Bom Jardim Notícias.com

Lava Jato devolve mais R$ 200 milhões à Petrobras

Lava Jato devolve mais R$ 200 milhões à Petrobras

Da Folha de São Paulo

A força-tarefa da Operação Lava Jato devolveu, hoje, à Petrobras cerca de R$ 200 milhões que haviam sido desviados da estatal em atos de corrupção.

O dinheiro é de delatores que fizeram acordos com a Justiça. Neste caso, foram 18 pessoas físicas e três empresas (Carioca Engenharia, Camargo Corrêa e Setal Óleo e Gás).

images

Este é o terceiro ato de devolução de recursos à Petrobras. No total, R$ 500 milhões já foram recuperados para a estatal –ainda pouco perto do prejuízo estimado de R$ 6,2 bilhões causados pela corrupção.

O dinheiro vai para o caixa geral da estatal, e ajuda a pagar a dívida da empresa, atualmente de US$ 132 bilhões.

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, afirmou que a verba é “de uma contribuição importantíssima”.

“R$ 500 milhões é muito dinheiro”, disse. “Eu não quero diminuir a relevância desse montante.”

Ele destacou que a Petrobras foi “uma vítima” da corrupção, promovida por “uma minoria desonesta e criminosa”, e afirmou que a empresa tem adotado medidas para coibir a prática.

“Nós vamos continuar ao lado do Ministério Público Federal. Acelerar esse processo é uma forma de fazermos justiça a todos.”

HISTÓRICO

O montante devolvido nesta sexta foi o maior da história da Justiça criminal no país.

“No Brasil, isso é uma façanha, uma proeza”, afirmou o procurador da República Deltan Dallagnol. “Estamos atravessando uma fronteira”, disse o auditor da Receita Federal Roberto Leonel de Oliveira Lima.

Bens de delatores que ainda estão em processo de leilão ou liquidação pela Justiça serão entregues à Petrobras em atos futuros.

Já os réus que tiveram bens bloqueados, mas não são colaboradores só terão seu dinheiro transferido à estatal caso sejam condenados, e apenas depois do trânsito em julgado da sentença. É o caso de investigados como os publicitários João Santana e Monica Moura, o ex-ministro José Dirceu e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari, entre outros.

“Os direitos dos réus são sagrados, mas não mais sagrados do que os das vítimas”, afirmou Dallagnol.

Os membros da força-tarefa elogiaram a atuação da atual gestão da Petrobras no combate à corrupção e pediram, mais uma vez, a aprovação das dez medidas contra a corrupção, que devem ser votadas na Câmara na próxima semana.

Quem já devolveu dinheiro à Petrobras:

Pedro Barusco – R$ 267 milhões

Paulo Roberto Costa – R$ 70 milhões

Hamylton Padilha – R$ 56 milhões

Júlio Camargo – R$ 16,3 milhões

Milton Pascowitch – R$ 16,1 milhões

Camargo Corrêa – R$ 13,5 milhões

Roberto Trombeta – R$ 11,9 milhões

Rodrigo Morales – R$ 8,6 milhões

José Adolfo Pascowitch – R$ 8 milhões

Ricardo Pessoa – R$ 5,6 milhões

Carioca Engenharia – R$ 4,5 milhões

Augusto Mendonça – R$ 3,6 milhões

Eduardo Leite – R$ 3,2 milhões

Luis Eduardo Campos Barbosa da Silva – R$ 3,2 milhões

Setal Óleo e Gás – R$ 2,5 milhões

Eduardo Musa -R$ 2,49 milhões

João Medeiros Ferraz – R$ 1,5 milhão

Cid José Campos Barbosa da Silva – R$ 1,3 milhão

Mário Goes – R$ 1,15 milhão

Shinko Nakandakari – R$ 1 milhão

Dalton Avancini – R$ 615 mil

Agosthilde Carvalho – R$ 561 mil

Compartilhar

Artigos Relacionados

1 Comentário

  1. EssencialPrazer
    19 de novembro de 2016 às 00:24 Responder & darr;

    Muita grana Jesus!!!!!!!!!!

Deixe uma resposta