Bom Jardim Notícias.com

Sport empata em noite de falta de cabeça de Diego Souza e de holofotes em Ricci

Sport empata em noite de falta de cabeça de Diego Souza e de holofotes em Ricci

O empate em 1×1 do Sport contra o Vasco, na Ilha do Retiro, nesta segunda-feira, pode ter sido heroico do ponto de vista de busca de resultado, mas poderia ter sido muito diferente se não fosse a falta de equilíbrio emocional do meia-atacante Diego Souza, expulso infantilmente por reclamação no primeiro tempo. A saída do camisa 87 prejudicou o time, que ainda assim teve coração para buscar a igualdade na partida válida pela 25ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Nenê abriu o placar para os vascaínos. Coube a André marcar para o Leão e dar algum respiro aos rubro-negros, que seguem ameaçados de rebaixamento.

Com essa resultado, o Z4 continua colado ao Sport, apenas dois pontos de diferença. Os rubro-negros estão em 14º, mas na próxima rodada correm o risco sério de entrar no Z4. Enfrentarão o São Paulo fora de casa e podem entrar na degola em casa de derrota. O Vasco, em nono com 32, enfrenta a Chapecoense, em casa.

SPORT PERDE CHANCES E DIEGO SOUZA A CABEÇA

O Sport até começou o duelo dando a entender que enfim encerraria o jejum de sete jogos sem vencer no campeonato. Adiantou a marcação e criou chances atrás de chances. Poderia inclusive ter aberto o placar se tivesse um pouco mais de calma e paciência nas finalizações.

Mas a falta de tranquilidade pesou mesmo sobre Diego Souza. Após sofrer falta no meio de campo, o jogador reclamou de maneira dura com o árbitro Sandro Meira Ricci, que não pensou duas vezes e deu amarelo. O camisa 87 seguiu nas contestações e foi expulso de maneira justa pela arbitragem, prejudicando a equipe no momento em que estava melhor no campo.

Diego Souza, Sport
Foto: Guga Matos/JC Imagem

A inferioridade numérica, contudo, não intimidou o Sport no gramado. O Leão seguiu melhor e empilhando chances desperdiçadas, principalmente com André. O camisa 90 errou de tudo que era jeito, até de bicicleta tentou. Se Diego não estava com cabeça para a partida, André não estava com a mira em dia para o jogo.

O desperdício rubro-negro custou caro. Mesmo sem se arriscar tanto, até quando tinha um a mais, o Vasco soube aproveitar melhor sua chance para sair na frente.

COMPENSADO PELA INSISTÊNCIA

André, Sport
Foto: Guga Matos/JC Imagem

André errou muito, é verdade, mas ninguém pode dizer que ele se escondeu na partida. De tanto insistir, acabou recompensado pelo gol no segundo tempo. Um dos poucos que manteve o foco no jogo.

CHAMOU A ATENÇÃO

Por mais que tenha acertado nos dois lances, a expulsão de Diego Souza e a volta na marcação do pênalti para o Sport, o árbitro Sandro Meira Ricci saiu do gramado sob os holofotes. Muito porque chamou a atenção nas marcações. Poderia ter sido mais discreto.

FICHA DA PARTIDA – SPORT 1X1 VASCO

Sport: Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Henríquez e Mena; Rithely, Anselmo (Thallyson), Wesley (Osvaldo) e Diego Souza; Rogério (Lenis) e André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Vasco: Martín Silva; Madson (Bruno Paulista), Breno, Anderson Martins e Ramon; Jean (Andrei), Wellington, Pikachu (Guilherme Costa), Nenê e Mateus Vital; Andrés Rios. Técnico: Zé Ricardo.

Série A (25ª rodada). Local: Ilha do Retiro. Árbitro: Sandro Meira Ricci (SC). Assistentes: Emerson Carvalho e Marcelo Van Gasse (ambos de SP). Gols: Cartões Amarelos: Diego Souza (S), Wellington (V), Jean (V), Bruno Paulista (V) e Ramon (V). Cartão Vermelho: Diego Souza (S). Público: 17.190. Renda: R$ 253.860.

http://blogs.ne10.uol.com.br/torcedor/

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta