Bom Jardim Notícias.com

Como aumentar a vascularização muscular nos braços (e outras partes do corpo)

Como aumentar a vascularização muscular nos braços (e outras partes do corpo)

Para a maioria das pessoas que treinam visando hipertrofia, ter vascularização muscular é como ter dinheiro: quanto mais, melhor.

E não é a toa.

Coloque dois caras grandes um do lado do outro e o que tiver mais vascularização, chamará mais atenção. Fato.

Não que musculação seja uma competição para ver quem chama mais atenção, mas vascularização é um aspecto que aumenta a qualidade do físico e pode ser um diferencial que faz um atleta vencer um campeonato.

Um cara grande e sem veias aparentes, aparenta estar simplesmente retido e longe de estar denso.

Sem contar que ter veias saltando para todos os lados nos braços e outros grupos musculares, é simplesmente bacana e recompensador.

stallone_veiudo

Com isto em mente, neste texto veremos tudo o que você pode fazer para aumentar a vascularização muscular de forma natural e como mantê-la mesmo depois que o treino termina.

Passo 1 – Diminua o percentual de gordura

O fator que mais vai influenciar na vascularização muscular é quanta gordura corporal você carrega.

Veja bem.

Existe uma camada entre a pele o músculo, é nela que as veias superficiais que causam o aspecto de vascularização estão localizadas.

Mas é neste mesmo lugar que a gordura subcutânea também pode estar.

Não é preciso ser um gênio para descobrir que quanto mais gordura você tiver nesta área, menos veias aparecerão.

A questão mais simples para resolver o problema é queimar o máximo de gordura extra que você tenha e ficar, pelo menos, abaixo de 15% de gordura.

Por que 15% ?

Porque ficar abaixo de 15% de gordura corporal é um percentual aceitável para quem visa ganhar massa muscular, mas mantendo o mínimo de gordura e isto vai influenciar diretamente o seguindo passo…

Passo 2 – Ganhe o máximo de massa muscular possível

Quanto mais massa muscular você tiver, mais oxigênio e nutrientes os seus músculos precisarão para funcionar.

Isto significa que mais sangue será enviado para os músculos e maior serão o “calibre” das veias superficiais, ou seja, mais vascularizado será o indivíduo.

Por isso é importante baixar o seu percentual de gordura, mas ainda sim se focar no ganho de massa muscular.

Fazer uma dieta extrema para perder gordura e acabar perdendo massa muscular junto, só vai destruir a vascularização.

Passo 3 – Aumente os níveis de óxido nítrico do organismo

Óxido nítrico é uma das moléculas mais importantes para a saúde cardiovascular. Ela relaxa tecidos lisos, dilata artérias e melhora o fluxo sanguíneo.

É por isso que 99,99% dos suplementos para pré-treino contém ingredientes que elevam os níveis de óxido nítrico, porque basicamente eles aumentam o “pump” (inchaço muscular), o que é simplesmente a melhora no fluxo sanguíneo gerado pelo óxido nítrico.

L-Arginina e L-Citrulina são os suplementos mais efetivos para aumentar os níveis de óxido nítrico no sangue (e eles podem ser usados juntos).

Alguns alimentos ricos em nitratos como espinafre e beterraba também aumentam a produção de óxido nítrico pelo corpo. Além da suplementação, experimente incluir estes alimentos na dieta também.

Passo 4 – Evite retenção desnecessária de líquidos

Embaixo da pele, além de gordura, também existem líquidos e, obviamente, quanto mais líquidos neste local, pior será a vascularização.

Mas antes que você saia correndo atrás de diuréticos e outros farmacológicos que causem perda de líquidos, saiba que isto é o pior método para combater retenção hídrica e, definitivamente, o mais perigoso.

Naturalmente já é possível diminuir a retenção sem arriscar a saúde e ainda melhorar muito a vascularização.

E antes de qualquer coisa, esqueça também a ideia de restringir drasticamente o consumo de sal/sódio, já que isto só vai fazer você reter ainda mais líquidos.

O corpo mantém um equilíbrio delicado de sódio no corpo, se você suspende o uso, ele simplesmente vai reter mais na próxima vez que você ingerir (e você vai ingerir).

Além de não cortar também evite alimentos excessivamente ricos em sódio como carnes processadas, queijos e condimentos industrializados.

Outro método útil para evitar retenção é diminuir o consumo de carboidratos simples como açúcares.

Quanto mais picos desnecessários de insulina, mais sódio o corpo retém e mais líquido será armazenado.

Por isso quando fazemos uma refeição “lixo”, como comer aquela pizza de calabresa com coca-cola gelada, temos a impressão de estarmos mais retidos (o que é verdade).

Beber a quantidade ideal de água (2 a 4 litros) por dia também auxilia na retenção, já que previne que o corpo retenha para futuras emergências.

Uma palavra sobre creatina

Muitas pessoas ainda temem o uso de creatina devido ao seu principal “efeito colateral” ser a retenção de líquidos.

Acontece que a retenção de líquidos gerada pela creatina não é embaixo da pele, ou seja, não vai atrapalhar a vascularização.

A retenção de líquidos que a creatina pode causar é intramuscular (dentro do músculo). No final, a creatina pode melhorar a vascularização e não piorá-la.

Passo 5 –  Faça aeróbicos (moderadamente)

Exercícios aeróbicos em excesso podem ser um problema para quem visa ganho de massa muscular.

Mas em moderação eles só trazem benefícios para a saúde e irão ajudar até na vascularização muscular.

Como ?

Fazer aeróbicos aumenta a densidade capilar, ou seja, o número de pequenos vasos sanguíneos que chegam nos músculos.

Em suma, uma pessoa com bom condicionamento vai ter um fluxo sanguíneo melhor do que uma pessoa com condicionamento ruim.

Apenas lembre-se que os aeróbicos são apenas mais um fator na vascularização. Se você exagerar, vai acabar gerando o efeito contrário ao perder massa muscular.

Não faça mais que 3 sessões de 30 minutos de aeróbicos por semana. Dê preferência para sessões curtas e intensas como HIIT, sendo feitas afastadas do treino ou em dias alternados.

Palavras finais

Com os passos acima, você pode melhorar drasticamente a sua vascularização muscular, sem precisar apelar para drogas perigosas ou métodos mirabolantes.

Vale lembrar que vascularização não ocorre de maneira localizada. Apesar de todos gostarem de braços vascularizados, este processo vai ocorrer no corpo inteiro e dependo da genética, os braços poderão ficar mais vascularizados que o restante do corpo.

Mas mesmo que a sua genética seja a pior do mundo para vascularização, seguindo os passos do texto é impossível não ficar mais vascularizado, é apenas uma questão de paciência para que os resultados, com o tempo, apareçam.

http://www.hipertrofia.org/

Compartilhar

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta