Bom Jardim Notícias.com

“A Armadura de Deus – A Couraça da Justiça”.

“A Armadura de Deus – A Couraça da Justiça”.
Referência Bíblica: Efésios 6:14b ; Lucas 19:2-8
Versículo para Memorizar: “Deus protege os que tratam os outros com justiça e guarda os que lhe obedecem.” Provérbios 2:8
Couraça da Justiça, é uma roupa que protege o peito da pessoa como se fosse um colete à prova de balas, isso significa que quando fazemos o que é certo, justo, agindo de maneira correta com as outras pessoas, seremos protegidos por Deus. A palavra de Deus nos conta uma história de um homem que antes de conhecer Jesus era injusto com as pessoas, mas depois que encontrou Jesus fez o que era justo. A Bíblia diz que Jesus entrou em Jericó e estava atravessando a cidade. Morava ali um homem rico, chamado Zaqueu, (que significa justo ou puro) que era chefe dos cobradores de impostos, e não era justo no que fazia.
 
Ele estava tentando ver quem era Jesus, mas não podia, por causa da multidão, pois Zaqueu era muito baixo.  Então correu adiante da multidão e subiu numa figueira brava para ver Jesus, que devia passar por ali. Quando Jesus chegou àquele lugar, olhou para cima e disse a Zaqueu: — Zaqueu desça depressa, pois hoje preciso ficar na sua casa. Zaqueu desceu depressa e o recebeu na sua casa, com muita alegria. Todos os que viram isso começaram a resmungar: — Jesus foi se hospedar na casa de um pecador! (porque todos sabiam que Zaqueu roubava nos impostos), Zaqueu se levantou e disse ao Senhor: — Escute Senhor, eu vou dar a metade dos meus bens aos pobres.
E, se roubei alguém, vou devolver quatro vezes mais. Então Jesus disse: — Hoje a salvação entrou nesta casa, pois este homem também é descendente de Abraão. Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar quem está perdido. Depois que Zaqueu conheceu Jesus, a justiça de Deus entrou na vida dele, assim como Zaqueu, nós que temos a Jesus em nossos corações devemos buscar fazer sempre o que é justo para com todos.
No mundo as pessoas dizem que “Brasileiro tira vantagem de tudo”, mas fazer isto está errado, quando prejudicamos outras pessoas para levarmos vantagem, estamos em pecado, pois é injusto, por exemplo, quando eu vou à padaria e a pessoa do caixa me dá o troco e tem dinheiro a mais e eu resolvo guardar pra mim, eu estou prejudicando a pessoa que me deu o troco a mais, pois ela vai ter que repor este dinheiro do bolso dela no final do dia, isso é roubar. Eu posso pensar “Ah mais foi ela que meu deu errado, não fui eu que peguei”, mas eu estou sendo injusto, porque sei que não é meu e peguei.
Fonte: http://miriangalli.blogspot.com – via bomjardimnoticias.com

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta