Bom Jardim Notícias.com

Algumas curiosidades sobre refrigerantes

Algumas curiosidades sobre refrigerantes
A reação do seu organismo após tomar refrigerante
Primeiros 10 minutos: 10 colheres-de-chá de açúcar batem no seu corpo, o que significa: 100% do recomendado diariamente. Você não vomita imediatamente pelo doce extremo porque o ácido fosfórico corta o gosto.
Passados 20 minutos: o nível de açúcar em seu sangue estoura, forçando um jorro de insulina. O fígado responde transformando todo o açúcar que recebe em gordura. (É muito para esse momento em particular.)
Passados 40 minutos: a absorção de cafeína está completa. Suas pupilas dilatam, a pressão sanguínea sobe, o fígado responde bombeando mais açúcar na corrente. Os receptores de adenosina no cérebro são bloqueados para evitar tonteiras.
Passados 45 minutos: o corpo aumenta a produção de dopamina, estimulando os centros de prazer do corpo. (Fisicamente, funciona como a heroína.)
Passados 50 minutos: o ácido fosfórico empurra cálcio, magnésio e zinco para o intestino grosso, aumentando o metabolismo. As altas doses de açúcar e outros adoçantes aumentam a excreção de cálcio na urina.
Passados 60 minutos: as propriedades diuréticas da cafeína entram em ação. Você urina. Agora é garantido que porá para fora cálcio, magnésio e zinco, dos quais seus ossos precisariam. Conforme a onda abaixa, você sofrerá um choque de açúcar. Ficará irritadiço. Você já terá posto para fora tudo que estava no refrigerante, mas não sem antes ter posto para fora, junto, coisas que farão falta ao seu organismo.
Pense nisso antes de beber refrigerantes. Prefira sucos naturais. Seu corpo agradece!
O argentino Che Guevara adorava uma Coca-Cola. Seu amigo Fidel proíbe o refrigerante em Cuba. Incoerências do Comunismo.

Sabe quantos litros de Coca são produzidos ao ano???

A produção anual do produto chega a 6 bilhões de litros somente no Brasil. Mas a Coca-Cola tem sede e quer mais. A empresa anunciou um investimento de R$ 250 milhões para ampliar esta capacidade de produção – em 2015 – para 6,7 bilhões de litros.

A meta é transformar a fábrica de Belo Horizonte – construída em 71 – num centro estratégico de distribuição e logística. Depois de concluídas análises técnicas de áreas já selecionadas, outra cidade mineira – a ser anunciada em dois meses – abrigará a nova unidade da Coca-Cola Femsa e terá capacidade para produzir 2,1 bilhões de litros. 40 municípios estão sendo considerados. A cidade escolhida vai abrigar uma unidade implantada numa área de 300 mil metros quadrados. 500 novos postos de trabalho serão criados.

Artigos Relacionados

1 Comentário

  1. Bráulio de Castro
    11 de outubro de 2011 às 22:34 Responder & darr;

    Segundo o meu médico, o refrigerante é um veneno para o nosso organismo e tanto faz o natural ou o dietético. Há muito tempo que não bebo essa porcaria, prefiro tomar cana que faz menos mal.

Deixe uma resposta