Bom Jardim Notícias.com

Sport assume a 15ª colocação entre os 34 clubes mais valiosos do País

Sport assume a 15ª colocação entre os 34 clubes mais valiosos do País

Por mais reducionista que possa parecer, a frase “lutar para não cair” é muito bem vis­ta no mundo dos negócios do futebol. Detestada pe­­los torcedores mais otimistas, a ideia de se estabilizar na Série A nacional é fundamental para a valorização da marca dos clubes. E foi nis­so que o Sport conseguiu des­taque, com um crescimen­to fantástico nos últimos anos. Pelo nono ano consecu­tivo, a BDO Brazil apresentou um estudo sobre o Valor das Marcas dos Clubes Brasileiros, desta vez com o núme­ro recorde de 34 agremiações. Somando o “preço” de to­das elas, o valor total chega a 9,77 bilhões de reais. E pela primei­ra vez, o Leão assume a 15ª colocação e o topo do Nor­deste, ultrapassando o Bahia. Contabilizando apenas os últimos cinco anos, os leoninos foram o quarto clube que mais cresceu de 2011 para cá, com 179% de aumento, perdendo apenas para Chape­coense, Atlético/MG e Cruzeiro.

sport-torcida

O grande impulso na Praça da Bandeira veio sob o comando de João Humberto Martorelli. De R$ 41 milhões em 2012 e 2013, o Sport deu seu primeiro grande passo em 2014, primeiro ano de Martorelli, passando para o valor de R$ 62 mi. Ano passado, o clube chegou aos R$ 87 milhões de valor de marcado e neste estudo divulgado na última quarta-feira alcançou R$ 117 mi, enfim ultrapassando o Bahia, que possui R$ 114,5 mi. Neste trajeto, o Leão chegou a ocupa a 19ª colocação e agora é o 15º. O quadro de sócios, a média de público e o poder financeiro são fatores essenciais para esse ranking de valor feito pela BDO.

Por outro lado, o primeiro ano na elite do futebol nacional parece não ter feito muito bem ao Santa Cruz, no quesito valorização de sua marca. Se até o ano passado, quando o Tricolor havia conquistado o acesso à Primeira Divisão, o clube atingiu R$ 32,9 milhões, na atual temporada o número chegou apenas a R$ 23,2 milhões. A concorrência em divulgação com outros gigantes do futebol brasileiro pode ser a explicação para tamanha queda. Vale lembrar que quando estava no fundo do poço da Série D, o custo de mercado coral valia R$ 19,4 milhões.

No ranking da BDO, o Santa Cruz está na 27ª colocação entre 34 clubes. Abaixo dos tricolores estão apenas Atlético/GO (R$ 19,8 milhões), América/MG (R$ 19,7 milhões), Ceará (R$ 18,9 milhões), Paysandu (R$ 18,1 milhões), Paraná (R$ 16,5 milhões), Fortaleza (R$ 15,2 milhões) e Guarani (R$ 12,8 milhões). Um dado importante é a ultrapassagem do rival Náutico, atualmente na Série B do Campeonato Brasileiro. Os alvirrubros haviam fechado 2015 com R$ 36,4 milhões de valor de mercado. Apesar da queda com os atuais R$ 34,9 milhões, ainda se mantêm bem posicionados, na 25ª colocação.

No quesito mídias sociais, tanto Sport como Santa Cruz continuam em evolução, com os rubro-negros um passo a frente na maioria delas. Atualmente, o Leão possui 1.015,065 no seu Facebook, contra “apenas” 544.327 do rival. No Twitter a vitória dos leoninos é ainda mais elástica, com 1.108,041 seguidores contra 83.884. Já no Instagram a disputa é um tanto quando acirrada, mas com vitória do clube da Praça da Bandeira, com 184.964 x 92.074. A única vitória coral acontece no Youtube, com os tricolores possuindo 15.584 inscritos no seu canal contra 10.332 do adversário.

http://www.folhape.com.br/

Compartilhar

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta