7º – Ácaros
Ácaros são conhecidos por sua terrível fama de provocar alergias respiratórias, mas quando se trata de ter um jardim com uma terra fértil, eles se tornam grandes aliados. Uma de suas principais funções é mastigar os restos de vegetais, rasgando cuidadosamente a matéria orgânica, o que proporciona um meio caminho andando para que bactérias específicas terminem o trabalho, decompondo de forma eficaz, liberando nutrientes essenciais ao solo. Outro animal que se assemelha ao ácaro e possui uma função bem próxima são os artrópodes colêmbolos.
Você sabia? Os ácaros são muito abundantes. Estima-se que existam de 100 mil a 400 mil ácaros por cada metro quadrado de solo.Isso sem falar da quantidade deles que existem na nossa pele

6º – Minhocas
 Essas são famosas. Minhocas possuem um papel fundamental para uma terra fértil. Elas cavam túneis pelo solo. Ao cavar, permitem uma grande entrada de oxigênio próximo das raízes das plantas, o que favorece o crescimento de microorganismos que precisam do oxigênio para sobreviveram (organismos aeróbicos). Além disso, elas liberam em suas fezes grande quantidade de nutrientes, que adubam o solo, melhorando sua fertilidade.
Você sabia? As minhocas conseguem fazer túneis de até 10 metros de profundidade no solo.
5º – Centopéias e Diplópodes
Nem todo mundo gostaria de cruzar com um desses pelo caminho, as centopéias causam um pouco de medo na maioria das pessoas. Apesar de estranhos são excelentes para terem no seu jardim. Os diplópodes comem bastante matéria orgânica em decomposição, ajudando e melhorando a fixação das bactérias decompositoras. Também comem fungos. As centopéias terrestres são carnívoras, caçando desde insetos até pequenos animais. Tanto os diplópodes como as centopéias produzem fezes com alto teor nutritivo, melhorando não só a fertilidade como a textura do solo.
Você sabia? Algumas centopéias liberam um material pegajoso que funciona como proteção para predadores e a maioria dos diplópodes liberam substâncias tóxicas nas costas para ficarem protegidos de aves, insetos e alguns mamíferos.

 4º – Micetozoários

 O que você faria se percebesse que esses “monstrengos” estão crescendo no meio de suas plantas? Talvez pensaria em arrancar. Não seria uma atitude sensata. Estamos falando dos micetozoários, um tipo de organismo pertencente ao reino dos protistas, embora pareçam com fungos. Eles são um pouco feios, embora existam espécies de cores muito vívidas. Eles ajudam a decompor a matéria morta, em especial a madeira, o que favorece a reciclagem da matéria no solo.
Você sabia? Existem cerca de 780 espécies de micetozoários.

3º – Algas
É comum encontrar pessoas que associem algas com o mar ou com lagos. Estes seres unicelulares, formadores da maior parte do oxigênio do planeta, não vivem apenas nos oceanos, elas estão por todas as partes, inclusive no seu quintal. As algas possuem um papel importante, pois assim como as plantas, fazem fotossíntese. Ao liberar gás carbônico, ocorre interação com a água do ambiente, podendo ocorrer formação do ácido carbônico; este por sua vez, é um ácido levemente fraco, mas ao longo do tempo causa grandes estragos, mas neste caso ele é benéfico, porque corrói ao longo do tempo as rochas, favorecendo a liberação de nutrientes para o solo.
Você sabia? Podemos encontrar até 98 milhões de algas unicelulares em apenas um grama de solo.

2º – Fungos


 Os fungos possuem papel vital para o solo. Eles são um dos principais recicladores da massa orgânica na natureza. Muitos fungos fazem associação mutualística com as plantas, através das micorrizas. Tanto a planta como o fungo ganham vantagens nessa associação. Se não existissem os fungos, a decomposição de restos de plantas e animais aconteceria de modo incrivelmente lento ou talvez nem acontecesse. Os fungos conseguem até mesmo conter grandes infestações de insetos ou nematóides de solo antes mesmo que eles atinjam as raízes das plantas.
Você sabia? O maior fungo já encontrado possuía 1.500 hectares de comprimento, ele foi descoberto em terras próximas do oceano Pacífico, estimando-se que possuam de 1.000 a 10.000 anos de idade.

1º – Bactérias

Atualmente, somos bombardeados por informações de todas as esferas da mídia, nos alertando sobre os perigos das bactérias. Uma grande quantidade de sabonetes e produtos cosméticos contém substâncias como o triclosan para impedir o crescimento bacteriano ou mesmo matá-las. Infelizmente não é muito divulgado o papel benéfico delas na nossa vida. Sem elas não teríamos uma digestão eficaz, por exemplo. No solo, as bactérias são importantes decompositores da matéria orgânica, ofertando grande quantidade de nutrientes, onde é usado pelas plantas e outros organismos. São fantásticas, conseguindo fixar elementos como nitrato e nitrito, além de conseguir degradar certos tipos de pesticidas. Por essas qualidades excepcionais, as bactérias estão na posição 1 da nossa lista.

Você sabia? Se pudéssemos pesar a quantidade de bactérias que vivem em um hectare de solo, equivaleria a 1 tonelada e 200 quilos. O corpo humano possui cerca de 100 trilhões de bactérias no intestino, o que equivaleria a 4 quilos do nosso peso corporal, em média.

Tirei daqui: http://www.jornalciencia.com

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta