Bom Jardim Notícias.com

Três problemas de saúde que podem atrapalhar seus planos de fazer tatuagem. Médicos explicam porquê

Três problemas de saúde que podem atrapalhar seus planos de fazer tatuagem. Médicos explicam porquê

as decisões de fazer uma tatuagem sempre devem ser tomadas depois de muita pesquisa. Tanto, a parte do corpo, quanto ao tatuador e o desenho, devem ser fortemente “amadurecidos”, pois a decisão, a princípio, seguirá com você pelo resto de seus dias.

No entanto, o que muitas pessoas deixam de questionar é se existe algum problema de saúde que o impedem de desenhar permanentemente o corpo. Segundo alguns especialistas há sim, problemas de saúde na qual não se aconselha fazer uma tatuagem. Veja a seguir os três problemas de saúde que, se você tiver, não é recomendado fazer tatuagem. Lembrando que, em nenhum desses casos, é exatamente proibido e sim, não aconselhado, ok?

SE VOCÊ TEM PSORÍASE

Muitas pessoas que tem psoríase já fizeram tatuagens e hoje convivem com a doença e com a tatuagem ao mesmo tempo e juram que não se arrependem. No entanto, a dermatologista Cristine Carvalho, diretora do CDE – Centro de Dermatologia e Estética, a problemática de um psoriático se tatuar é o fenômeno de Koeber que pode acontecer com os portadores da doença. Trata-se da formação de lesões de psoríase em de lesões de pele menores, como picadas de insetos, arranhões ou queimaduras solares. A médica explica que como as tatuagens são feitas por meio da introdução de agulhas que injetam tinta na pele, há uma grande possibilidade de desencadear o fenômeno de Koebner em algumas pessoas com este problema. Mas ela deixa claro, que ter psoríase não é um empecilho para fazer uma tattoo, no entanto, é preciso estar ciente de que o fenômeno de Koebner pode acontecer.

SE VOCÊ TEM QUELOIDE

O queloide é uma predisposição para formar cicatrizes que crescem de forma exagerada, ficando mais volumosas e elevadas. É uma condição incurável, ou seja, se você tem o problema, ele te acompanhará por toda a vida e por isso, aconselha-se que alguns procedimentos sejam devidamente evitados, como furar orelhas para usar brincos, colocar piercings, fazer cirurgias desnecessárias e, infelizmente, fazer tatuagem. Dra. Nicole Geovana, colunista do site Médico Responde, explica ao fazer uma tatuagem as pessoas com queloide podem desenvolver uma cicatriz avolumada e elevada no desenho, uma característica marcante da doença. Isso causará uma deformação da tatuagem e da pele e, ao invés de ficar legal, vai ficar bem pior.

SE VOCÊ TEM VARIZES

Neste caso, serve para pessoas que tem tendência ou já possui varizes e pretendem tatuar as pernas. O Angiologista Ricardo Brizzi explicou no site Minha Vida que é possível fazer tatuagens em nas pernas se elas estão livres das varizes, mas vale lembrar que, se no futuro você tiver varizes e precisar fazer uma cirurgia, essa tatuagem será danificada e também vai dificultar o tratamento. O médico ainda lembra que tentar esconder marcas de varizes com uma tatuagem é um grande erro! “O próprio ato de tatuar pode lesionar o vaso, já doente, e provocar uma inflamação do local ou da veia”. Além disso, aquelas pessoas com varizes subdérmicas, ou seja, que ficam saltadas ao nível da pele, podem sofrer hemorragias durante e depois da tatuagem e gerar uma inflamação na parede das veias que pode culminar com problemas graves como uma trombose.

 DAORLA /  MINHAVIDA / MEDICORESPONDE

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta