Bom Jardim Notícias.com

Os problemas de trabalhar sentado o dia inteiro

Os problemas de trabalhar sentado o dia inteiro
Passar muitas horas na mesma posição realizando uma atividade que requer movimentos repetidos pode provocar lesões dolorosas, as famosas “L.E.R” ou Lesões por Esforço Repetitivo.
O sedentarismo prejudica o ser humano, nós não fomos criados para viver sentados, temos pernas para serem usadas.
No entanto passamos grande parte da vida com os glúteos numa cadeira, principalmente nós que trabalhamos com computadores. Some-se a esse sedentarismo a má postura, e está pronta a receita para as dores insuportáveis.
Estima-se que o limite máximo consecutivo para ficar sentado até o corpo começar a refletir efeitos nefastos será de cerca de 4h. Blogueiros e outros profissionais de computação passam muitas horas na mesma posição.
Permanecer sentado por mais de seis horas diárias provoca graves alterações orgânicas, uma delas é a redução de uma enzima chamada “lipase”, responsável pela digestão das gorduras. Sendo assim, a gordura fica retida no organismo em vez de ser eliminada.
Nosso corpo vê aumentarem as triglicérides, o LDL (ou colesterol ruim), o diabetes, a obesidade, entre outros males.
É possível reduzir as consequências do sedentarismo, mas não se iluda, não existem milagres.
É preciso tomar consciência da importância dos exercícios físicos.
No início será como um castigo. Além das dores, a respiração não ajuda. Mas não desista!
Depois de uma semana você já estará se sentindo bem mais feliz e com vontade de aumentar os exercícios. Quem sabe, então, não comece a fazer pequenas caminhadas?
Tente começar devagar e vá aumentando aos poucos. Se você começar, de cara, querendo fazer uma hora de exercícios intensos vai ficar com os músculos arrebentados e desistirá em seguida.

Mas se for devagar, seu corpo vai se acostumando. Eu posso garantir que uma semana é tempo suficiente para você começar a se sentir melhor.

Fonte: Saúde em Pauta – via bomjardimnoticias.com

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta