Bom Jardim Notícias.com

Carros usados terão ICMS zerado em Pernambuco

Carros usados terão ICMS zerado em Pernambuco

Os pernambucanos que quiserem comprar um carro usado devem esperar até o dia 1º de dezembro, quando o decreto de redução de 100% da alíquota de base de cálculo do ICMS incidente na venda de veículos seminovos, assinada nesta terça-feira (25) pelo governador Eduardo Campos, entrará em vigor. O imposto, cobrado sobre operações relativas à circulação de mercadorias e serviços, já havia sido reduzido de 3,4% para 1% no início deste ano pela Secretaria Estadual da Fazenda. Agora, a taxa caiu para zero.

“Nosso objetivo é manter a economia aquecida e, para tanto, temos que abrir mão de alguns ganhos. Vamos recuperar esse dinheiro indiretamente, porque as pessoas serão mantidas em seus empregos e vão consumir”, explica o governador. Segundo ele, o setor de usados, que inclui uma cadeia de concessionárias, oficinas, lojas de autopeças e borracharias, é responsável por quase 20 mil empregos no estado, entre vagas diretas e indiretas.

O decreto, que foi assinado nesta terça-feira, será válido por tempo indeterminado, mas no fim do primeiro semestre de 2013 será reavaliado pela Secretaria da Fazenda. “Provavelmente o ICMS não será cobrado para os vendedores de usados até o fim do mandato do governador”, adianta Paulo Câmara, secretário da pasta. De acordo com ele, além do incentivo ao setor, o governo do estado já isentou outros segmentos econômicos da mesma taxa, como o gesso e o mel. “No momento de crise mundial, temos que encontrar caminhos alternativos para continuar crescendo”, ressalta Câmara.

Para Antônio Selva, presidente da Associação dos Revendedores de Veículos de Pernambuco (Assovepe), a partir da próxima semana os consumidores já sentirão uma baixa nos preços dos usados. “Em dezembro a diminuição será maior, mas já estamos remarcando todo o estoque”, explica. Ele diz ainda que o valor dos carros deverá cair entre 3% e 7%, dependo da concessionária. “O consumidor terá de pesquisar, mas todos estarão com preços menores.”

O decreto é uma resposta ao corte feito pelo governo federal em maio deste ano para o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) de carros novos. O benefício foi postergado e vale até o fim deste mês.

Fonte – DP

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta