Bom Jardim Notícias.com

Mais do que saladas! Quais vegetais são recomendados para fazer chás?

Mais do que saladas! Quais vegetais são recomendados para fazer chás?

A grande variedade de produtos naturais disponíveis nos mercados e feiras livres os transformam em verdadeiras “farmácias”. Isso porque grande parte dos ingredientes disponíveis por lá podem ser usados na prevenção e combate de muitos problemas de saúde, além, claro, de proporcionar melhora na qualidade de vida. Seja no preparo de saladas ou qualquer outro prato, os vegetais também são usados na concepção de chás.

Essa bebida é bastante popular ao redor do mundo; seu consumo só perde para a água. Porém, apesar de se tratar de uma bebida natural, que pode ser usada com fins medicinais, é preciso tomar alguns cuidados quanto ao consumo dos chás.

A indicação é que o médico seja consultado. Isso garantirá que o tratamento alternativo seja feito da melhor forma possível.

Chás preparados com vegetais

Frequente em saladas, os vegetais podem ser empregados em chás

Com o chá de certos vegetais se pode combater inúmeras enfermidades (Foto: depositphotos)

Além das ervasfrutas e outras folhas, os vegetais também podem ser usados como medicamentos naturais no combate a certos tipos de doenças. Para conhecer mais sobre esses elementos, preste atenção na lista abaixo. Ela contém uma série de vegetais, assim como suas indicações, que vão ajudar no acúmulo de conhecimento na hora de preparar um chá.

Nabo

Um vegetal extremamente rico em fibrasvitaminas A, B e C, proteínaspotássiobetacarotenocálcioferro e fósforo, o nabo é indicado como um natural laxativo, expectorante, emoliente, purificador do sangue, aperiente, diurético, antiescrofuloso, antiberibérico, alcalinizante, antiescorbútico, revolutivo, tônica e refrescante. Ele também pode ser usado para tratar problemas de inflamação intestinaldortossehemorroidas, ulceração da pele e inflamações em geral.

Acelga

chá de acelga é indicado no tratamento de micoses, cálculos biliares, diabetes, neurites, estômago desregulado, hemorroidas e anúria. Ele também trata queimaduras e cicatrizes. O consumo da acelga também regula o açúcar do sangue, devido a presença do ácido siríngico. O vegetal também fortalece os ossos e os dentes.

Alface

chá de alface auxilia no combate aos radicais livres, atua no processo de cicatrização, ajuda na formação de células sanguíneas, previne casos de anemia, auxilia no bom funcionamento da musculatura, faz com que o intestino funcione de forma regular. Nos casos vinculados ao emagrecimento, o chá de alface promove sensação de saciedade, além de contribuir para o metabolismo de proteínas, gorduras e carboidratos.

Beterraba

O chá de beterraba ajuda no tratamento da anemia, previne o aparecimento de alguns tipos de câncer, controla a diabetes, além de prevenir problemas do coração. Ele também protege o fígado e auxilia na digestão de alimentos. O ingrediente também auxilia na perda de peso e elimina os radicais livres, sendo benéfico para a pele.

Cebola

chá de cebola funciona como um potente anti-inflamatório natural, usado muitas vezes durante o tratamento contra problemas de pele, garganta, ossos, estômago e intestinos. Ele também é indicado no combate a várias doenças específicas, entre elas: tosse por mais de uma semana, doenças cardiorrespiratórias, gripe e doenças que atingem o coração, provocando infartos e derrames.

Para eliminar o catarro e combater a rouquidão beber o chá de cebola diariamente é o aconselhado. Assim como para diminuir o colesterol ruimdo sangue e proteger os rins de doenças e inflamações.

Cenoura

chá de cenoura possui propriedades medicinais que ajudam a reconstituição dos minerais perdidos pelo organismo, é antidiarreicos e diurético. A bebida é indicada para quem sofre de problemas como hipertiroidismo, dismenorreia, anemia, depressão nervosa, diarreia, colite e parasitas intestinais. A bebida também é rica em pectina, sais minerais diversos (potássio e fósforo), óleo essencial, entre diversos outros.

Chuchu

chuchu pode ser usado no tratamento de problemas cardiovasculares e inflamações, podendo ainda ser usado como um excelente diurético. O chá preparado com as folhas verdes desse vegetal também ajuda a tratar a pressão alta.

Espinafre

chá de espinafre é indicado para quem possui anemia e problemas de pressão alta. Ele é rico em vitaminas do complexo B, ferro, cálcio, caroteno, magnésio, entre outros nutrientes, também ajuda a fortalecer a imunidade, os ossos, faz bem para a pele e ainda atua nas funções do cérebro. A bebida ainda serve como um laxante e diurético natural, é tônica, oxidante, emoliente, ajuda a recuperar os minerais perdidos pelo organismo, aumenta a força contrátil do coração e ainda serve como um calmante.

Jerimum

Esse vegetal combate casos de erisipela, febre e inflamação nos rins, via urinaria, fígado, baço, próstata, ouvido, pele e também a inflamação generalizada. O chá de jerimum também pode ser usado para tratar queimadura, vermes, dor de ouvido, anemia, avitaminose, náuseavômito da gravidez, ferida de origem sifilítica.

Rabanete

rabanete é visto como um antioxidante, ou seja, protege as células contra a ação oxidante dos radicais livres. Essa ação também serve como redutor de colesterol no sangue, o que permite evitar doenças cardíacas decorrentes do sistema circulatório. O rabanete possui ação expectorante, que melhora as doenças respiratórias como gripes e tosses, além de combater a artritereumatismo e gota. O chá do ingrediente é bastante usado para melhorar a digestão.

Preparando o chá

No que diz respeito ao preparo do chá de alguns dos vegetais citados é preciso prestar um pouco de atenção, já que muitos são feitos a partir do próprio vegetal, enquanto outros com partes diferentes da planta, como as folhas, por exemplo.

Geralmente a quantidade básica necessária de água é 200 ml. Você deve levá-la ao fogo e esquentar. Assim que começar a borbulhar, desligue o fogo e acrescente o ingrediente.

Depois disso, o próximo passo é deixar descansar por alguns minutos, entre 5 e 10. Use uma peneira para coar e beba logo em seguida. Antes de optar por qualquer tratamento alternativo, o médico deve ser consultado. Ele possui conhecimento suficiente para certificar o seu uso, assim como preescrever a quantidade indicada para o consumo.

https://www.chabeneficios.com.br

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta