Bom Jardim Notícias.com

Confessai as vossas culpas!

Confessai as vossas culpas!

Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo é poderosa e eficaz.” Tiago 5:16

Como é difícil olhar para este versículo e obedecê-lo, isto porque nossa natureza pecaminosa é orgulhosa e não aceita os próprios erros, e quem de nós não erra?

A parte difícil quando erramos é reconhecer o erro, pois quando mostramos isso a alguém ficamos vulneráveis e a vergonha pela culpa pesa sobre nossos ombros. Temos que entender que muito mais difícil ficará nossa situação se escolhermos o caminho da hipocrisia e guardar nossos pecados em uma caixinha dentro de nossa alma, camuflar a angústia de nosso coração e colocar uma máscara de santidade, para demonstrarmos que estamos bem. O maior problema com isso, é que quanto mais demorarmos para confessarmos, maiores barreiras surgirão para tal acontecimento e vai se cumprindo em nossas vidas o que o salmista diz: ” Enquanto escondi os meus pecados, o meu corpo definhava de tanto gemer.” Sl 32:3

Já é provado que muitas enfermidades são decorrentes de sentimentos guardados na alma, o que chamamos de doenças psicossomáticas, que se iniciam na psique e se manifestam no corpo (soma). Há inúmeros casos relacionados a isto, entretanto a maior enfermidade não é a do corpo, mas a que se dá na alma.

Algumas características que podemos perceber em relação a esta enfermidade espiritual, são:

1- Mal humor constante.
2- Difícil relacionamento com a família.
3- Não consegue ter um relacionamento com Deus.
4- Dificuldade para orar e louvar a Deus.
5- A pessoa fica nervosa quando alguém pergunta se algo está errado.
6- Fica estressada se alguém o confronta ou comenta algo relacionado com seu pecado.

Porém a mais vista é a de querer culpar outros pelo nosso próprio erro! 

Foi assim com Adão e Eva, quando Deus aparece e pergunta: “Você comeu do fruto que disse para não comer, Adão?” Adão usou deste artifício para não reconhecer seu pecado e culpou a Deus pelo erro, quando disse: “Senhor, a mulher que TU me deste me fez pecar” Deus virou-se para a mulher e disse: “Foi você então Eva?” E ela também usou da mesma artimanha, não querendo reconhecer o erro: “Senhor, foi a serpente que me enganou!”

Quantos de nós somos assim e entramos neste mesmo caminho, de querer colocar pessoas como culpadas pela situação que nos encontramos. Às vezes dizemos que estamos assim porque o pastor não me ajudou ou estamos assim porque aquela pessoa me ofendeu. E o pior, fazemos como Eva, queremos culpar até o diabo, isto tudo somente para fugirmos de nossas responsabilidades e se afastar de um arrependimento verdadeiro.

Antes que você entre por este caminho reconheça seus erros, não queira justificá-los culpando outras pessoas, reconheça, confesse! Quanto mais demorarmos para confessarmos, mais difícil fica e barreiras surgem para que não haja confissão. Como falei, é difícil reconhecer os erros, nos sentimos inúteis, sem valor algum, mas o orgulho é o principal inimigo da confissão.

Lute contra o orgulho, reconheça seus erros e procure um homem ou uma mulher de Deus de confiança, confesse seus pecados, receba a oração do justo e seja curado desta enfermidade espiritual. O pecado nos distancia de Deus, o arrependimento e perdão nos reconciliam, para termos novamente a comunhão com Ele.

Fonte: http://www.blog-emunah.com – via bomjardimnoticias.com

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta