Bom Jardim Notícias.com

Guardar óleo usado em frituras: aqui está a razão pela qual você deve parar agora de reutilizar o óleo de cozinha

Guardar óleo usado em frituras: aqui está a razão pela qual você deve parar agora de reutilizar o óleo de cozinha

Para início de conversa, as frituras de imersão em óleo deveriam ser definitivamente abolidas do nosso cotidiano. Os motivos são inúmeros, mas o principal deles é que ao aquecer o óleo para cozinhar – soja, canola, girassol –  principalmente para fazer frituras, uma complexa série de reações produz numerosos compostos de degradação. Assim que o óleo atinge temperaturas muito altas desidratam, perdem sua qualidade.

A situação fica feia quando o alimento é submerso no óleo quente em presença de ar, neste caso, o óleo é exposto a três agentes que causam mudanças em sua estrutura: a água, o oxigênio e a temperatura, formando diversos produtos de degradação que são maléficos à saúde, como por exemplo, a acroleína. Essa, é uma substância citotóxica. Isso significa que ela tem uma propriedade nociva em relação às células. Ela pode danificar, alterar e/ou matar nossas células e, portanto, é altamente cancerígena.

Em relação a reutilização do óleo de cozinha para fazer novas frituras, um estudo realizado no Departamento de Química da UFMG, relatou que após a quarta fritura os níveis de acroleína aumentam consideravelmente. E tem mais, embora não pareça, quanto mais você reaproveitar o óleo, mais o alimento absorverá a gordura. Isso quer dizer que a batata frita no primeiro óleo é menos gorda do que a do segundo e assim sucessivamente.

De acordo com o engenheiro químico Levent Nergiz, quimicamente falando, o óleo pode ser reutilizado no máximo duas vezes. Mas entre uma fritura e outra, ele deve ser acondicionado na geladeira. A temperatura baixa irá diminuir a degradação do óleo.

FONTE: SEC.SBQ  IMAGEM: SERIOUSEATS

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta