Bom Jardim Notícias.com

Santa Cruz vence América-MG e joga lanterna para o rival

Santa Cruz vence América-MG e joga lanterna para o rival

Com gol de Leo Moura, Tricolor fez 1×0 e ultrapassou o Coelho, que voltou a ser o último colocado

Publicado em 06/11/2016, às 18h03

Leo  Moura balançou a rede pelo segundo jogo consecutivo / Guga Matos/JC Imagem

Leo Moura balançou a rede pelo segundo jogo consecutivo
Guga Matos/JC Imagem
JC Online

Sem sentir o gosto da vitória há oito partidas no Brasileirão, o Santa Cruz voltou a triunfar na competição nacional ao bater o América-MG por 1×0, neste domingo (6/11), no Arruda, pela 34ª rodada do Brasileirão. O único gol da partida foi marcado por Léo Moura, aos 32 minutos do 1º tempo. Com o resultado, a Cobra Coral chegou aos 27 pontos e deixou a lanterna nas mãos da equipe mineira – tem a mesma pontuação, mas perde nos critérios de desempate.

O triunfo em casa e a derrota do Internacional fez com que o Santa Cruz ainda não fosse rebaixado matematicamente. Agora, o Tricolor só volta a campo agora daqui a 10 dias, na quarta-feira (16), para encarar o Coritiba, às 20h, no estádio Couto Pereira, pela 35ª rodada da Série A do Brasileiro.

O JOGO

O Santa Cruz começou a partida diante do América-MG disposto a entregar a lanterna do Brasileirão para o time mineiro. Com isso, desde os primeiros minutos de jogo já tomava iniciativa e se lançava ao ataque. Com menos de cinco minutos, o Tricolor já havia criado uma chance com o volante Derley, que recebeu passe de Keno dentro da área, mas chutou fraco nas mãos do goleiro João Ricardo.

O Coelho, sem querer se expor, começou o duelo dos desesperados de maneira cautelosa. A estratégia era segurar os donos da casa nos minutos iniciais e apostar nos contra-ataques. Em um desses, aos 20 minutos, o lateral-esquerdo Ernandes foi lançado, ele entrou na área e chutou com perigo. Para a sorte tricolor, a bola foi pela linha de fundo.

A Cobra Coral diminiu o ritmo e, para piorar, os erros individuais começaram a aparecer. Aos 29 minutos, o atacante Keno foi recuar a bola para Danny Moraes e deu de presente para Michael, que disparou em velocidade, entrou na área, e chutou cruzado… A bola passou raspando a trave direita de Tiago Cardoso. O susto parece que fez bem ao Santa Cruz, já que no lance seguinte abriu o placar. Aos 32, em jogada pela esquerda, o lateral Roberto fez um cruzamento primoroso para Léo Moura, que subiu sozinho para cabecear para as redes: 1×0.

Na etapa complementar, os papéis se inverteram. Com o placar em vantagem, o Santa passou a jogar na contra-ofensiva, enquanto o América-MG se via obrigado a se arriscar mais ao ataque. Mesmo mais recuado, foi o tricolor quem chegou primeiro com perigo. Aos seis minutos, Léo Moura foi à linha de fundo e cruzou na medida para João Paulo, que mesmo sozinho, perdeu o tempo da bola e cabeceou fraco nas mãos de João Ricardo.

Apesar da boa investida, o time coral não mostrava tanto ímpeto para ampliar o placar. Com isso, o America-MG cada vez mais ganhava campo e gostava da partida. Aos 17, após cruzamento pela direita, o centroavante Michael subiu com liberdade para acertar um belo cabeceio, assustando Tiago Cardoso. O lance de perigo acordou a torcida tricolor. O apoio vindo das arquibancadas refletiu dentro de campo imediatamente. João Paulo, aos 22 minutos, individualizou em jogada no meio de campo, se livrou da marcação e, na entrada da área, acertou um forte chute, quase acertando o ângulo esquerdo de João Ricardo.

Depois disso a partida ficou morna e só esquentar aos 35 minutos, quando em rápido contra-ataque puxado por Bruno Morais, em um dos contra um, o atacante coral rolou para Arthur isolar em lance incrível. Apesar da chance desperdiçada, o gol não fez falta ao time coral, que manteve o placar até o apito final.

FICHA DO JOGO

SANTA CRUZ

Tiago Cardoso; Vitor (Arthur), Wellington Silva, Danny Moraes e Roberto; Derley, Jadson (Danilo Pires), Léo Moura e João Paulo; Keno e Grafite (Bruno Moraes). Técnico: Adriano Teixeira.

AMÉRICA-MG

João Ricardo; Christian, Éder Lima (Roger), Messias e Ernandes; Juninho, Leandro Guerreiro (Danilo Dias), Danilo Barcelos e Tony; Matheusinho (Renato Bruno) e Michael. Técnico: Enderson Moreira.

Local: estádio do Arruda.

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira de Oliveira (SP).

Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Herman Brumel Vani (ambos de SP).

Gols: Léo Moura, aos 32 minutos, do 1º tempo.

Cartões amarelos: Keno (S) e Roger (A)

Público: 7.632.

Renda: R$ 56.185.

http://jconline.ne10.uol.com.br/

Compartilhar

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta