Bom Jardim Notícias.com

10 coisas mais estranhas que já foram vistas na terra

10 coisas mais estranhas que já foram vistas na terra

Como você se sente quando tem mais perguntas do que respostas? Você se sente perdido ou confuso? Você já se sentiu frustrado ou ansioso quando tentou descobrir novos aspectos da verdade das coisas? A verdade é que há algumas coisas no mundo que não podem ser completamente explicadas.
Um monte de descobertas que foram feitas ao longo da história não tem sentido, deixando os arqueólogos, historiadores, cientistas e outros especialistas com muito mais perguntas do que respostas. Essas descobertas estranhas não se limitam a uma região, mas estão por toda parte, desde os Estados Unidos ao outro lado do mundo e tem de tudo, desde objetos antigos, objetos possivelmente alienígenas a monumentos e muito, muito mais por descobrir.

Quais coisas estranhas já foram encontradas? Que respostas já foram descobertas e que teorias rodeiam essas raridades? Encontramos 10 das coisas mais estranhas que já foram encontradas na terra, que realmente mostram como o mundo da arqueologia pode ser frustrante, esclarecedor e fascinante, tudo ao mesmo tempo. Sente-se, relaxe e aproveite enquanto o levamos numa viagem enigmática e misteriosa!

#10 – O Manuscrito Voynich

Há vários tipos de códigos secretos no mundo criados pela mão humana, mas existe um em particular que desconcerta por completo os estudiosos, esse é o manuscrito Voynich. Ele recebeu esse nome depois que Wilfrid Voynich comprou o livro em 1912. Acredita-se que o manuscrito foi criado na Itália durante o século XV. Embora faltem páginas, 240 páginas de texto, desenhos e diagramas estão ainda intactas.

Muitos estudiosos, incluindo os mais brilhantes decodificadores das duas Guerras Mundiais, tentaram decifrar o Manuscrito Voynich sem muito sucesso. Nem é preciso dizer que as teorias que rodeiam a origem e o conteúdo desse manuscrito são bastante impressionantes. Doado à Universidade de Yale em 1969, o manuscrito está até hoje no Rare Book Beinecke e está à disposição para quem quiser tentar a sorte e decifrar seu conteúdo.

#9 – As Grutas de Longyou

As grutas ocultas dentro das cavernas de Longyou County na província chinesa de Zhejiang podem ter milhares de anos, mas sua verdadeira origem continua sendo um mistério. Descobertas em 1992, duas dezenas de cavernas artificiais feitas em rochas sedimentares foram encontradas e abertas ao público como uma atração turística.

Embora sua investigação ainda esteja correndo, os arqueólogos e outros cientistas acreditam que as grutas foram criadas antes de 200 AC. De tamanho massivo, essas cavernas feitas à mão têm um teto que alcança os 30 metros de altura e cobrem centenas de metros quadrados. Com o total das estruturas feitas com a mesma pedra, as paredes e o teto se mesclam sem esforço em um só conjunto para criar uma obra prima arquitetônica verdadeiramente extraordinária.

 

 

#8 – Gobekli Tepe

Uma equipe alemã de arqueólogos foi trabalhar em uma montanha no sul da Turquia, a somente sete milhas de Sanliurfa. A equipe trabalhou durante 20 anos com a intenção de descobrir tudo o que pudessem, o que os levou a uma descoberta muito estranha. Descobriram o Gobekli Tepe, que data do décimo milênio AC. A equipe desenterrou pilares que alguma vez demarcaram um círculo, com um total de 200 pilares de 20 círculos diferentes.

Erigidos nos círculos, com 6 pés de altura e um peso de 20 toneladas, os arqueólogos tiveram que trabalhar duro por eles, já que continuaram descobrindo ainda mais estruturas perto da colina, que também datam de milhares de anos. A equipe tentou determinar a finalidade das estruturas, mas não conseguiu encontrar uma resposta e só se cercaram de teorias, umas das quais é a de que as estruturas seriam santuários que datam do período Neolítico.

#7 – O Obelisco Inacabado

Você já ouviu falar de algum obelisco? Um obelisco é um “pilar de pedra, em geral com uma secção transversal quadrada ou retangular e um topo piramidal, estabelecido como monumento ou ponto de referência”. O obelisco mais antigo já construído e descoberto na verdade nunca foi concluído e é apresentado aqui. Embora não tenha um nome oficial, o Obelisco Inacabado foi descoberto em 2005, se localiza no norte do Egito e é 33 por cento maior do que qualquer outro obelisco que se encontra na região.

Estima-se que, se o projeto tivesse sido terminado, mediria por volta de 42 metros de altura. Mas por que não foi terminado? Devido a rachaduras que começaram a aparecer no granito, os trabalhadores abandonaram o projeto, deixando que ele ficasse debaixo da terra através de milhares de anos. Vocês imaginam um monumento dessa magnitude enterrado profundamente na terra e que seja descoberto por gerações de um futuro milhares de anos à frente?

#6 – Tuneis da idade da pedra

Parece que os arqueólogos de verdade acabam encontrando as coisas mais estranhas. Em junho de 2013 um grupo de arqueólogos descobriu milhares de conexões de túneis em toda a Europa, que se estendiam desde a Escócia até a Turquia. A diferença dos túneis na China, que mostramos anteriormente na lista, é que estes túneis são muito menores, são datados de 12.000 anos antes de nossa era e se originaram em virtude de milhares de assentamentos neolíticos.

Embora a maioria dos túneis fosse suficientemente grande apenas para se andar por eles, há áreas ou pequenos assentamentos onde os transeuntes podiam descansar e onde também pequenos artigos para a venda os estavam esperando. Com descobrimentos estranhos como esses túneis, existem muitas especulações sobre o porquê de terem sido construídos. Alguns acreditam que os túneis foram utilizados para facilitas as viagens em consequência das duras condições externas de clima, enquanto que outros acreditam que foi uma forma prática de se esconder de predadores.

#5 – A porta do sol

Normalmente, quando arqueólogos descobrem uma estrutura gigantesca, é comum encontrar outras estruturas semelhantes na mesma área. No entanto, esse não foi o caso da Porta do Sol, situada na Bolívia, perto do lago Titicaca. Descoberta deitada de lado e com uma grande rachadura, a Porta do Sol é uma peça sólida de pedra que pesa 9.000 quilos, com 3 metros de altura e 3,6 metros de largura. Exploradores da Europa encontraram a estrutura durante a década de 1800 e acreditavam que a porta foi, na verdade, descoberta em um lugar diferente de onde ela foi construída e usada pela primeira vez.

Há inúmeras gravuras não identificadas e singulares na porta, o que fez nascer diversas interpretações quanto a sua origem e seu uso. Enquanto muitos estudiosos acreditam que a porta foi usada como um calendário na antiguidade, outros acreditam que a porta tem algo a ver com o espaço. Talvez senha sido um monumento aos estrangeiros que viviam entre nós? Quem sabe!

#4 – O monte Owen Moa

Se você nunca viu um Moa, não tem motivo para se preocupar – ninguém que hoje vive sobre a terra viu! O Moa é um grande grupo de nove diferentes espécies de aves da Nova Zelândia que eram incapazes de voar. Os investigadores descobriram que o maior Moa tinha mais de 3 metros de altura e pesava mais de 226 quilos.

Extintos há quase 200 anos, os arqueólogos encontraram uma grande surpresa durante uma escavação arqueológica em 1986, que conduziu ao descobrimento de uma garra de Moa em uma caverna. Longe de ser só um osso, os cientistas perceberam que tanto os músculos quanto a pele ainda estavam intactos, o que é muito diferente dos corpos mumificados típicos de culturas antigas. Com mais de 60.000 exemplares conhecidos na região, há muito mais para se descobrir sobre essa estranhamente esquisita e singular criatura.

#3 – O prado L’Anse aux

A nossa próxima descoberta estranha se encontra na América do Norte. O prado L’Anse aux se encontra no ponto setentrional de Terranova, no Canadá, em 1960. Graças a sua proximidade da Groenlândia, acredita-se que os prados foram feitos pelos vikings da área e seus artefatos antes do final do primeiro milênio de nossa era.

A primeira descoberta foi feita por um pescador que levou os investigadores aos montículos da pradaria no ano de 1960, as escavações acabaram trazendo à tona várias casas debaixo das colinas. Embora seja possível visitar o lugar hoje em dia, os turistas não vão ver muito essas casas, já que foram enterradas depois de cada escavação. O que faz essa descoberta ser tão estranha? Os historiadores acreditam que não havia colonos tão ao norte, em Terranova, sobretudo porque a única forma real de chegar lá era de barco.

#2 – Saksaywaman

A capital do império inca fica em Cuzco, no Peru, no sul de onde se descobriu Saksaywaman. O complexo está situado numa colina que domina a cidade e acredita-se que foi utilizado como um assentamento há mais de 1000 anos. Os investigadores também acreditam que as estruturas tenham pouco mais de um século, já que contêm uma variedade de pedras e desenhos, diferente de muitas outras estruturas que contam com um único padrão de pedra.

Feito em forma de zigue-zague, o muro se estende por cerca de 1 quilometro de largura e era protegido por uma torre que foi construída e utilizada como templo do sol. Enquanto muitos arqueólogos acreditam que o complexo foi construído como uma fortaleza para vigiar a cidade durante o governo do império, outros acreditam que se tratava de uma forma de comunicação devido aos ângulos das próprias paredes.

#1 – Mohenjo-Daro

Localizado no Paquistão, acredita-se que o Mohenjo-Daro foi construído por volta do ano de 2500 AC como parte do vale pela civilização do vale do Indo, uma das primeiras áreas urbanas do mundo. Quase 600 anos mais tarde, a cidade foi completamente abandonada e esquecida até o seu descobrimento na década de 1920, momento em que quase quatro décadas de escavações se seguiram.

Arqueólogos trabalharam diligentemente para descobrir a cidade e sua história, descobriram casas de ladrilho sem restos humanos e pouquíssimos objetos e artefatos. Finalmente, pararam as escavações quando a cidade começou a ficar danificada rapidamente por conta da erosão como consequência da exposição aos elementos exteriores. Com toda uma cidade por descobrir e sendo impossível o fazer, é difícil imaginar a história por trás das paredes de barro e as pessoas que deixaram seus lugares há tantos séculos.

http://www.matacuriosidade.com.br/

Compartilhar

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta