Bom Jardim Notícias.com

Em Rondônia Bispo manda retirar santos da praça

Em Rondônia Bispo manda retirar santos da praça
As 22 estátuas de santos que estavam sendo feitas para adornarem a praça que circunda a Igreja Sagrada Família, em Cacoal (RO), terão que ganhar outra finalidade. A pedido do bispo Dom Bruno, as seis estátuas que já estão na praça terão que ser realocadas. O motivo, segundo o bispo, é que as esculturas que representam as imagens de santos católicos podem ofender religiosos de outros credos.
O coordenador da igreja, Fernando da Silva Azevedo, é contra a retirada das esculturas. “Fiquei decepcionado com a ordem dada pelo bispo. Acredito que quando a casa é sua, você faz o que quiser no quintal dela. As estátuas são uma forma de lembrar daqueles que já passaram por aqui e deixaram sua história”.
Entre as estátuas que já estão na praça, há imagens de Jesus, Nossa Senhora de Aparecida e Santa Rita de Cássia. Seis já foram colocadas na praça da igreja matriz e as outras estavam esperando para serem postas. As esculturas representam os santos de cada comunidade católica de Cacoal.
A respeito da retirada, Fernando diz que não fará. “Se eles quiserem mesmo retirar, vão fazer sem minha ajuda. Pedi para sair da coordenação da igreja já. Eu prefiro morrer a ter que retirar as estátuas”, considera.
“Por mim podia deixar lá as que já estão”, opina o padre Valdemir Galdino, responsável pela Igreja Sagrada Família. Questionado sobre o dinheiro gasto na confecção das esculturas, o padre fez apenas um comentário: “já foi”. Segundo o pároco, as estátuas serão doadas para as comunidades de cada santo.
Ao G1, o bispo Dom Bruno disse que as estatuetas não têm significado quando figuram na praça da instituição. “Pode-se colocar o símbolo da comunidade, que é a Sagrada Família, mas não todos os santos. Ainda mais da forma como foi feito, sem informar nada para ninguém. Não foi prudente”.
Para Dom Bruno, a questão também é de respeito a outras pessoas. “Lá é uma praça pública. Tem que se respeitar as pessoas de outras religiões e a comunidade precisava ser consultada, sempre caminhando em comunhão”, argumenta.
Nestor Pereira Campista, de 69 anos, é católico e diz que a retirada ou não das estátuas independe de outras religiões. “Espero que façam o que é certo, mas as estátuas não ofendem ninguém. As outras religiões é que acabam ofendendo a gente por conta disso”, reclama.
Para o comerciante Carlos Roberto Custódio, de 46 anos, as estatuetas foram colocadas de forma inapropriada. “Elas estão expondo muito a igreja e trazem constrangimento para muitas pessoas que por aqui passam e que frequentam outra religião”.
Não há data para a retirada das estátuas que já foram colocadas.
Fonte G1-RO

Artigos Relacionados

1 Comentário

  1. genacio martins
    2 de dezembro de 2012 às 17:39 Responder & darr;

    para mim, religião e politica andam junto, só pensam em dinheiro. e´padre agora só quer cantar , é pastor pedindo dinheiro. todos vendendo a palavra de deus. haaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    1. gorete@hotmail.it
      13 de dezembro de 2012 às 19:39 Responder & darr;

      primeiro,em todos os recintos .existem pessoas trabalhando errado.na politica,na policia.nas religioes,em fim so que existem a s excessoes nao acacha?existem pessoas de luz que fazem um otimo trabalho..pastores de DEUS que se e sforçam pra levar a palvra missonarios que vao ate pra africa arriscando suas vidas….medicos excelente..que quer ver o bem do ser humano..nessa postagem eu vejo jamais deveriam ter imagens em lugar nehum porque temos um DEUS vivo para adoramos so ELE.nada feita pela maos humaas maldito qquem faz maldito quem adora..ler ablibia e fique sabio.

Deixe uma resposta