Bom Jardim Notícias.com

Túnel do Tempo – Fotos Antigas de Bom Jardim

Túnel do Tempo – Fotos Antigas de Bom Jardim

 

 

 

Scan-150820-0001 Scan-150820-0003

bom jadim antigo (1) bom jadim antigo (2)

bom jadim antigo (3) bom jadim antigo (4) bom jadim antigo (5) bom jadim antigo (6) bom jadim antigo (7) bom jadim antigo (8) bom jadim antigo (9) bom jadim antigo (10) bom jadim antigo (11) bom jadim antigo (12) bom jadim antigo (13) bom jadim antigo (14) bom jadim antigo (15) bom jadim antigo (16) bom jadim antigo (17) bom jadim antigo (18) bom jadim antigo (19) bom jadim antigo (20) bom jadim antigo (21) bom jadim antigo (22) bom jadim antigo (23) bom jadim antigo (24) bom jadim antigo (25) bom jadim antigo (26) bom jadim antigo (27) bom jadim antigo (28) bom jadim antigo (29) bom jadim antigo (30) bom jadim antigo (31) bom jadim antigo (32) bom jadim antigo (33) bom jadim antigo (34) bom jadim antigo (35) bom jadim antigo (36) bom jadim antigo (37) bom jadim antigo (38) bom jadim antigo (39) bom jadim antigo (40) bom jadim antigo (41) bom jadim antigo (42) bom jadim antigo (43) bom jadim antigo (44) bom jadim antigo (45) bom jadim antigo (46) bom jadim antigo (47) bom jadim antigo (48) bom jadim antigo (49) bom jadim antigo (50) bom jadim antigo (51) bom jadim antigo (52) bom jadim antigo (53) bom jadim antigo (54) bom jadim antigo (55) bom jadim antigo (56) bom jadim antigo (57) bom jadim antigo (58) bom jadim antigo (59) bom jadim antigo (60) bom jadim antigo (61) bom jadim antigo (62) bom jadim antigo (63) bom jadim antigo (64) bom jadim antigo (65) bom jadim antigo (66) bom jadim antigo (67) bom jadim antigo (68) bom jadim antigo (69)

Histórico de Bom Jardim-PE

Envolta em poética lenda está a fundação de Bom Jardim. Conta-se que, no início do século XVIII, a rico fazendeiro pertenciam as terras em que hoje se localiza

o Município. A fim de dar assistência religiosa aos moradores locais, seu proprietário contratou um capelão, que edificou sua morada numa elevação, rodeada de frondosas árvores, entre as quais se destacavam os paus-d’arco, pela beleza do colorido das flôres.

Um riacho circundava a floresta. Diariamente, ao nascer do sol, o velho cura

orava e se extasiava com a beleza do sítio que sua vista dominava. Era um jardim

majestoso, que até árvores de ouro ostentava, tal a impressão que Ihe davam as flôres

amarelas dos paus-d’arco, banhadas pelos raios de sol. Certa vez exclamou: “Bom  Jardim, sim é um bom jardim! De hoje em diante, este curato se chamara Bom  Jardim”.

Desde que foi erigida a Capela, em homenagem a Nossa Senhora Santana, o

povoado começou a crescer, habitado por mercadores de algodão do sertão da

Paraíba. O arruamento aumentou depressa, com o movimento dos tropeiros que iam

buscar aquele produto em Campina Grande, para beneficiá-lo no Recife.

Em 1876, os missionários capuchinhos construíram a bela Igreja Matriz, emestilo toscano. Dezessete anos depois, foi eleito o primeiro prefeito republicano. A luz elétrica foi inaugurada em 1923.

Gentílico: bom-jardinense

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Bom Jardim criado, em 1757 e por

Alvará de 16-08-1800, subordinado ao município de Limoeiro.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Bom Jardim, pela lei

provincial nº 922, de 19-05-1870, desmembrado de Limoeiro. Sede na vila de Bom

Jardim. Constituído do distrito sede. Instalado em 19-07-1871.

Elevado à categoria de cidade, Por força da lei provincial nº 1327, de 04-02-1879.

Pela lei municipal nº 3, de 27-04-1893, é criado o distrito de Surubim e anexado ao município de Bom Jardim. Pela lei estadual nº 991, de 01-07-1909, desmembra do município de Bom Jardim o distrito de Surubim. Elevado à categoria de município. Em divisão administrativa referente ao de 1911, o município é constituído do distrito sede. Pelo ato municipal de 27-03-1931, é criado o distrito de João Alfredo e anexado ao município de Bom Jardim

Em divisão administrativa referente ao de 1933, o município é constituído de 2 distritos: Bom Jardim e João Alfredo.

Pela lei estadual nº 23, de 10-10-1935, desmembra do município de Bom Jardim

o distrito de João Alfredo. Elevado à categoria de município. Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 4 distritos: Bom Jardim, Bizarra, Machados e São Paulo. Pelo decreto-lei estadual nº 235, de 09-12-1938, o distrito de São Paulo foi extinto, sendo seu território anexado ao distrito sede de Bom Jardim. Pelo decreto-lei estadual nº 92, de 31-03-1938, o município de Bom Jardim a adquiriu do município de Limoeiro o distrito de Cedro. Pelo decreto-lei nº 952, de 31-12-1943, o distrito de Cedro passou a denominar-se Urucubá. No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 4 distritos: Bom Jardim, Bizarra, Machados e Urucubá ex-Cedro. Pelo decreto-lei estadual nº 1117, de 14-02-1945, transfere o distrito de Urucubá do município de Bom Jardim para o de Limoeiro. Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 3 distritos: Bom Jardim, Bizarra, Machados. Pela lei municipal n.° 2, de 29-12-1953, é criado o distrito de Tamboatá e anexado ao município de Bom Jardim. Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 4 distritos: Bom Jardim, Bizarra, Machados e Tamboatá. Assim permanecendo em divisão territorial datada de I-VII-1960. Pela lei estadual nº 4994, de 20-12-1963, desmembra do município de Bom Jardim o distrito de Machados. Elevado à categoria de município Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 3

distritos: Bom Jardim, Bizarra e Tamboatá. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Fonte: IBGE

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta