Bom Jardim Notícias.com

O que significa “imundo” na Bíblia?

O que significa “imundo” na Bíblia?

A Bíblia, principalmente no Antigo Testamento, utiliza essa palavra com muita frequência. Veja esse exemplo: “Aquele que tocar em algum morto, cadáver de algum homem, imundo será sete dias.” (Nm 19. 11).

No contexto da Lei do Antigo Testamento, imundo significa “inapropriado para a presença de Deus”. Nesse sentido Deus traz ao povo diversas leis que, se descumpridas, tornariam a pessoa impura ou imunda por certo período de tempo determinado pela lei. Ou seja, ela estaria excluída por aquele período de participar de qualquer cerimonial que envolvesse o contato com o Senhor (o culto público, por exemplo). Algumas leis que tratavam de doenças também exigiam que a pessoa ficasse isolada do convívio próximo com a sociedade até que ficasse curada (Lv 13. 45-46)

Vejamos alguns exemplos das leis sobre imundícia:

Alguns tipos de animais eram chamados imundos e não podiam ser consumidos, pois se consumidos, deixavam a pessoa imunda: “Destes, porém, não comereis: dos que ruminam ou dos que têm unhas fendidas: o camelo, que rumina, mas não tem unhas fendidas; este vos será imundo…” (Lv 11. 4)

Tocar em um cadáver de um animal imundo fazia a pessoa ficar imunda: “Mas todos os outros insetos que voam, que têm quatro pés serão para vós outros abominação. E por estes vos tornareis imundos; qualquer que tocar o seu cadáver imundo será até à tarde.” (Lv 11. 23-24)

A mulher depois do parto era considerada imunda: “Fala aos filhos de Israel: Se uma mulher conceber e tiver um menino, será imunda sete dias; como nos dias da sua menstruação, será imunda.” (Lv 12. 2)

Um vaso sem tampa era imundo não podia ser usado: “Também todo vaso aberto, sobre que não houver tampa amarrada, será imundo.” (Nm 19. 15)

Algumas doenças de pele faziam da pessoa e de quem a tocasse, imundos: “Vendo, pois, o sacerdote a carne viva, declará-lo-á imundo; a carne viva é imunda; é lepra.” (Lv 13. 15)

O homem com alguma doença venérea era considerado imundo: “Falai aos filhos de Israel e dizei-lhes: Qualquer homem que tiver fluxo seminal do seu corpo será imundo por causa do fluxo.” (Lv 15. 2)

Não sabemos ao certo a razão de algumas das leis dadas ao povo de Israel no Antigo Testamento, mas certamente, Deus queria conduzir Seu povo à santidade nas diversas esferas de suas vidas naquele momento da história.

Assim, imundo no Antigo Testamento não tem nada a ver com sujeira, mas com desobedecer a certas leis dadas por Deus para que o povo estivesse “de forma apropriada em Sua presença”.

Hoje não observamos mais essas leis, pois as leis cerimoniais foram abolidas em Cristo. Além disso, várias dessas leis que visavam a saúde ou a proteção das pessoas, hoje, de certa forma, são cumpridas com as modernas técnicas da medicina e saneamento básico das cidades.

Hoje, estar imundo é estar em pecado e desagradar a Deus, que é a maior das imundícias.

Fonte: todoespacoonline.com

Artigos Relacionados

1 Comentário

  1. Xavier Namonkre
    17 de dezembro de 2011 às 03:47 Responder & darr;

    Depois de uma tentativa frustrada de reaproxima

Deixe uma resposta