Bom Jardim Notícias.com

Soprar a moleira quando o bebê engasga: MITO OU VERDADE?

Soprar a moleira quando o bebê engasga: MITO OU VERDADE?

“É verdade que soprar a moleira do bebê pode livrar ele de um engasgo? (Cristiane)

Olá Cristiane! A nossa crendice popular tem muitas histórias e “verdades” que são passadas de geração em geração para nossos descendentes, porém algumas são facilmente compreendidas como apenas superstição e não apresentam nenhum valor científico, embora algumas manobras ou conhecimento popular sejam de grande relevância para a ciência na descoberta real dos fatos. Por isso, ato de soprar a moleira do bebê é apenas um mito e não tem nenhum valor científico, é apenas uma crendice popular.

Na verdade o que a gente chama de moleira é chamada pela ciência de Fontanela que são espaços entre os ossos do crânio do bebê. Falo no plural porque os bebês não apresentam apenas uma fontanela e sim várias, isso mesmo, são vários espaços no crânio do bebê. A primeira fontanela e mais conhecida fica na parte de cima da cabeça chamada de Fontanela Anterior e mede cerca de dois a quatro centímetros, a outra fica na parte posterior da cabeça, um pouco acima da nunca, chamada de Fontanela Posterior, outros dois espaços ficam nas laterais chamados de Fontanela Mastoidea e Fontanela Esfenoidal.

Esses espaços são fundamentais para o bebê durante o seu nascimento, pois permitem que sejam ajustados no momento do parto e facilitem a passagem do bebê pelo canal do parto. É natural que neste momento os bebês apresentem certa deformidade na cabeça devido esses ajustes, porém essa deformidade é corrigida nos próximos dias e semanas. Também é natural que os pais apresentem muito cuidado com essa parte da cabeça do bebê e isso é verdade, pois como esses locais ainda não apresentam parte óssea ficam mais expostos. Todavia, não estão desprotegidos, pois essa região é coberta por uma camada de tecido grossa e flexível que ajuda a proteger nestes primeiros meses de vida.

dv_banhonenem_600x335

As fontanelas começam a se fechar entre dois a três meses de vida do bebê e as maiores se fecham entre o quinto ou sexto mês podendo se fechar completamente antes de um ano de idade, mas isso pode variar para cada criança. Lembrando que existem cuidados que devem ser levados em consideração, como: não apertar essa região e passar a mão com cuidado no momento do banho. Sinais de fechamento precoce da fontanela podem indicar a microcefalia e sua demora pode indicar pobreza de nutrientes como cálcio e vitamina D, por isso é importante e fundamental acompanhamento do médico pediatra para verificar e analisar possíveis anormalidades na cabeça do bebê.

Portanto, soprar a fontanela (moleira) do bebê é apenas um mito e não tem nenhuma descoberta científica onde demonstre que apenas soprar essa região ajude ou facilite o desengasgo da criança, na verdade existem manobras específicas para este tipo de situação que são detalhadas pelo pediatra onde ajudam a desobstruir as vias respiratórias, todavia qualquer situação de engasgo que deixe o bebê arroxeado é necessária intervenção médica o quanto antes.

Fontes: revistacrescer / minhavida / seupediatra
Artigos: Antropometria craniana de recém  / Diagnosis of infant synostotic
Imagens: Reprodução/ trocandofraldas / drauziovarella
Compartilhar

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta