Bom Jardim Notícias.com

Amiga da pele: O chá de pimpinela escarlate trata feridas, herpes e micoses

Amiga da pele: O chá de pimpinela escarlate trata feridas, herpes e micoses

Apesar de ser considerada um ingrediente natural, seu uso possui algumas contraindicações, já que a planta é bastante tóxica

Nesse sentido, todas as partes da planta podem ser utilizadas, inclusive as flores, que são de cor alaranjada que chamam bastante atenção

Porém, a indicação é que, antes de incluir a planta em qualquer que seja o tratamento, o médico seja consultado. Só esse profissional tem a capacidade de certificar o uso da planta, baseado nos conhecimento médicos e também nas reais condições do paciente.

Propriedades medicinais da pimpinela escarlate

Amiga da pele: O chá de pimpinela escarlate trata feridas, herpes e micoses

Foto: depositphotos

Apesar de ser considerada um ingrediente natural, seu uso possui algumas contraindicações, já que a planta é tóxica. Isso se deve graças a presença de uma substância chamada de saponosídeos, responsável por desencadear ação hemolítica, irritando as mucosas digestivas e respiratórias.

Na maioria dos casos, a planta é usada só para resolver problemas externos, a exemplo de feridas, micoses cutâneas, úlceras tróficas e herpes zóster. Além do mais, essa espécie também pode ser indicada no tratamento de febre, depressão, tuberculose, fígado, epilepsia, hidropsia e reumatismo, porém, sob severo acompanhamento médico.

Efeitos colaterais

Como foi esclarecido anteriormente, o uso mais frequente da planta é para resolver problemas externos, o que não a exclui de poder integrar outros tratamentos internos. Se consumida em excesso, ou sem orientação médica, a pimpinela escarlate pode causar graves inflamações gástricas, tremor, diarreia e forte diurese.

Chá de pimpinela escarlate

Com a liberação do médico, uma das formas de utilizar essa planta em prol da saúde é através do preparo do chá. Para isso você vai precisar de 200 ml de água filtrada e uma colher (de sopa) da planta seca.

Coloque a água para ferver. Assim que começar a borbulhar, desligue o fogo e acrescente a erva. Deixe descansar, em recipiente tampado, por cerca de 10 minutos. Retire o excesso da erva e a bebida está pronta para ser ingerida.

Para usar a planta em tratamentos externos, a recomendação é que seja preparada uma infusão alcoólica. Pegue um litro de álcool 90° e 20 gramas de flores e folhas. Coloque tudo em uma garrafa e agite bem. Deixe que a misture descanse durante duas semanas. Passado esse tempo, filtre o líquido e use diretamente sobre as feridas.

https://www.chabeneficios.com.br

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta