Bom Jardim Notícias.com

Dois internos morrem e mais de 30 fogem da Funase de Abreu e Lima

Dois internos morrem e mais de 30 fogem da Funase de Abreu e Lima

Os internos fizeram um buraco no muro, nas proximidades de uma guarita de segurança / Foto: Reprodução/TV Jornal

Os internos fizeram um buraco no muro, nas proximidades de uma guarita de segurança
Foto: Reprodução/TV Jornal
JC Online
Atualizada às 7h16

Ao menos dois internos morreram e 34 fugiram durante um tumulto no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) da Fundação de Atendimento Socioatendimento (Funase) de Abreu e Lima, no Grande Recife, na madrugada desta segunda-feira (5). Os menores escaparam por um buraco feito no muro da unidade, nas proximidades de uma guarita de segurança. Oito já foram recapturados.

De acordo com a assessoria da Funase, policiais do Grupamento de Apoio Tático Itinerante (GATI) e da Rádio Patrulha, além do Corpo de Bombeiros e de um helicóptero da Secretaria de Defesa Social (SDS), atuaram na ocorrência. A rebelião foi contida com a chegada do Batalhão de Choque da PM.

Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) e a Funase garante que todo apoio será dado às famílias das vítimas, desde acompanhamento psicológico e social, até os custos com o funeral.

Oito recapturados

Até agora, policiais do 17° Batalhão de Policia Militar conseguiram recapturar oito internos. Eles foram encontrados em um ônibus, na PE-15.

Sindicância vai apurar causas

Por meio de sua Corregedoria, a Funase abrirá uma sindicância que vai apurar as causas e responsabilidades do tumulto. Segundo o órgão, o clima no Case era de tranquilidade no domingo (4) e a visita dos familiares ocorreu normalmente.

A unidade tem capacidade para 98, mas abrigava, antes da fuga, 174 adolescentes.

Outras ocorrências no Case de Abreu e Lima

No dia 18 de maio, a mesma unidade registrou uma confusão entre internos rivais e o Grupo de Apoio Tático Itinerante (GATI) precisou ser acionado para controlar a situação. Sete dias antes, um tumulto deixou sete socioeducandos feridos no Case de Abreu e Lima. Outros dez adolescentes foram separados em um contêiner para evitar brigas com os demais.

Em abril, no dia 24, a Funase de Abreu e Lima registrou outra confusão e seis internos ficaram feridos. No dia 19 de março, houve uma morte no local, e em um motim em janeiro, 12 fugiram.

http://jconline.ne10.uol.com.br

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta