Bom Jardim Notícias.com

O fundo de uma agulha.

O fundo de uma agulha.

Quantas interpretações diferenciadas você já deve ter ouvido sobre a expressão “fundo de uma agulha” ?
Antes de citar algumas destas, vejamos abaixo de onde ela surgiu.

” Certo homem de posição perguntou-lhe: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me chamas bom? Ninguém é bom, senão um, que é Deus. Sabes os mandamentos: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, honra a teu pai e a tua mãe. Replicou ele: Tudo isso tenho observado desde a minha juventude. Ouvindo-o Jesus, disse-lhe: Uma coisa ainda te falta: vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro nos céus; depois, vem e segue-me. Mas, ouvindo ele estas palavras, ficou muito triste, porque era riquíssimo. E Jesus, vendo-o assim triste, disse: Quão dificilmente entrarão no reino de Deus os que têm riquezas! Porque é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus. E os que ouviram disseram: Sendo assim, quem pode ser salvo? Mas ele respondeu: Os impossíveis dos homens são possíveis para Deus. ‘ Lucas 18:18-27
Jesus, nesta passagem, explica que as riquezas podem ser um empecilho para que qualquer pessoa entre no Reino de Deus pois estas podem alterar a sua prioridade e prendendo-a aos bens materiais.
Nosso foco neste post não é a mensagem em si mas uma explicação sobre a expressão utilizada por Jesus e que até hoje deixa a muitos com algumas dúvidas.
Como já expliquei uma vez, devemos duvidar, analisar e criticar a tudo que nos é apresentado. Porém, algumas pessoas insistem a acreditar em “definições únicas e corretas” que terceiros fazem. E esses terceiros não fazem pesquisa alguma antes de divulgar aquela informação. baseado nos seus atuais conhecimentos estes vem a definir a tudo com a maior rapidez possível, divulgando um monte de besteiras e mentiras. E as vezes até publicações de renome afirmam algo sem saber ser realmente é verdadeiro!
Então, vejamos algumas interpretações sobre a parte do texto em destaque:
“Buraco de agulha” era uma passagem sobre os muros de algumas cidades por onde os comerciantes passavam as cargas dos camelos para dentro das cidades visto que estes não podiam entrar nelas;
“Buraco da agulha” era uma fenda no muro de pedra utilizada pelos arqueiros para atingirem os invasores sem que fossem facilmente atingidos;
Erro de tradução/transcrição entre as palavras Kámelo (Camelo) e Kámilo (corda grossa);
Camelo era uma espécie de linha feita do pelo do camelo;
Camelo não. Cabelo!
É um trocadilho com a expressão “É mais fácil passar um elefante por uma agulha”;
“Fundo de agulha” era um pequeno portão para pedestres em Jerusalém pelo qual os camelos só poderiam passar de joelhos;
Interpretação literal do que foi dito;
Eu poderia então explicar cada uma delas segundo o que é dito por quem as defende mas prefiro apresentar uma outra, na qual eu acredito. Caso desejar ler sobre cada uma delas poderás encontrar rapidamente muito conteúdo na internet.
Encontrei uma ótima explicação no livro Aplicando o Reino de Deus, página 54, do Pr Dr Myles Munroe e que segue abaixo:
” Quando Cristo falou sobre o fundo de uma agulha, não estava pensando em um instrumento de costura. Naquela parte do mundo, tanto nos dias de jesus como na atualidade, o fundo de uma agulha referia-se a dois postes fincados no chão, bem próximos um do outro, de modo que um camelo só consegue passar entre eles com muita dificuldade. Por causa da areia e da secura do deserto, os camelos podem ficar sujos muito facilmente. O fundo da agulha é utilizado para facilitar a limpeza desses animais.
Primeiro, o condutor do camelo o coloca entre os dois postes até que o tórax do bicho fique preso entre eles. Imobilizado, o animal fica quieto enquanto recebe um banho. Depois disso, o condutor puxa o camelo ainda molhado até que o corpo dele passe totalmente pelos postes. Com essa analogia, Jesus quis afirmar que, embora seja difícil um rico entrar no reio dos céus, não é uma tarefa impossível. O senso de posse pode manter-nos de fora, mas Deus é capaz de ajudar-nos a abrir mão disso. “
Creio nesta explicação pois já ouvi muitos falarem, especialmente os defensores da interpretação literal, que é impossível para uma pessoa rica entrar no Reino dos céus, o que eu acho ser uma mentira. A dificuldade pode ser maior mas esta não veta o passaporte celestial de alguém. Infelizmente já presenciei esta passagem ser utilizada em igrejas com pessoas de baixa como um meio de “aliviar” a pressão das pessoas de não ter dinheiro referindo a aqueles que possuem uma excelente condição financeira como pessoas que entrarão no Céu, especialmente por não compartilharem o que possuem com aquelas pessoas lá presentes!
Então, meus queridos e minhas queridas, recomendo que ao utilizarem alguma passagem bíblica sobre a qual não possuem conhecimento suficiente tenham muitíssimo cuidado para trazerem sempre a verdade aos nossos irmãos e irmãs. E por favor compartilhe conosco a sua opinião sobre esse assunto!
Que Deus vos abençoe!
Sucesso!
Autor: João Victor Via: Autorida de crista

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta