Bom Jardim Notícias.com

Sport vence o Fluminense e dorme fora da zona de rebaixamento

Sport vence o Fluminense e dorme fora da zona de rebaixamento

O Sport foi um time aplicado na maior parte do jogo e venceu o Fluminense por 2×1 na tarde deste sábado (25), no Maracanã e, no momento, está fora da zona de rebaixamento para a Série B. Com 42 pontos, o time assumiu o 16º lugar, empurrando o Vitória para a zona de rebaixamento e agora torce por um empate entre os baianos e a Ponte Preta neste domingo, no Moisés Lucarelli. Se isso acontecer, o time pernambucano recebe o campeão Corinthians no próximo domingo (3) precisando de uma vitória para escapar. Se houver vencedor em Campinas, o Leão volta para o Z4, mas mantém a chance de escapar.

MANTENDO A ESCRITA
Em seus dez jogos anteriores contra o Fluminense o atacante André já havia marcado seis gols. E manteve a fama de carrasco tricolor mais uma vez. Aos 11 aproveitou cruzamento rasteiro de Marquinhos e aos 23 uma cobrança de escanteio para construir a boa vantagem de 2×0 para o Sport. O camisa 90 chegou aos 15, tornando-se o jogador do Sport com mais gols numa única edição de Campeonato Brasileiro.

DE OPRESSOR…
Como precisava da vitória de qualquer jeito, o Sport foi para cima. Marcou a saída de bola do Fluminense, ganhou todos os rebotes e manteve a bola sempre perto da área do adversário. As jogadas de ultrapassagem pelo lado direito foram o melhor caminho para chegar perto dos gols. Uma forma de jogar que o time havia tempo não adotava no Brasileirão.

… A OPRIMIDO
Mas o segundo gol girou a chave do Sport para o modo defensivo. O time inteiro recuou, com a dupla Diego Souza e André atrás da linha divisória do gramado. O Fluminense passou a tocar a bola mais perto da área e rondar o gol rubro-negro perigosamente. E como o modo defensivo não é o forte do time pernambucano neste Brasileiro, o time da casa chegou ao gol aos 37. Num rebote de cruzamento, Marcos Júnior mandou de bicicleta no canto esquerdo. A pressão continuou, mostrando que deixar o adversário com a bola não seria bom negócio, mas os rubro-neros conseguiram segurar a vantagem até o fim.

EQUILÍBRIO
Na volta para o segundo tempo, o Sport voltou novamente com a postura mais recuada, porém com seus jogadores de meio de campo mais próximos. Dessa forma até deu a bola para o adversário, mas evitando que os cariocas finalizassem. Essa marcação melhorou quando o técnico Daniel Paulista trocou Mena por Rithely, mantendo um trio de volantes à frente da zaga.

CONTRA-ATAQUE
Nos primeiros minutos da segunda etapa, os visitantes conseguiram encontrar espaço para os contra-ataques, mais uma vez usando o lado direito com Marquinhos e as bolas pelo alto. Numa delas, em cobrança de escanteio, Diego Souza subiu sozinho e cabeceou nas mãos de Cavalieri, que defendeu em dois tempos. À medida que o tempo passava, o Flu perdia força ofensiva e os leoninos encontravam mais espaço para contra-atacar. Aos 35, Rogério entrou no lugar de Marquinhos e teve duas grandes chances. Na primeira mandou por cima. Na segunda preferiu o passe à finalização e foi bloqueado

Ficha do jogo – Fluminense x Sport

Fluminense
Diego Cavalieri, Lucas, Renato Chaves, Henrique e Marlon; Marlon Freitas (Mateus Alessandro), Douglas, Júnior Sornoza (Wendel) e Gustavo Scarpa (Pedro); Marcos Júnior e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.

Sport
Magrão; Raul Prata, Henríquez, Durval e Sander; Anselmo, Patrick e Diego Souza (Índio); Mena (Rithely), Marquinhos (Rogério) e André. Técnico: Daniel Paulista.

Local: estádio do Maracanã, no RJ. Árbitro: Dewson Fernando Freitas (PA). Assistentes: Helcio Araújo Neves e José Ricardo Guimarães Coimbra (ambos do PA). Gols: André, aos 11 e 23; Marcos Júnior, aos 37 do primeiro tempo. Cartões amarelos: Marcos Júnior, Marlon, Renato Chaves, Henrique Dourado, Patrick e Anselmo. Público: 12.819.

http://blogs.ne10.uol.com.br/torcedor

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.