Bom Jardim Notícias.com

A brincadeira do copo: funciona ou não?

A brincadeira do copo: funciona ou não?

É uma das práticas mais comum entre os curiosos. Reúnem-se algumas pessoas em torno de uma mesa, sobre a qual se dispõem as letras do alfabeto (um pouco distantes uma das outras), as palavras “sim” e “não”, e um copo de vidro virado para baixo. Então se inicia a “sessão”: o pessoal se concentra, todos colocam o dedo indicador sobre o copo sem fazer muita pressão (por que será?), e aí se evoca um “espírito do bem”…
Quando se desconfia que o tal espírito já “entrou” no copo, os presentes começam a fazer perguntas à entidade, que vai respondendo, apontando as letras dispostas na mesa para montar palavras, ou só através das palavras sim e não. É evidente que tudo isso não passa, como o próprio nome já diz, de uma “brincadeira”.
 
O que move o copo? 
A resposta é bastante simples: o dedo de algum ou de alguns dos participantes. Há duas explicações: 1ª) alguém pode estar realizando o movimento de forma consciente, ou seja, de propósito, então o sujeito está agindo de má-fé, só enganando os outros; 2ª) alguém (até mais que uma pessoa) pode estar realizando o movimento do copo de forma inconsciente, tratando-se de um fenômeno de automatismo, isto é, movimentos musculares automáticos.
Nesse caso, o indivíduo não se dá conta de que ele mesmo é que está mexendo o copo. Para comprovar isso, basta colocar sob o copo algo que dificulte sua movimentação, e sobre o copo derramar algumas gotas de óleo. É possível ver claramente que o copo não sairá do lugar, mas algum dedo é que irá se mexer…
Mas como o copo acerta as respostas de perguntas secretas? 
Pelo mesmo motivo que também acertam alguns psicógrafos, médiuns, videntes, cartomantes, etc. Trata-se do fenômeno da hiperestesia direta ou indireta do inconsciente, ou até mesmo de telepatia ou clarividência (isto só raramente). Já explicamos esses mecanismos nas edições anteriores desta série.
Em resumo, o inconsciente é capaz de captar, através desses mecanismos, algumas informações das próprias pessoas presentes ao ato, ou mesmo podem vir à tona informações e memórias registradas pelo inconsciente do sujeito, as quais e forma consciente ele dificilmente teria acesso.

Enfim, qualquer adivinhação sobre o passado, presente ou até mesmo o futuro, acontece por algum mecanismo do inconsciente de uma ou mais pessoas, bem vivas, que estejam envolvidas no ato.

Mas há um detalhe: 
Pode acontecer (é muito raro) que o copo, ou qualquer outro objeto num raio de 50 metros, movimente-se sem contato com os dedos dos presentes. Isso mesmo, pode ser que o copo se mexa sozinho! Bem, aí é mais complicado, mas não é preciso assustar-se. Isso pode acontecer por causa de outro fenômeno parapsicológico, a telergia, isto é, um indivíduo, inconscientemente, exterioriza um determinado tipo de energia física que movimenta o copo, ou qualquer outro objeto. Mas sobre objetos que se mexem sozinhos, voam, portas que se abrem ou fecham, etc., falaremos numa próxima oportunidade.
Essa brincadeira pode ser perigosa?

Bem, apesar de não haver a atuação de nenhum espírito de morto ou assombração que venha perseguir quem participa disso, pode acontecer que alguma criança ou adolescente alimente, com isso, certos medos ou inseguranças, que venham a causar algum dano psicológico maior, sendo necessário resolver com a ajuda de profissionais, psicoterapias, etc. É sempre bom evitar problemas nessa área, principalmente através de esclarecimentos sérios e seguros, procurando cada vez mais desmistificar certas teorias, que não passam de meras crendices ou superstições de péssimo gosto.

FONTE www.curiosidades.net – via bomjardimnoticias.com

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta