Bom Jardim Notícias.com

Chá de chuva de ouro alivia sintomas do reumatismo

Chá de chuva de ouro alivia sintomas do reumatismo

Conhecida pela beleza que proporciona aos jardins e parques que possuem exemplares dessa espécie, a chuva de ouro é uma planta da família das Fabaceae. Mesmo com características tão próprias, dependendo da região ela ainda pode ser conhecida como cássia-imperial, canafístula, cassia-brasiliana e canafista.

Características físicas

A chuva de ouro é uma árvore ornamental. Sua floração acontece por meio de cachos pendentes de flores douradas. A planta é de crescimento rápido, podendo alcançar de cinco a 10 metros de altura. Seu tronco é de cor cinza-esverdeada, enquanto a copa assume formato arredondado.

A árvore possui numerosas flores amarelas, pentâmeras e grandes. Os frutos são do tipo legume, cilíndricos, de cor marrom, e contêm de 25 a 100 sementes lenticulares, castanhas, lustrosas, envoltas em uma polpa doce e com propriedades medicinais. Apesar da polpa ser comestível, as sementes são tóxicas e não devem ser ingeridas.

cha-de-chuva-de-ouro-alivia-sintomas-do-reumatismo

Foto: depositphotos

Princípios ativos

Embora muitas pessoas se encantem com seus atributos físicos, a chuva de ouro também pode ser usada para fins medicinais. Isso só é possível, graças aos princípios ativos dela, que são: compostos antraquinônicos (reína, senidinas), proteínas, aminoácidos, pectinas, mucilagem, lupeol, flavonoides e açúcares.

 Indicações

A chuva de ouro é uma planta que possui propriedades medicinais, apesar de ser desconhecida por muitas pessoas. Seu uso é indicado para tratar problemas relacionados a aumento da temperatura corporal, prisões de ventre, problemas de pele e reumatismo.

Chá de chuva de ouro

Para preparar o chá de chuva de ouro a parte utilizada são as sementes. Basta separar meio litro de água e 40 gramas de sementes. O primeiro passo é ferver a água, logo em seguida, acrescentar as sementes. Espere cerca de cinco minutos e desligue o fogo. Deixe descansar por mais 10 minutos com o recipiente tampado.

Passado esse tempo, use uma peneira para retirar as sementes e adoce com açúcar ou mel. O indicado é que o consumo diário não ultrapasse as três xícaras. Lembrando que, antes de recorrer a planta visando tratamento para a saúde, o médico deve ser consultado.

http://chabeneficios.com.br/

 

Compartilhar

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta