Bom Jardim Notícias.com

Sport empata e se complica na briga contra o rebaixamento

Sport empata e se complica na briga contra o rebaixamento

No duelo dos ameaçados, ninguém ri e ambos choram. Em jogo cheio de emoções, Sport e São Paulo ficaram no 1×1, na noite destas quarta-feira (5), na Ilha do Retiro, e continuam próximos à zona de rebaixamento. Com 34 pontos, o Leão continuou na 15ª colocação, a três pontos da degola, dependendo ainda do complemento da rodada. Já os paulistas somam 36 pontos e ganharam uma posição, assumindo o 11º posto. O Leão só volta a atuar na próxima quarta-feira (12), fora de casa, contra a Chapecoense.

16827747580004753650000

Desastroso. Assim poderia ser definido o primeiro tempo do Sport, senão fosse o gol marcado nos minutos finais. Completamente desorganizado, o sistema defensivo leonino era um verdadeiro queijo suíço: cheio de buracos. Como principal ponto vulnerável estava o posto ocupado por Renê, que inexplicavelmente não consegue repetir as boas atuações das duas últimas temporadas, falhando constantemente na marcação e ausente no apoio. Para piorar, a saída de bola dos rubro-negros era pífia, entregando a posse a todo o momento. Pelo lado de Renê, nasceu a primeira grande chance da partida, mas contra os pernambucanos. Em cruzamento rasteiro, a zaga não conseguiu cortar e Chavez emendou um forte chute rasteiro para Magrão operar um milagre. Após o susto, o Rubro-negro tentou se reerguer. Mandando no jogo, os paulistas se sentiam em casa. E quatro minutos depois, só não ampliaram porque pararam no travessão em chute de Carlinhos, com Magrão vendido no lance.

Adormecido, o Leão foi tentar despertar apenas aos 17 minutos, com Diego Souza demorando para definir o lance e batendo na zaga. Melhor e mais organizado em campo, aos 25 os tricolores conseguiram abrir placar. Em mais uma falha na saída de bola dos mandantes, Thiago Mendes recebeu e bateu bonito de fora da área, deslocando Magrão: 1×0. O tento não acomodou os são-paulinos, que continuaram a incomodar o arqueiro leonino. Mas, aos 42, o único sopro de criatividade do Sport resultou em gol. Em bola aberta na direita, Everton Felipe, um dos piores em campo, chutou cruzado, a bola bateu na coxa de Diego Souza e subiu. Esperto, o meia emendou um voleio e marcou golaço, levantando as arquibancadas da Ilha do Retiro.

Na volta para o segundo tempo, Oswaldo de Oliveira conseguiu consertar alguns erros e assim equilibrar a partida. Aos 17 minutos, um dos lances mais lindos do jogo. Em bola levantada na entrada da área, Samuel Xavier ajeitou de cabeça e Apodi mandou uma sapatada de primeira de fora da área, acertando o travessão de Denis e arrancando aplausos dos torcedores. Melhor em campo, o Leão quase vira a partida, com Rogério, aos 29, mas o atacante mandou nas mãos do goleiro. A resposta do São Paulo veio na mesma moeda, com grande oportunidade perdida por João Schmidt. Na última chance, Apodi perdeu gol cara a cara e perdeu a chance da vitória.

FICHA DO JOGO

Sport 1
Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Renê; Rithely, Paulo Roberto, Everton Felipe (Apodi), Diego Souza e Gabriel Xavier (Vinícius Araújo); Rogério (Edmílson).
Técnico: Oswaldo de Oliveira.

São Paulo 1

Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Carlinhos; Hudson, Thiago Mendes (João Schmidt), Michel Bastos, Matheus Reis (Buffarini) e Kelvin (Jean Carlos); Chavez. Técnico: Ricardo Gomes.

Local: Ilha do Retiro (Recife).
Árbitro: Rafael Traci (PR).
Assistentes: Kleber Lucio Gil (SC) e Luciano Roggenbaum (PR).
Gols: Thiago Mendes (aos 25 do 1ºT) e Diego Souza (aos 42 do 1ºT).
Cartões amarelos: Buffarini e Michel Bastos (São Paulo).
Público: 11. 424
Renda: R$ 181.170

http://www.folhape.com.br/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta