Bom Jardim Notícias.com

Consumo de sushi mal feito pode desenvolver larvas no estômago

Consumo de sushi mal feito pode desenvolver larvas no estômago

O número de casos da anisaquíase, doença causada pela ingestão de peixes e frutos do mar crus, tem crescido ao redor do mundo

Pratos preparados ou que contenham peixe cru ou mal cozido, como o sushi, devem ser  precedidos de congelamento do pescado / Foto: Divulgação

Pratos preparados ou que contenham peixe cru ou mal cozido, como o sushi, devem ser precedidos de congelamento do pescado
Foto: Divulgação
JC Online

Que o sushi, alimento tradicionalmente asiático, caiu no gosto dos brasileiros quase todo mundo já sabe. Praticamente, em cada bairro onde antes dominavam pizzarias e lanchonetes de salgados agora também existe mercado para quem aprecia a comida japonesa. Entretanto, a popularização do sushi pode conter riscos para a população, a forma de preparo, quando mal executada, facilita o desenvolvimento de infecções parasitárias nos seres humanos.

Uma pesquisa de um grupo de portugueses, publicada no British Medical Journal, trouxe à tona a constatação de que o consumo de sushi mal preparado tem crescido no Japão e consequentemente também tem aumentado o número de casos de infecções.

O case usado para o estudo foi o de um paciente de 32 anos, que chegou ao hospital reclamando de dores abdominais, febre e vômitos que duravam já havia uma semana. Após uma endoscopia, os médicos descobriram que larvas de um tipo de parasita do gênero Anisakis estavam dentro do estômago do homem. De acordo com o estudo, ele revelou que tinha comido sushi antes de começar a sentir os problemas.

 

Tal parasita pode provocar uma enfermidade chamada de anisaquíase em seres humanos. A doença é causada pela ingestão de peixes e frutos do mar crus ou mal cozidos que contenham as larvas, segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC).

A única forma de tratamento da doença é a remoção do verme por endoscopia ou cirurgia. No caso do paciente, que foi submetido a um endoscopia, os médicos contam no estudo que os sintomas foram imediatamente resolvidos após a extração.

Aumento de casos

Ainda conforme o estudo, o número de casos da anisaquíase tem crescido ao redor do mundo. No Japão, os hábitos alimentares, predominantemente crus, fez o número de casos da doença aumentar de 79, em 2013, para 126 em 2016, seguindo dados do Japan Times.

Os pesquisadores advertem que os casos da doença estão crescendo também no ocidente. Segundo eles, o aumento no número de ocorrências está relacionado ao fato de que a comida japonesa está cada dia mais popular. Os médicos apontaram um estudo espanhol que relatou 25 casos de anisaquíase durante um período de três anos (1999 a 2002).

Anvisa

De acordo com um publicação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os pratos preparados ou que contenham peixe cru ou mal cozido devem ser  precedidos de congelamento do pescado em pelo menos -20ºC (menos vinte centígrados) por um período mínimo de 7 dias ou menos -35ºC (menos trinta e cinco centígrados) por um período de no mínimo 15 horas, condição suficiente para matar o
transmissor.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta