Bom Jardim Notícias.com

Santa mantém sina de tropeços e perde por 3×0 para a Ponte

Santa mantém sina de tropeços e perde por 3×0 para a Ponte

Não há discurso otimista ou confiança em uma suposta reação que aguente tantas derrotas. No semblante dos jogadores e do técnico Doriva, a sensação é de que os próximos jogos da Série A do Campeonato Brasileiro servirão apenas para ratificar o que muitos já constataram. Em outras palavras, o Santa Cruz espera apenas a “oficialização” do seu rebaixamento, algo que depende apenas da matemática. A decepção recente foi contra a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli. Derrota por 3×0 que manteve a equipe pernambucana na 19ª colocação, com 23 pontos. Foi o 20º tropeço na competição. Para os tricolores, infelizmente a Série B é somente uma questão de tempo.

16982547580004753650000

Ponte Preta e Santa Cruz começaram o campeonato na lista dos cotados ao rebaixamento. Apenas um dos dois clubes, entretanto, conseguiu contrariar o prognóstico inicial. A julgar pelo início do jogo, ficava claro quem era quem. A Macaca teve duas boas chances para abrir o placar, em chutes de Wendel e Clayson. A primeira foi para fora e a segunda parou nas mãos de Tiago Cardoso.

O bom público presente no Moisés Lucarelli imaginava um jogo mais fácil contra o penúltimo colocado. A culpa do 0x0 estava depositada nos erros de finalização. No último minuto da primeira etapa, Roger tentou marcar com um toque de letra. A bola passou caprichosamente do lado da trave e foi para fora.

“O time vem jogando bem. Falta só um golzinho para a gente sair dessa situação”. Foi esse o recado do lateral-direito Léo Moura, no intervalo da partida. Um sonho que durou apenas até os 5 minutos do segundo tempo. Após a jogada de Rhayner, a bola sobrou para Roger, que chutou no cantinho, sem chances para Tiago Cardoso.

Na tentativa de dar gás novo ao time, Doriva sacou João Paulo e Arthur, colocando Wagner e Marion. Mas era a Ponte que atacava com mais perigo. Aos 24, Roger foi novamente decisivo. Desta vez, o centroavante deixou a bola para Maycon. O meia soltou uma bomba, marcando um golaço.

O tento final veio quatro minutos depois. Após escanteio cortado, Léo Moura vacilou e deixou William Pottker avançar livre. O atacante teve tempo de driblar Tiago e fechar o placar em 3×0. Mesmo que vença todos os próximos sete jogos do campeonato, o Santa poderá chegar apenas até os 44 pontos, um a menos que a média estipulada para se livrar da queda. Vale frisar que, em 31 rodadas do Brasileirão, a equipe acumulou somente seis vitórias.

Ficha do jogo 

Ponte Preta 3

Aranha; Nino Paraíba (Jefferson), Douglas Grolli, Antônio Carlos e Reinaldo; João Vitor, Wendell (Thiago Galhardo) e Maycon, Rhayner e Clayson (William Pottker); Roger. Técnico: Eduardo Baptista

Santa Cruz 0

Tiago Cardoso; Léo Moura, Luan Peres, Danny Morais e Allan Vieira; Uillian Correia, Jadson (Marcílio) e João Paulo (Wagner); Arthur (Marion), Keno e Grafite. Técnico: Doriva

Local: Estádio Moisés Lucarelli
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro/Fifa (MG). Assistentes: Bruno Boschilia/Fifa (PR) e Pablo Almeida da Costa (MG)
Gols: Roger (aos 5 do 2ºT), Maycon (aos 24 do 2ºT) e William Pottker (aos 28 do 2ºT)
Cartões amarelos: Allan, Arthur (S);

http://www.folhape.com.br/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta