Bom Jardim Notícias.com

Farinha Láctea Prende ou Solta o Intestino?

Farinha Láctea Prende ou Solta o Intestino?

A farinha láctea é um produto primeiramente fabricado pela empresa Nestlé e que foi elaborado pelo farmacêutico Henri Nestlé como uma maneira de substituir o leite em uma época em que a desnutrição infantil e o índice de mortalidade de bebês e crianças eram um problema para a Suíça.

Ele é preparado a partir de uma combinação entre ingredientes como farinha de trigo enriquecida com ferro e ácido fólico (vitamina B9), leite em pó integral, vitaminas, minerais, sal e aromatizante, conforme informações da própria empresa.

A farinha láctea pode ser consumida acompanhada de frutas ou em receitas de mingau e vitaminas, por exemplo. Segundo a Nestlé, a farinha láctea deve ser conservada com a embalagem bem fechada em local fresco, seco e inodoro. Depois do início do uso, o produto deve ser terminado de ser consumido em até 30 dias. Hoje em dia, já existem outros fabricantes de farinha láctea.

A farinha láctea prende ou solta o intestino? 

Se para os indivíduos adultos, ficar com o intestino preso ou solto já pode ser um incômodo, imagina só como isso pode ser complicado para os bebês e as crianças? Sendo o produto em questão utilizado para os pequenos, é importante saber se a farinha láctea prende ou solta o intestino, não é mesmo?

Pois bem, a farinha láctea trata-se de um alimento laxativo. Ou seja, que facilita o trânsito intestinal e auxilia na promoção da eliminação das fezes.

Sendo assim, considera-se que o produto pode ser útil nos casos da prisão de ventre, que também é conhecida como intestino preso, contribuindo para dar uma soltada no intestino.

A farinha láctea acompanhada de frutas

Como vimos no início, uma opção de consumo para o ingrediente é comê-lo acompanho de frutas. E o uso das frutas também pode influenciar a resposta para a pergunta se a farinha láctea prende ou solta o intestino.

Isso porque as frutas servem como fonte de fibras, um nutriente que afeta o funcionamento do nosso intestino, especialmente se estivermos falando das chamadas fibras insolúveis.

Essas fibras insolúveis adicionam volume às fezes, além de apanhar água, fazendo com que as fezes fiquem mais moles. Estando mais moles e volumosas, torna-se mais fácil para as fezes movimentarem-se pelo trato digestivo, o que ajuda a combater o intestino preso.

A lista a seguir apresenta alguns exemplos de frutas que servem como fonte de fibras insolúveis:

  • Framboesa fresca;
  • Maçã com a casa;
  • Morango fresco;
  • Pera com a casca;
  • Figo;
  • Abacate;
  • Kiwi;
  • Manga;
  • Banana;
  • Laranja;
  • Nectarina;
  • Goiaba;
  • Uva-passa;
  • Ameixa seca.

Cuidados com o excesso de fibras 

Ainda que adicionar as frutas com fibras insolúveis a uma porção de farinha láctea possa dar uma força a mais para combater o intestino preso, é necessário tomar cuidado para não consumir fibras em excesso, o que pode causar alguns problemas.

Sem contar o teor total de fibras das frutas, a própria farinha láctea em si já fornece quantidades do nutriente. De acordo com informações do site da Nestlé, uma porção de 30 g da farinha láctea tradicional apresenta 0,9 g de fibra alimentar.

Já se estivermos falando da versão multigrãos do produto, essa quantia sobe para 1,4 g a cada porção de 30 g. E caso o modelo em questão seja o da farinha láctea com aveia, cada 30 g carrega 1,3 g do nutriente.

Não se esqueça de aliar o consumo de água à ingestão de fibras

É importante certificar-se de que o consumo de água esteja adequado quando fazemos uma refeição composta por alimentos que servem como fonte de fibras.

A ingestão do nutriente sem o líquido causa um agravamento no quadro do intestino preso. Deixar de tomar água quando comemos fibras também pode resultar em um ressecamento do intestino.

Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite – (no G+)

Leia mais http://www.mundoboaforma.com.br/farinha-lactea-prende-ou-solta-o-intestino/#w5TOT6lrwQxwyZj0.99

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta