Bom Jardim Notícias.com

Santa empata com Atlético/MG em movimentada partida

Santa empata com Atlético/MG em movimentada partida

É impossível evitar o clima melancólico do já rebaixado Santa Cruz nas últimas rodadas na Série A do Campeonato Brasileiro. As ruas próximas ao Arruda com pouca movimentação e o estádio vazio são alguns reflexos da campanha ruim em dia de jogo. Mas pelo menos em campo o time tenta deixar algo de positivo no final do ano e os 3.221 torcedores que saíram de casa num domingo à noite viram uma partida animada, com muitos gols e o empate por 3×3 do Tricolor contra o Atlético/MG. Grafite, Keno e Vitor anotaram os gols da Cobra Coral, que segue na vice-lanterna com 28 pontos, enquanto Fred, Clayton e Hyuri marcaram para o Galo, quarto colocado com 62.
santa-cruz
A expectativa antes de a bola rolar era de um duelo monótono, com as equipes pouco dispostas em campo. Porém, o que aconteceu foi exatamente o contrário. O primeiro tempo foi bastante movimentado, com três gols e virada coral. O Galo abriu o placar logo aos cinco minutos numa bobeira da defesa pernambucana. Neris cortou mal a bola, que sobrou para Clayton chutar e Tiago Cardoso espalmar. No rebote, Fred, livre na área, apenas empurrou para o fundo das redes.

O empate tricolor não demorou a sair, embora a equipe ainda estivesse um pouco desorganizada. Aos 13, a bola bateu no braço do lateral-esquerdo Leonan e o árbitro assinalou o pênalti. Grafite foi para a cobrança e mandou no canto direito de Giovanni, que ainda pulou para o lado certo, mas não alcançou. O 1×1 animou os donos da casa em busca da virada. Grafite poderia ter marcado o segundo na noite, porém, cabeceou para fora.

A virada, no entanto, ficou guardada para sair dos pés de Keno e foi com um verdadeiro golaço. O camisa 11 avançou em diagonal e da entrada da área arrematou com categoria no ângulo esquerdo do goleiro mineiro. O Tricolor passou à frente do placar e os poucos torcedores no Arruda aplaudiram o time na descida do vestiário para o intervalo.

A pouca responsabilidade para as duas equipes na competição deixou a partida mais franca e aberta. Vale ressaltar também a fragilidade das defesas, que contribuiu para as alterações no placar. Com nove minutos da etapa complementar, Clayton recebe um bom lançamento, dominou no peito, driblou Danny Morais e chutou no canto para deixar tudo igual novamente. Contudo, o poder de reação dos donos da casa estava em alta. Na sequência, Keno cruzou, Arthur desviou e Vitor completou para o gol.

Novamente em vantagem, o Santa Cruz teve inúmeras oportunidades de ampliar o resultado. João Paulo, Keno e Grafite desperdiçaram algumas chances de dar tranquilidade ao time coral. As expulsões de Jádson e Cazares mudaram pouco o ritmo da partida. E como o Tricolor não aproveitou o bom momento, o castigo veio aos 33 minutos. Fred achou Hyuri entrando livre na área. O camisa 17 deu um leve toque sobre Tiago Cardoso e, mais uma vez, empatou o jogo. Agora, para fechar o placar em 3×3.

FICHA DE JOGO:

SANTA CRUZ 3
Tiago Cardoso; Vítor (Danilo Pires), Neris, Danny Morais e Roberto; Jadson, João Paulo e Léo Moura; Arthur (Marion), Keno e Grafite. Técnico: Adriano Teixeira

ATLETICO/MG 3
Giovanni; Marcos Rocha (Alex Silva), Edcarlos, Jesiel e Leonan; Rafael Carioca, Lucas Cândido (Thalis), Carlos Eduardo (Hyuri), Cazares e Clayton; Fred. Técnico: Marcelo Oliveira.

Local: Estádio do Arruda (Recife).
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ). Assistentes: Rodrigo Henrique Correa/FIFA e Dibert Pedrosa Moises (Ambos do RJ)
Gols: Fred (aos 5 do 2ºT), Grafite (aos 13 do 1ºT) e Keno (aos 30 do 1ºT); Clayton (aos 9 do 2ºT), Vitor (aos 13 do 2ºT) e Hyuri (aos 33 do 2ºT).
Cartões amarelos: Danny Morais, Néris e Jadson (Santa Cruz)
Cartõesvermelhos: Jadson (Santa Cruz); Cazares (Atlético /MG)
Público: 3.221. Renda: R$ 18.125,00

Compartilhar

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta