Bom Jardim Notícias.com

Severino Cavalcanti não quer mais polêmica com o padre Vito Miracapillo

Severino Cavalcanti não quer mais polêmica com o padre Vito Miracapillo

1- O prefeito de João Alfredo, Severino Cavalcanti (PP), que como deputado estadual em 1980 pediu a expulsão do padre italiano Vito Miracapillo do Brasil e teve o seu pedido aceito pelo então presidente da República, general João Baptista Figueiredo, não quer mais polêmica com o religioso que anteontem voltou a Pernambuco.

2- Severino, que passou a ser chamado pelos colegas parlamentares de “Zito Miracapillo”, disse ao JC de hoje que a expulsão do padre “é coisa do passado”.

3- E que ele já “pagou caro” por ter “agido contra a Pátria” (recusou-se a celebrar uma missa em ação de graças, no dia 7 de setembro daquele ano, pelo aniversário da independência do Brasil).

4- “Só desejo que Deus o abençoe e que ele retorne com a mente sadia para trabalhar com o povo”, declarou o prefeito. 5- Severino era um dos representantes de Ribeirão na Assembleia Legislativa quando tomou conhecimento da recusa do padre.

6- Ele levou o caso ao conhecimento dos colegas parlamentares e no dia seguinte a notícia estava publicada na imprensa nacional.

7- O então governador Marco Maciel, que é muito ligado à Igreja Católica, chegou a conversar com o arcebispo Dom Hélder Câmara em torno de uma saída negociada, mas não houve jeito.

8- O padre foi expulso do Brasil com base no “Estatuto do Estrangeiro”.

9- Conforme o padre Vito, em entrevista coletiva, ontem, no Palácio do Governo, “a única coisa boa que Marco Maciel fez foi não falar. Ficou em silêncio, praticamente sem tomar posição”.

10- O religioso disse também que não guarda “raiva, ódio ou rancor” de Severino, que não será julgado por ele e sim por quem “está lá em cima” (Deus).

Fonte: Inaldo Sampaio

Artigos Relacionados

1 Comentário

  1. JUSTOS
    5 de janeiro de 2012 às 15:41 Responder & darr;

    Cuidado Padre que ele vai querer cobrar o mensalinho. Severino é bom nisso

Deixe uma resposta