Bom Jardim Notícias.com

3 erros comuns em treinos na esteira

3 erros comuns em treinos na esteira

Treinos na esteira têm muitas vantagens: você pode driblar problemas climáticos, de deslocamento e (até) de tempo. Entenda como usar o aparelho da melhor maneira possível na sua preparação e a fugir dos erros que podem atrapalhar o seu treinamento.

treinos-na-esteira-370x260

1. Segurar no aparelho
Quando você caminha ou corre na rua não costuma ter onde apoiar para ajudar no equilíbrio e sustentação do corpo. Certo? Na esteira, a lógica é a mesma. Se você usa esse apoio constantemente durante o exercício, traz mudanças biomecânicas para as passadas que podem causar compensações posturais. Isso fará com que a corrida se torne muito mais difícil. Um exemplo clássico é quando se coloca uma inclinação na esteira, mas, em vez de ajustar a posição do corpo inclinando-o para frente, você continua segurando no corrimão e tenta manter a mesma posição de quando a esteira estava sem inclinação. Isso também acontece quando há o aumento da velocidade. Na realidade, ao fazer isso seu treino continua com a mesma intensidade.

Se não conseguir ficar na esteira sem se segurar no aparelho, diminua a velocidade e, aos poucos, tente soltar as mãos. No começo, pode parecer difícil, mas com o tempo você se acostuma.

2. Saltar durante a corrida
Uma das maiores diferenças entre usar a esteira e caminhar ou correr na rua é a mecânica da máquina. Enquanto na rua você precisa se impulsionar para frente para a fase final do movimento da corrida, na esteira essa fase de propulsão é facilitada pela lona. Isso acarreta mudanças significativas na mecânica natural da corrida. O fato de você diminuir a ação do deslocamento à frente tende a fazer com que você salte mais na esteira. Isso resulta em maiores impactos nas articulações do tornozelo, do joelho e do quadril.

3. Usar o celular
Falar ao celular enquanto dirige tira a atenção do motorista. Isso pode tirar o seu foco no treino na esteira também. Usar o celular ao mesmo tempo em que você corre ou caminha pode fazer você tropeçar, ou que o aparelho caia. Para evitar o problema, basta parar o equipamento ou até mesmo pisar fora da lona, enquanto digita algo importante ou conversa com alguém ao lado, ações que necessitam de atenção.

(Fonte: Felippe Norimatsu, professor responsável pelos treinos de corrida na Reebok).

Matéria publicada no site do Ativo.com

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta