Bom Jardim Notícias.com

Água com gás faz mal ou não? Estudos científicos vão tirar sua dúvida agora

Água com gás faz mal ou não? Estudos científicos vão tirar sua dúvida agora

“Tenho vício em tomar água com gás, queria saber se faz mal, ou se funciona como a água normal” (Daniel Alves)

Daniel, água gasocarbônica comumente conhecida por “água com gás” tem sido citada como uma alternativa saudável aos refrigerantes e à água mineral, considerada pouco apelativa por muitas pessoas. De fato, ela é uma bebida livre de açúcar e de calorias e que também hidrata. Mas, muita gente ainda desconfia de seus potenciais inconvenientes à saúde, incluindo a corrosão do esmalte dos dentes, a descalcificação dos ossos, a ocorrência de síndrome do intestino irritável, o aparecimento de celulite e o acúmulo de gases.

Estômago

Por causa da adição de dióxido de carbono sob pressão, resulta em uma água igualmente hidratante, mas passa a conter ácido carbônico, um ácido fraco. E então, muita gente acha que a versão gaseificada da água faz mal para o estômago. No entanto, parece ser exatamente o contrário. Um estudo publicado no periódico  European Journal of Gastroenterology & Hepatology  revelou que a água com gás pode ajudar bastante aquelas pessoas com problemas relacionados ao estômago.

Em um teste, pacientes com problemas de indigestão ou constipação foram divididos em dois grupos, que deveriam consumir somente água com ou sem gás durante 15 dias. Ao final do período, foi constatada melhora nos sintomas de quem bebia água gaseificada, enquanto nada mudou entre os que ingeriram apenas água comum. O estudo concluiu então que a água com gás não faz mal ao estômago.

Ossos

Ainda há muitas pessoas que evitam a água com gás por medo de desenvolver doenças ósseas, como osteoporose. Na verdade, um estudo de 2006 procurou analisar a relação entre a densidade óssea e o consumo de refrigerantes, e descobriram que as mulheres que tomam refrigerantes tipo cola três vezes por semana tinham uma densidade mineral óssea abaixo da média. Outro grupo de mulheres que faziam uso de água com gás não sofreram qualquer alteração na densidade mineral dos ossos e, concluíram, portanto que o fato de adicionar gás carbônico à água não prejudica os ossos.

Nesta pesquisa, os autores disseram que o efeito dos refrigerantes tipo cola, ocorra provavelmente por causa da cafeína e da ação do ácido fosfórico (ausente da água com gás), de uma maneira que ainda não é compreendida. É possível que essas substâncias bloqueiem a absorção do cálcio, mas nada foi provado em relação a isso.

Dentes

Uma grande dúvida a respeito da água com gás é sobre a presença de um ácido, que mesmo sendo fraco, poderia deteriorar o esmalte dos dentes. Um estudo publicado no Journal of Clinical Pediatric Dentistry revelou a lista das bebidas que mais degradam os dentes de acordo com diversos testes realizados e incluiu a água com gás entre os líquidos examinados. Eles classificaram as bebidas mais prejudiciais nessa ordem: refrigerantes tipo cola ou sem frutas são os mais ácidos (um pouco menos em sua versão diet), seguidos por aqueles à base de frutas, sucos de frutas e café. Neste estudo, a água com gás não se revelou prejudicial aos esmaltes dos dentes.

Mas não vá tirando a total culpa da água gaseificada. Um estudo publicado no Journal of Oral Rehabilitation, examinou sete marcas diferentes de água mineral, colocando-as sobre os dentes. Eles descobriram que o pH da água com gás varia entre 5 e 6 (não tão ácidos quanto a cola), comparado com a água sem gás, cujo pH permanece neutro em 7.Ou seja, há um ácido fraco, mas seu potencial erosivo tem um efeito cem vezes menos intenso do que outras bebidas gasosas.

Então está liberado? Bem, de acordo com os estudos acima citados em relação a estômago, ossos e dentes, ainda não há provas de que a água com gás faça mal. Mas, tudo que é demais acaba prejudicando, então, não substitua totalmente a água normal pela água com gás.

Fonte: BBC
Artigos: Rosário Cuomo et. al / Kitchens & Owens / J. Parry et. al
Imagens: Reprodução/ areademulher / receitas

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta