Bom Jardim Notícias.com

Estudo afirma que squeeze pode ter milhares de germes

Estudo afirma que squeeze pode ter milhares de germes

Sabe aquele squeeze que você costuma levar para o treino, trabalho e academia para beber água ou algum suplemento? Um estudo afirma que ele contém mais bactérias do que um pote de água para cachorro – e que a maioria delas pode causar doenças.

squeeze-germes-370x260

Encomendada pela Treadmill, empresa que comercializa esteiras e acessórios para academia, a pesquisa mandou para um laboratório 12 squeezes de atletas que não foram lavados durante uma semana. A análise verificou que as garrafinhas tinham, em média, 313 mil colônias de bactéria por cm², quase seis vezes mais do que uma vasilha usada por cachorros (47,3 mil colônias de bactéria/cm²). Além disso, constatou-se que cerca de 60% desses germes pode causar infecções de pele ou generalizadas e até pneumonia.

Foram quatro os modelos de squeeze analisados, sendo o pior o com tampa que desliza, no qual foi encontrado mais de 930 mil colônias de bactéria/cm². As com canudo embutido foram consideradas as “mais limpas”, pois os germes ficam depositados no fundo do canudo, dificultando o acesso deles à umidade.

A boca e as mãos são os responsáveis por esse acúmulo de bactérias. Contudo, a presença delas por si só não garante que o atleta fique doente. Alguns fatores podem facilitar que a infecção se manifeste, como feridas na boca e imunidade baixa.

Higienização
Se o atleta usar a garrafinha para beber apenas água, água e detergente são suficientes para fazer a limpeza. Porém, se colocar outros líquidos, como shakes, sucos e isotônicos, é preciso usar água fervente e uma escova para retirar os resíduos.

http://www.educacaofisica.com.br/

Compartilhar

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta