Bom Jardim Notícias.com

Santa Cruz busca empate duas vezes, mas perde para Santos no final

Santa Cruz busca empate duas vezes, mas perde para Santos no final

 Em uma partida marcada pelas quedas de energia no estádio do Pacaembu, o Santa Cruz perdeu para o Santos por 3×2, após buscar o empate duas vezes no jogo da 26ª rodada do Brasileirão. O Peixe começou vencendo, com Copete marcando no primeiro tempo. Na etapa complementar, que demorou a começar, após a primeira faltar energia no local, Keno empatou a partida. Jean Mota fez o segundo do Santos e Keno novamente igualou o placar. No final, aos 42 minutos, Vítor Bueno deu a vitória ao time paulista.

Os atrasos provocados pela queda de energia poderiam prejudicar o Tricolor, pois o time pernambucano precisava chegar ao aeroporto a 0h40, para voo em direção à Medelin, na Colômbia, onde joga pela Sul-Americana. Após duas paradas, a partida acabou por volta das 21h.

O resultado mantém o Santa Cruz na vice-lanterna, com 23 pontos. O Santos, dentro do G4, buscando vaga na Libertadores de 2017, soma 45 pontos, ainda na 4ª colocação.

Na próxima rodada, o tricolor enfrenta o Figueirense fora de casa. Antes, porém, o Santa Cruz tem a partida da Copa Sul-Americana, contra o Independiente Medellín. O Santos é o próximo adversário do Sport.

 santos-x-santa-cruz-foto-rodrigo-gazzanel-estadao-conteudo-745x410

VITÓRIA PARCIAL DO SANTOS

O primeiro tempo começou logo com um gol do Santos. Aos quatro minutos, Victor Ferraz cruzou e Ricardo Oliveira cabeceou. A defesa do Santa Cruz até afastou o primeiro lance, mas o rebote ficou com o atacante Copete, abrindo o placar no Pacaembu. Aos 11 minutos, o Santos assustou novamente. Victor Ferraz cruzou para o xará Vitor Bueno na frente do gol. O lateral Léo Moura tirou, mas auxiliar marcou a saída da bola pela linha de fundo no início do lance.

As jogadas do Santa Cruz saíam sempre pela esquerda, com o atacante Keno, sem conclusão definida. Assim, o time coral passou por um terceiro susto. Aos 32, Ricardo Oliveira recebeu sozinho em frente ao goleiro Tiago Cardoso. O defensor tricolor foi mais rápido e fez a defesa.

Keno seguia insistindo do lado esquerdo do ataque pernambucano, mas a melhor chance do Santa Cruz veio em um lance de bola parada. João Paulo cobrou falta na área e o zagueiro Danny Morais cabeceou por cima do gol santista, poucos minutos antes do fim do primeiro tempo.

EMPATE E DESEMPATE

O reinício da partida demorou mais do que o normal. Por causa da forte chuva, com raios, trovões e relâmpagos, a energia no estádio do Pacaembu caiu. No retorno, em apenas três minutos, o Santos teve dois impedimentos marcados.

O Santa Cruz passou a tentar mais ataques. Aos 10 minutos, pela direita, Léo Moura recebeu, foi até a linha de fundo e cruzou na pequena área. A bola bateu na zaga santista e Keno ficou com o rebote. O atacante tricolor puxou para a esquerda e mandou para o fundo da rede, empatando a partida.

Aos 19 minutos, o jogo foi novamente paralisado por causa da queda de energia em parte dos refletores. No novo reinício, o Santa até tentou buscar o ataque, mas, aos 27 minutos, após cobrança de lateral, Ricardo Oliveira recebeu cruzamento rasteiro de Copete e deixou para Jean Mota marcar o segundo gol do Santos. Em seguida, Wellington Cezar recebeu cartão amarelo e cumpre suspensão na próxima rodada.

O Santa voltou a empatar. Aos 39 minutos, Rodrigão recebeu cruzamento e Tiago Cardoso fez grande defesa. Em um rápido contra-ataque, Grafite entregou para Keno livre dentro da grande área e o atacante igualou o jogo novamente. Mas, a felicidade tricolor não durou tanto.

Três minutos depois, Vitor Bueno chutou de fora da área e colocou o Santos mandando no placar. O Santa Cruz até que pressionou durante o final da partida, mas sem sucesso, perdendo novamente na Série A.

FICHA DA PARTIDA – SANTOS 3 x 2 SANTA CRUZ

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia (Jean Mota), Renato, Lucas Lima (Yuri) e Vitor Bueno; Copete e Ricardo Oliveira (Rodrigão). Técnico: Dorival Junior

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Léo Moura, Néris, Danny Morais e Allan Vieira (Luan Peres); Derley, Jadson (Wellington Cézar) e João Paulo; Pisano, Keno e Bruno Moraes (Grafite). Técnico Doriva

Brasileirão (26ª rodada). Local: estádio do Pacaembu, São Paulo (SP). Árbitro: Francisco do Nascimento (AL) Assistentes: Pedro de Araujo e Rondinelle Tavares (ambos de Alagoas) Gols:Copete (S), Keno (SC), Jean Mota (S), Keno (SC) e Vítor Bueno (S) Cartões amarelos: Luiz Felipe (S) e Wellington Cézar (SC) Público: 28.763 Renda: R$ 884.560

http://blogs.ne10.uol.com.br/

Compartilhar

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta