Bom Jardim Notícias.com

Burj Al Arab, o hotel árabe mais luxuoso do mundo

Burj Al Arab, o hotel árabe mais luxuoso do mundo

O hotel mais caro e luxuoso do mundo, o Burj al Arab, é uma das grandes atrações de Dubai. Parece um veleiro ancorado. Tem 321 metros de altura, mais alto que a Torre Eiffel e é o hotel mais alto do mundo, levou quatro anos para ficar pronto e custou US$ 6 bilhões

O prédio, em formato de um veleiro, compreende um heliponto no 28° andar e um restaurante panorâmico semi-suspenso no ar, com uma vista única sobre o deserto, tornando-se um ícone de referência na paisagem de Dubai.

A fachada que dá a forma ao veleiro foi produzida em tela dupla de fibra de vidro protegida com Teflon, sendo a primeira vez que tal tecnologia foi usada verticalmente dessa forma e nessa extensão em qualquer edifício do mundo. Mantém-se branca durante o dia e é usada para formar um arco-íris de mostradores iluminados à noite “criando um brilhante prólogo para as maravilhas que esperam o hóspede em seu interior”, como explicam os responsáveis pelo empreendimento.
Situado 15 km ao Sul da cidade de Dubai, o hotel Burj al Arab e o parque aquático Wild Wadi são parte de uma ilha artificial distante 280 metros da praia à qual está ligada por uma via de acesso em curva.
Fica numa ilhazinha em Jumeira Beach, a praia dos milionários, ligado ao continente por uma ponte. Para entrar, só sendo hóspede, e o cliente escolhe: chegar de helicóptero ou de limusine Rolls-Royce Silver Seraph.

O hotel é um espetáculo. No hall, uma fonte de vários lances, dispostos como degraus, solta jatos d’água numa coreografia sincronizada, iluminada à noite por luzes coloridas. De cada lado, aquários altíssimos, com peixes de água salgada, fazem às vezes de parede.

Como se trata de um lugar das “mil e uma noites”, todo o hotel é um espanto. As fachadas brancas são compensadas pelo exuberante colorido interior. Dentro, o dourado domina. Nos mosaicos dos pisos e das paredes, nas largas molduras de quadros e de elevadores, nos metais, nos detalhes e nos objetos decorativos, e tudo o que brilha é banhado a ouro. Tapetes e carpetes feitos à mão, macios; os sofás, suntuosos. O luxo é evidente, avassalador, é o único lugar que ostenta o mérito de ser considerado sete estrelas no mundo

Burj al Arab não tem quartos, conta somente com 202 suítes duplex de luxo com um serviço inteiramente personalizado para cada cliente, com recepções privadas em cada andar e com brigadas de mordomos.Todas as suítes estão equipadas com a ultima tecnologia, computadores com acesso a Internet, televisores de telas planas de plasma. Os preços começam com US$ 1,6 mil para a suíte mais barata (170m2) por noite até US$ 25 mil por um apartamento de 800m2 por noite.

Além de todo este luxo, os clientes podem escolher entre sete fantásticos restaurantes. Entre eles, o Al Mahara, um restaurante submarino onde você irá comer acompanhado de um autêntico ambiente marinho, com tubarões, corais e outras espécies que lhe fará sentir uma sensação excitante no lugar mais profundo do mar; outro o Al Muntaha que dá a sensação de estar suspenso no ar.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta