Bom Jardim Notícias.com

Idolatria evangelica: O sincretismo desenfreado esculhamba com a Bíblia

Idolatria evangelica: O sincretismo desenfreado esculhamba com a Bíblia
 Na minha época de “novo convertido” era regra de fé conhecer o Salmo 115  para “evangelizar” os idólatras do pedaço. Nunca vi um salmo ser tão proclamado, era nos cultos publicos, campanhas e cruzadas evangelisticas, bastava haver um crente com a Bíblia na mão que o Salmo 115 vinha à baila.
Pregar contra a idolatria era o maior barato, católicos indefesos, sem a atual “Catequese Anti-protestante“, eram presa fácil para os ganhadores de almas evangélicos. Vi muitos deles “se renderem” à Cristo convencidos de que eram idólatras. Usei a tecnica do salmo 115 até na minha casa, com mãe, irmãos, tia… etc… as fileiras assembleianas aumentaram por causa disso.
Lá se foram quase 20 anos dessa “aventura de ser crente” e estou eu aqui novamente combatendo a maldita idolatria. Só que dessa vez os idólatras são meus conservos advindos da Reforma Luterana, nós que fomos ferrenhos combatentes, agora, combalidos, vemos o meio evangélico ser devastado por uma terrivel onde de idolatria. Não às imagens de escultura, mas a hoemns de carne e osso. Nãos às figuras do ocultismo das religiões oriunda da Africa, mas os “pontos de contato” que os crente inventaram para se aproximar de seus objetivos.
O que vem a ser sincretismo? É um sistema filosófico ou religioso que tende a fundir numa ou várias doutrinas diferentes, mantendo traços de sua origem; ecletismo. Exemplo: O Candomblé é a religião que mais conservou as fontes do panteão africano, servindo como base para o assentamento das divindades que regeriam os aspectos religiosos da Umbanda.(Dicionário inFormal)
 Ou seja, cada deus africano ganhou uma versão católica, para não desagradar aos colonizadores, uma vez que todos eram transformados em “cristãos” tão logos fossem raptados de suas terras e passassem a servir aos escravagistas da época. Então para manter seus costumes, Oxalá era Jesus Cristo, Iemanjá era Nossa senhora dos Navegantes, Ogum era São Jorge e dai por diante.
 No seguimento evangélico existem vários tipos de sincretismo, o que vem se destacando ultimamente é o judaismo influenciado inumeras igrejas neopentecostais. O uso de menorás, shofares, arca com querubins e muito mais virou regra de fé em muitas destas igrejas. Os judaizantes modernos criaram um panteão de fazer corar os primeiros cristãos do Concilio de Jerusalém, onde era discutida pela primeira vez esta questão. LEIA ATOS DOS APÓSTOLOS APARTIR DO CAPITULO 11 PARA ENTENDER MELHOR.
O cristianismo fez história até aqui sem precisar recorrer aos rudimentos das religiões antigas, sejam elas judaicas, ou não.  Estamos vendo a transformação dos rudimentos em fundamentos, enquanto os fundamentos são desprezados, voltamos à religião dos farizeus, abandonando a religião de Cristo.
Já não é de hoje que a realidade idolátrica no meio evangelico vem se insurgindo, a propagação da fé neopentecostal vem infundindo “pontos de contato” entre o homem e deus. Você deixa a Bíblia aberta no Salmo 91 que tá garantida a sua segurança, coloca o copo d’água no rádio e toma para ser curado. Adquire a “rosa ungida” e leva para casa que seus problemas acabaram.
idolatria nas igrejas evangelicas
Sem falar na série infindavel de utensilios à disposição nas diversas variedades de igrejas, onde, para manter a concorrencia cada uma inventa algo para atrair novos clientes.
Tem o tijolinho da casa própria, tem o vinho casamenteiro de Caná da Galiléia(AQUI), você já ouviu subiu pela escada de Jacó? Ou andou pelo vale do sal? Não??? Peninha de você e sua fé displicente… corra agora mesmo para fazer uma sessão do descarrego.
Mas isso ainda não é o pior cenário a ser abordado nesta postagem, a maior manifestação de idolatria no seguimento evangélico está em adorar ao próprio homem.
idolatria nas igrejas evangelicas
As imagens esculturais modernas têm boca, e falam; olhos têm, e vêem. Têm ouvidos, e ouvem; narizes têm, e cheiram. Têm mãos, e apalpam(principalmente o seu bolso); pés têm, e fazem Marcha para G-zuis e os  sons  que saem das suas gargantas profanam a Santidade de Deus. (parafraseando o Salmo 115). Mas, graças a Deus, a sentença continua a mesma: A eles se tornem semelhantes os que os fazem, assim como todos os que neles confiam. Salmo 115-8
 idolatria nas igrejas evangelicas
 Um dia entrei em uma igreja, dita “apostólica”, havia uma procisão em direção ao palco/altar da mesma, uma verdadeira romaria para que os mebros da mesma se prostrassem diante do lider carismático da denominação, muitos se derramavam em lagrimas quando tocavam ou abração a figura humana diante de si. Alguns eram arrebatados e ficavam minutos desacordados com tamanho impacto de tamanha unção.
 idolatria nas igrejas evangelicas
O Evangelho jamais se permitiu glorificar o homem, o cristianismo não venera ou adora seus santos, embora o respeito e a honra seja devidamente concedida a cada um destes fieis que doaram suas vidas pela fé cristã.São os heróis da fé, mas seu galardão está com Deus, eles esperam essa recompensa dEle, não dos homens.
Mas os ídolos modernos querem honra humana, de preferencia em dinheiro. Desejam pedestal, aplausos e reconhecimento. Mais que isso, desejam ser obedecidos cegamnete, basta contraria-los para ouvir o jargão: “… não toqueis nos meus ungidos…” Dorme com um barulho desses.
não toqueis nos meus ungidos
Hoje em dia, pastores, cantores e ministros tem seus “fã clubes“, chamam de ministério, mas agem como popstars, são exigentes e intransigentes. Cobram cachê, e cachê carissimo. Tem estatus de estrelas, andam com seguranças, exigem hotel 5 estrelas, carro de luxo, quando não, limusine. Gostam de dar testemunho do seu suxcesso e da “obra” que Deus fez em suas vidas, uns moram em mansões “que deus deu”(o deus deles, não o meu) quando foi a fé dos simplices que os custeou. Alardeiam ter um carro na garagem para cada dia da semana, enquanto quem os sustenta com dizimos, ofertas, compra de CDs, DVDs e livros, pega busão lotado para ir “pro trampo“.
Tempos atrás, voltando de um “Café de Pastores” um de meus companheiro lamuriava: – “Você viu fulano de tal, fui falar com ele, convidei-o para pregar na minha igreja, ele perguntou quanto membros tinha“.
Quando meu amigo respondeu que haviam cerca de 200 membros em sua igreja, recebeu como resposta: – “…então quando tiver 500 membros você me leva lá”.
Infelizmente essa é uma triste realidade,  essas e outras histórias serão contadas neste blog(PARA NOSSA TRISTEZAAAAAAA…) mas se não faarmos disso, quem vai falar?
O cristianismo evangélico é motivo de piada até entre os proprios evangélicos. A degradação moral e ética é cada vez maior. Diante de tudo isso, só posso dizer: VOLTA LUTERO, vem frefazer a Reforma nesse Brasil…
Fonte – http://permanecerecompartilhar.blogspot.com.br

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta