Bom Jardim Notícias.com

Palavras mágicas para a boa convivência

Palavras mágicas para a boa convivência

Conheça as 6 frases que, ditas na hora certa, têm o poder de afastar as brigas, renovar o carinho entre os familiares e restabelecer a harmonia

“Preciso de um abraço!”

Quem tem filhos adolescentes sabe o quanto é difícil receber deles alguma manifestação de carinho. Às vezes, o maridão também pode relutar em demonstrar sua fragilidade e admitir que está precisando de ajuda. Quebre essa barreira invertendo os papéis. Peça você um abraço. É muito mais fácil para eles corresponder a esse carinho do que tomar a iniciativa. Mas o importante é que, usando essa frase, todos vocês vão ficar mais próximos!

Nas relações de amizade a frase também vale. Afinal, nada melhor do que um abraço amigo, nas horas boas e ruins.

“Em que será que você está pensando?”

Perguntas diretas como “Em que você está pensando?” ou “O que você está me escondendo?” costumam colocar as pessoas na defensiva e até fazer com que se sintam invadidos. Se você quer mesmo saber o que está angustiando alguém, suavize a pergunta com a fórmula “Em que será…”. Isso deixa a pergunta menos direta e dá ao outro a sensação de que pode escolher entre abrir ou não seu coração. Mais à vontade, a pessoa provavelmente se abrirá!

“Nós podemos!”

Em vez de dizer “você precisa reclamar do aumento do aluguel na imobiliária” para o marido ou “eu vou te colocar na aula particular” para o filho, prefira usar o pronome “nós” (“nós vamos resolver isso!”). Essa mudança reduz as brigas e promove o espírito de equipe na família.

“Eu te amo!”

Não é preciso esperar nenhuma ocasião especial para dizer “eu te amo”. Ao contrário, ouvir isso inesperadamente nos faz sentir que a frase é espontânea e sincera. Sempre que puder, diga isso aos seus familiares queridos. Eles vão ficar tocados. Afinal, nunca é demais ouvir que somos especiais para alguém. Então, a partir de hoje, inclua ou utilize mais essa frase no repertório da sua família!

“Você escolhe!”

Na convivência com crianças é bom que elas exercitem a habilidade de tomar decisões. Portanto, deixe-as começar por decisões pequenas, como opinar sobre o que querem vestir ou sobre o que pensam fazer a respeito de uma desobediência. Assim, você envia a mensagem de que confia nela. Estudos mostram que isso estimula a autoconfiança delas e as incentiva a fazer escolhas responsáveis.

“Puxa, muito obrigada!”

Pesquisadores da Universidade da Califórnia descobriram que elogiar e agradecer até os mínimos favores estimula as crianças a repeti-los para agradar os pais. Mas é importante saber que ela não se reduz somente a essa relação. Agradeça sempre! “E usar uma expressão de exclamação como ‘puxa!’ ou ‘nossa’ reforça ainda mais o seu agradecimento”, garante a escritora B. J. Gallagher, autora do livro O Sim Vive na Terra do Não. Por isso, não economize no incentivo.

Fonte: Revista Viva Mais – por Vanessa Vieira

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta