Bom Jardim Notícias.com

Veja uma lista com as 20 drogas mais terríveis do planeta. Algumas você nunca ouviu falar!

Veja uma lista com as 20 drogas mais terríveis do planeta. Algumas você nunca ouviu falar!

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), considera-se droga “qualquer substância não produzida pelo organismo que tem a propriedade de atuar sobre um ou mais de seus sistemas, produzindo alterações em seu funcionamento, ou seja, altera ou causa uma série de mudanças na forma de sentir, pensar, agir e expressar”. Há diversos tipos de drogas, consideradas socialmente lícitas ou ilícitas, e que atuam no organismo de acordo com uma série de variáveis, dependendo do tipo de substância e da quantidade consumida, das características pessoais do indivíduo ou mesmo de acordo com as expectativas de seu uso. As motivações que levam ao uso são inúmeras, como, por exemplo, a curiosidade, para “fugir” de problemas, para busca de prazer, para inibir a timidez, dentre tantos outros.

Sendo um problema mundial, é importante refletir sobre os efeitos e consequências do uso indiscriminado de drogas. Um documentário sobre as drogas mais perigosas, da BBC de Londres, mostra uma classificação publicada no periódico The Lancet e realizada por psicofarmacólogos, que segue como critérios: os efeitos causados, o grau de dependência e as consequências/impactos sociais da droga. Apesar de ser uma classificação britânica, que não reflete fielmente a realidade brasileira, é possível notar muitas semelhanças. Confira a lista:

20º- KHAT

Muito utilizada na África oriental, é considerada uma droga social, ou seja, é lícita, e as pessoas mascam suas folhas em momentos de lazer. Sendo um estimulante natural, atua no sistema nervoso central como um energizante, deixando as pessoas “ligadas”. Assim, possui efeitos similares a anfetamina (substância utilizada pelos que viram noites estudando ou fazem regimes forçados).

19º- POPERS

Com modo de uso semelhante ao lança-perfume (inalando com o auxílio de uma garrafa ou pano molhado), as substâncias dessa droga são bem diferentes, já que se trata de um nitrato. Seu principal efeito é a dilatação dos vasos sanguíneos, diminuindo sua pressão. Por isso, essa droga não pode ser utilizadas com outras que proporcionam o mesmo efeito, como é o caso do viagra. Mesmo com o aumento da frequência cardíaca, a sensação de relaxamento é seu principal efeito.

18º- ECSTASY (Êxtase)

Conhecida popularmente como “bala”, é comumente consumida via oral, mas também pode-se cheirá-la ou mesmo introduzi-la no traseiro (não, não é brincadeira!). Essa droga é usada principalmente em baladas, porque aumenta a sensibilidade às luzes, sons e toques. Dentre os sintomas proporcionados estão a taquicardia, desidratação e o aquecimento excessivo da temperatura corporal.

extase

17º- GHB

Lembra do golpe “Boa Noite Cinderela”, onde utiliza-se uma droga para dopar pessoas e cometer crimes como furtos, sequestros e estupros? Então, essa é a droga utilizada! Deixando os usuários desnorteados e excitados (sexualmente), trata-se de uma droga fortíssima, que não pode ser ingerida com álcool, anabolizantes ou outras substâncias que ajam no sistema nervoso, pois pode causar morte súbita! No entanto, o GHB é muito utilizado para aumentar os efeitos dessas outras drogas, seja voluntariamente, ou no famoso golpe.

16º- ANABOLIZANTES

Uma velha conhecida de muitas pessoas que fazem academia e querem resultados rápidos. São tão perigosos, que se aplicados diretamente na veia, são letais. Por isso, são aplicados nos músculos. Apesar de proporcionarem aumento dos músculos, de resistência e da força física, esses hormônios sintéticos, derivados da testosterona, causam uma série de complicações a saúde quando usados indiscriminadamente, como aumento de pelos, acne, perda de cabelo, disfunções sexuais, alterações de humor, podendo provocar até mesmo infarto. Os perigos são ainda maiores por serem consumidas versões falsificadas, contaminadas ou de uso animal.

15º- COMETILFINIDATO

Derivado da ritalina, droga de uso controlado, utilizada para conter a hiperatividade e déficits de atenção (conhecida também como droga dos concurseiros, pelo seu uso indiscriminado com o propósito de melhorara de desempenho), é vendida ilegalmente, esmagada e inalada para obter seus efeitos rapidamente. Pode levar a convulsões, delírios, tremores, vômitos e dependência.

14º- LSD

Também conhecido pelos nomes “doce” e “ácido”, é um composto sintético, obtido a partir de reações metabólicas do fungo Claviceps purpurea. Sendo uma droga alucinógena e psicodélica, mexe com o sistema nervoso dependendo do estado emocional do usuário, que pode ter desde sensações boas, até entrar em tristeza profunda. Essa droga, com o decorrer do tempo de uso, pode causar esquizofrenia, crises de pânico ou confusões na memória.

lsd

13º- METILTIOANFETAMINA

Pertencente a mesma classe, e muito mais perigosa do que o “Êxtase”, é vendida como uma alternativa a droga. Porém, por ter efeitos muito menores em relação a outras anfetaminas, os usuários costumam ingerir altas doses da droga, em busca de ter a mesma sensação eufórica do uso de “bala” ou “Êxtase”.

12º- COLA

Na verdade sua função não deveria ser essa. A “cola-de-sapateiro” tem como finalidade aderir objetos de couro e borracha. Infelizmente, por sua inalação provocar alucinações (além de vertigens e tonturas), esse composto difundiu-se como droga, principalmente entre moradores de rua.

11º- MACONHA

Uma das drogas mais utilizada no mundo! Alvo de muitas polêmicas, vários estudos mostram diferentes opiniões sobre seu uso, em que alguns apontam que a droga não é tão nociva, e outros apontam que ela pode causar psicoses, surtos e problemas de memória. A maconha é tão polêmica que há anos intensos movimentos, em vários países, pedem a sua legalização, principalmente para acabar com o financiamento do tráfico.

10º- BUPRENORFINA

É derivada da morfina, uma outra classe de remédios utilizada como analgésico (para aliviar intensas dores), e que é derivada do ópio. Assim como a morfina foi utilizada antigamente para o tratamento de alcoolismo, esse composto é recomendado para pacientes viciados em heroína, por ser mais fraca e diminuir as crises de abstinência. Ainda assim, a buprenorfina é uma droga forte, e se usada incorretamente pode levar a overdose.

maconha

9º- TABACO

Um velho conhecido, trata-se de uma droga legalizada. Sendo antigamente relacionado ao status e ao “chique”, hoje muitas campanhas alertam para os inúmeros prejuízos que o cigarro causa ao longo tempo para o organismo do fumante (câncer, problemas circulatórias, respiratórios, cardiovasculares, etc.). Também é responsável pela diminuição de aproximadamente 10 anos de expectativa de vida, causando cerca de 40% das doenças hospitalares.

8º- ANFETAMINA

Também chamada de “cristal” ou “meth”, é para os Estados Unidos uma versão do nosso crack. Vicia rapidamente os seus usuários e, além de causar paranoia, tem um poder destrutivo impressionante a longo prazo, principalmente sobre o nariz, a boca e o pulmão, podendo causar ainda infarto, derrame, coma e morte.

7º- BENZODIAZEPINA

A famosa classe de calmantes tarja preta, que inclui o conhecido rivotril, têm efeito sedativo e é utilizada para tratar ansiedade, insônia e convulsões. Sendo cada vez mais frequente o número de pessoas que as utilizam, causam sintomas colaterais como ansiedade (por mais irônico que pareça), depressão, náuseas e perda de memória, tendo como risco a dependência psicológica e física, logo nas primeiras semanas de uso.

6º- KETAMINA

Chamada também de  “K” ou “Key”, é um tranquilizante de origem animal, contrabandeado por veterinários, sendo muito comum seu uso em baladas. São ingeridas na forma líquida, fumando-a com maconha ou por aplicação no músculo. Seu pior efeito imediato é o que chama-se de “K-Hole”, que consiste na paralisia de músculos, o que leva a dificuldade em se mover, engolir ou até mesmo respirar. A longo prazo os efeitos são depressão, ansiedade e infecção dos órgãos.

RTEmagicC_alcool_saude_txdam215363_b97693.jpg

5º- ÁLCOOL

Sem dúvidas, a mais popular e antiga das drogas. Com efeitos rápidos como desinibir o sujeito e estimular o sistema nervoso de recompensas do cérebro, a bebida é utilizada para “esquecer” problemas, “curtir” programas recreativos, com o viés de socialização, dentre outros motivos. Os efeitos do uso descontrolado são bem conhecidos (vômito, dor de cabeça, etc.). E a longo prazo ocasiona problemas no coração, fígado e rins. Segundo a OMS, é a droga que mais mata no mundo, e o consumo no Brasil está acima da média mundial… (Eita!)

4º- METADONA

Apesar de um pouco menos viciante, tem efeitos semelhantes a heroína. Por isso, é comum usuários que tentam chegar aos mesmos efeitos da heroína e tem overdose. A mistura com sedativos e álcool pode levar a morte instantânea.

3º- BARBITÚRICO

Remédio sedativo e hipnótico, conhecido na saga Harry Potter como a “poção da verdade” (veritaserum), é utilizado para tratamento de depressão e ansiedade extrema. Por seu poder de ação, o maior risco é levar a paradas cardiorespiratórias.

2º- CRACK / COCAÍNA

Droga pesadíssima, presente em todos os espaços de convívio social (desde as baladas até as ruas), é feita por misturas de vários compostos e, por isso, o efeito viciante é diverso. Age no cérebro de forma a liberar dopamina, causando a sensação de bem-estar, mas que, dependendo da mistura, pode levar da depressão à alegria extrema. Muitos de seus usuários ficam a mercê da violência e de DST’s (como são os tristes casos da cracolândia).

340

1º- A campeã: HEROÍNA

Considerada por pesquisas australianas a droga que mais mata no mundo, é derivada da morfina. Seu efeito é equivalente ao ápice sexual. Produz rápida dependência física, e por ser sedativa, atuando como depressor do sistema nervoso, pode causar parada respiratória, além de quadros suicidas, devido aos seus efeitos psicológicos.

Bem, conforme a lista, uma série de compostos são consideradas drogas, sejam eles socialmente aceitos (álcool, cigarro e remédios) ou ilícitos. O conceito de droga não está relacionado nem a algo bom, nem a algo ruim: pode ser necessário utilizá-las para fins terapêuticos, por exemplo. Um exemplo é a morfina, poderosa droga, necessária para aliviar as dores de pacientes terminais. E todos os remédios que você toma (apesar de sabermos dos exageros no uso) também são drogas. Assim, dadas as ressalvas, a diferença então entre o “veneno” e o remédio, é a dose, e claro, a motivação para seu uso!

Fontes: brasilescola/LSD/cebrid/infoescola/sossolteiros/yahoo/ Ministério da Saúde. Saúde e Prevenção na
Compartilhar

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta