Bom Jardim Notícias.com

A dor de uma mãe: assim como nós, os chimpanzés choram a morte de entes queridos

A dor de uma mãe: assim como nós, os chimpanzés choram a morte de entes queridos

Um novo estudo conseguiu filmar uma mãe de um pequeno chimpanzé de apenas 16 meses que morreu sem motivos aparentes. As mães destes animais mantém uma relação muito próxima de seus filhos, demonstrando estarem em luto e sofrendo pela perda. A pesquisa demonstra como os primatas são próximos de nós, não só a nível genético, bem como no comportamento social.

A mãe, desesperada, vai e volta várias vezes, tocando em seu filho, esperando que em algum momento ele acorde. Ela carregou seu filhote por mais de 24 horas após sua morte.

As imagens foram feitas na cidade de Chimfunshi, na Zâmbia. A mãe carregou o filhote por mais de um dia, parando periodicamente para analisá-lo, tentando fazer com que ele acordasse.

Sem entender direito a situação, a mãe chama outro componente da família para dar uma segunda opinião. Eles olham o corpo e o analisam como se estivessem pensando o que poderia ser feito, como se fossem médicos.

Pela primeira vez uma pesquisa conseguiu provar em vídeo o processo que os primatas desenvolvem para entender ou encarar a morte de indivíduos da mesma família. A parte mais dolorosa é o momento da despedida. A mãe, olhando para seu filho, após 24 horas de sua morte, parece entender que não existe mais nada a ser feito. Ela fica parada em sua frente, estendendo sua mão sobre o rosto e pescoço do filhote, durante vários segundos, com olhar fixo, como se estivesse dando adeus.

Fonte – jornalciencia

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta