Bom Jardim Notícias.com

Professores da UPE deflagram greve em todo Estado

Professores da UPE deflagram greve em todo Estado
Mais de 1,2 mil professores da UPE vão cruzar os braços contra algumas medidas políticas e salariais / Foto: DivulgaçãoMais de 1,2 mil professores da UPE vão cruzar os braços contra algumas medidas políticas e salariaisFoto: Divulgação

Docentes da Universidade de Pernambuco (UPE) deflagraram greve, em assembleia realizada no início da tarde desta sexta-feira (28), em todas unidades do Estado. Com a decisão, os professores engrossam o movimento realizado pelos estudantes desde a segunda-feira (20) contra algumas medias políticas.
Segundo o Sindicato dos Docentes da Universidade de Pernambuco (Adupe), outra assembleia está marcada para acontecer no próximo dia 11 de novembro, dia em que vai ocorrer uma paralisação convocada pelas centrais sindicais em todo País. A reunião, que está prevista para ocorrer na sede do sindicato, em Santo Amaro, na área central do Recife, vai avaliar os passos da manifestação em todas as unidades em Pernambuco.Segundo a categoria, 1,2 mil professores reivindicam algumas medidas como a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241 – que impõe um teto para os gastos públicos. Além disso, a classe rejeita a PEC 746, que reforma o ensino médio. Os profissionais ainda pedem a reposição de perdas salariais acumuladas de 20,18% + 3,5% ganho real, totalizando 24,38%. Os docentes ainda alegam que estão sem reajuste há pelo menos dois anos.

As insituições localizadas em Petrolina, Salgueiro e Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco, além de Garanhuns, Arcoverde e Caruaru, Agreste do Estado, vão suspender as atividades. Os profissionais das unidades de Nazaré e Palmares, na Zona da Mata, e os campus localizados no Grande Recife também vão cruzar os braços. Ao longo da próxima semana, Sérgio Galdino, presidente da Adupe, prevê uma visita em algumas instituições localizadas no interior do Estado para reforçar o movimento.

Ocupação pelo Brasil

A Reitoria da UPE já havia sido ocupada na última quinta-feira (20) e segue uma onda de movimentos contrários as medidas que tramitam na câmara com o apoio do atual governo. Institutos Federais do País, incluindo os de Pernambuco. A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) paralisou as aulas nessa segunda (24) e terça-feira (25) em apoio às manifestações.

Compartilhar

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta