Bom Jardim Notícias.com

Thammy Miranda diz que sofreu bullying por ser filha de Gretchen

Thammy Miranda diz que sofreu bullying por ser filha de Gretchen

Thammy Miranda não se imagina como mocinha na TV, diz que sofreu bullying por ser filha de Gretchen e revela estar solteira: ‘Recebo muitas cantadas

Ela já foi a filha gostosa da Gretchen. Posou nua, fez shows e dançou em boates. Até que um dia, cortou o cabelo, passou a vestir roupas masculinas e virou a filha lésbica da Gretchen. Hoje, aos 30 anos, é a policial Joyce de “Salve Jorge”. Ela pode ser muitas, mas também não é aquela que a maioria das pessoas imagina. De perto, vendo com outros olhos, não é “marrenta”, é doce. Escolhe roupas na seção para homens, mas sabe ser delicada. Não é alta, é baixinha. Não tem opinião formada sobre tudo, mas é franca nas respostas. Com vocês, Thammy Miranda.

Thammy diz que sofreu bullying por ser filha de Gretchen Foto: Roberto Moreyra / Extra

 

Você assumiu ser gay antes de entrar na TV. Por que é difícil para os atores assumirem ?

Porque tem um preconceito muito grande. Se o cara que faz o galã, que faz o mocinho, que faz sei lá, o bonzinho, se assume gay, não adianta! Não vão dar mais o papel de mocinho para ele. Por mais que falem “vai”, não vai. Não tem como eu fazer o papel da mocinha. Acho que não vai passar credibilidade.

Sua carreira de atriz ficará restrita a personagens gays?

Não de homossexuais, mas eu acho que restrita a algumas coisas. Acho que posso fazer uma vilã, acho que eu até posso fazer uma pessoa legal, do bem, mas não direcionada para ser a mocinha da história. É minha opinião. Talvez eu possa vir a fazer uma mocinha e dar certo. Vai saber!

Thammy revela estar solteira

Thammy revela estar solteira Foto: Roberto Moreyra / Extra

 

Você já posou nua, dançou em boates… Já recebeu proposta para fazer programa?

Praticamente em todos os shows que eu fiz. Você faz o show, alguém chega para o contratante e fala: “Eu queria sair e tal…”. Mas é algo que, do mesmo jeito que vinha, voltava. Isso quando não abordavam minha mãe como se ela estivesse me agenciando.

Qual é seu estado civil hoje?

Solteira.

Você e a sua namorada (a cabeleireira Linda Barbosa) moravam juntas, não é?

Moramos um ano e meio juntas, mas não conta como casamento. Se não daqui a pouco vocês vão estar falando que nem com a minha mãe: “Ela já está no 16º casamento…”.

Thammy diz que recebe muitas cantadas

Thammy diz que recebe muitas cantadas Foto: Roberto Moreyra / Extra

 

Você recebe muitas cantadas?

Bastante. Acho que deve ter um, sei lá, fetiche. Agora, com esse negócio de ser policial então, aí é que elas estão adorando. É um tal de “me prende”, “me revista”. Tem tudo isso.

Já ficou com mais uma menina na noite?

Não! Eu faço romance.

Você se acha careta?

Sou. Eu faço romance. Por isso que eu digo: as minhas traições nunca davam certo porque não consigo trair e voltar. Eu traía e já fazia romance. Nunca dava certo. Sou meio careta.

Já usou drogas?

Nunca experimentei! Sou completamente contra algo que me tire do centro.

É a favor da legalização?

Quem sou eu para ser a favor de alguma coisa? Sou a favor de eu não usar e as pessoas que eu gosto não usarem.

Thammy diz que nunca usou drogas

Thammy diz que nunca usou drogas Foto: Roberto Moreyra / Extra

 

 

Você tem vontade de entrar para a militância gay?

A parada gay, pra mim, por exemplo, já é um carnaval fora de época. Acho que têm outras formas de lutar contra o preconceito. Talvez eu faça minha parte do meu jeito: conversando com as pessoas, de pessoas em pessoas, e não fazendo um carnaval que só gera dinheiro, no meu ponto de vista.

E o casamento gay?

Sou a favor do casamento. Acho que não precisa ser taxado: gay, hétero. Acho que se duas pessoas estão felizes e querem casar, querem assinar um papel, acham importante, poderiam fazer isso.

É verdade que você faz mais sucesso no Projac que as estrelas da emissora?

É? Não sei… Acho que sou uma figura mais popular. Você falando da praça de alimentação… O Seu Antônio, que serve a nossa comida ali no bufê, parece que já se sente mais à vontade de chegar até mim e conversar e falar: “Adoro sua mãe”. Acho que eles sentem como se eu fosse uma pessoa mais próxima deles.

Você pensa em transformar seu corpo? Tomar hormônio para ficar mais masculina?

Acho que no máximo faria uma lipo, que eu estou precisando muito. Acho que é a única coisa que eu faria. Me sinto confortável com meu corpo.

Você já ouviu críticas nas ruas por ser vestir de uma forma mais masculina?

Muita gente diz: “Mas para gostar de mulher você precisa andar assim? Você não precisa andar assim”. Realmente eu não preciso andar assim. Existem mulheres femininas que gostam de mulheres e não precisam andar assim. Ando assim não porque eu queira agredir alguém ou porque eu quero ser diferente. Ando assim porque é a forma que me sinto bem. Quando me olho no espelho, gosto do que eu vejo. Eu poderia ser extremamente feminina e gostar de uma mulher feminina também.

O que é o melhor de ser filha da Gretchen?

Ela é a pessoa mais determinada, mais guerreira, mais alto astral que eu conheço.

Tem algum lado ruim?

Antes de ela ser uma pessoa pública ela é a minha mãe. Então, as pessoas esquecem um pouco, ficam julgando e isso acaba me machucando. Na escola, algumas mães não gostavam que seus filhos andassem comigo, que eu poderia ser uma má influência por ser filha de quem eu sou.

Fonte – http://extra.globo.com

Artigos Relacionados

1 Comentário

  1. genacio martins
    25 de novembro de 2012 às 13:06 Responder & darr;

    que pena, voçê é tão linda/

Deixe uma resposta