Bom Jardim Notícias.com

Homem injeta azeite no pênis e é forçado a cortar o membro após infecção

 Apenas uma experiÊncia da culinária que deu muito errado
Todos os dias, médicos precisam lidar com pacientes que se arriscam demais. Alguns pulam de lugares altos e quebram as pernas, outros querem ir rápido demais, e acabam em algum acidente sério. Outros acham que são mestres na cozinha, se queimam ou cortam as mãos. O que a escola de Medicina não prepara é para casos como esse que aconteceu na Tailândia. Um homem, cujo nome foi mantido em segredo, deu entrada em um estabelecimento médico de Bangkok com o pênis da largura de um melão.
Os médicos devem ter ficado horrorizados e curiosos ao constatar que não se tratava de uma anomalia genética, mas sim, de uma experiência mal sucedida. O pobre homem queria aumentar a genitália, e temperar a suas relações sexuais. Ele acabou injetando azeite no seu membro, e por cinco anos, tudo funcionou exatamente como ele queria.
Mas há seis meses, ele contraiu uma infecção e o que era doce se acabou.
Segundo o jornal “Bangkok Post”, a causa da infecção foi um machucado pequeno demais para que o homem desse alguma importância. Resultado: o tailandês, que tem 50 anos de idade, precisou cortar o mal pela raiz e teve o pênis amputado.
O capitão Surat Kittisup-porn do Hospital Geral da Polícia disse aos repórteres que o homem se sentia envergonhado de ir ao médico, e demorou seis meses até que fizesse o inevitável. “A infecção aumentou muito e ele não teve escolha”, disse.
Depois dos procedimentos médicos, foi descoberto que o machucado era o sintoma de um câncer, que se espalhou pelo abdômen, testículos e o pênis.
A porta-voz o hospital Sirikul Jiaranaikhajorn disse que a experiência do tailandês é perigosa e pode trazer consequências irreparáveis. “Uma mulher não ama um homem por causa do tamanho…”, completou.
(virgula)

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta